quarta-feira, 23 de setembro de 2009

TROPEANDO DATAS

TROPEANDO  DATAS


1ª Edição - 1997
2ª Edição - 2008






--- ::: o ::: ---



CHASQUE DO AMADRINHADOR

Conheço de longa data a disposição do OTÁVIO PEIXOTO DE MELO - O MARAGATO, de realizar uma obra de superior destino. Obra que antepôs a qualquer outra satisfação possível. Por isso fico feliz em prefaciá-la e recomendá-la aos interessados na história rio-grandense, especialmente aos meus companheiros tradicionalistas que aqui encontrarão um verdadeiro sinuelo, na longa tropeada pelos registros e fatos elencados.
Conhecedor de um mundo literário controvertido, cheio de dúvidas e de inquietações, “O MARAGATO” optou pela fidelidade aos escritos que manuseou, que guardam estreitos vínculos com a história do Rio Grande do Sul e a do Brasil.
Perfilar de datas importantes, que orientam o leitor na tropeada do conhecimento, dá-nos a sensação de que tudo foi feito para corrigir equívocos históricos e evitar a distorção de fatos que só não se perderam na poeira do tempo pelo cuidado de amadrinhadores da estirpe do Autor.
Qual sinuelo indispensável para o êxito de uma boa tropeada, esta obra se ajusta ao apreciável acervo da cultura nativa para ser usado como fonte séria de informações, como base de pesquisa histórica, como calendário de eventos significativos.
Para bem desempenhar-se da trabalhosa missão, sei que o autor fez longas tropeadas por bibliotecas públicas e particulares, museus e, arquivos públicos e finalmente, debruçou-se sobre seu rico manancial particular.
Daí nasceu TROPEANDO DATAS, obra que aliada a outras que o autor mantém sob cuidadosa revisão, coroa uma trajetória amparada nos sentimentos de fraternidade e de amor ao Pago, herdado de seus progenitores, e sedimentado com devoção no culto às nossas mais caras tradições.
Tenho para mim que valeu a mansa, obstinada e inquebrantável teimosia desse autêntico gaúcho, que não cansa de afirmar que o torrão natal foi seu primeiro alumbramento; a Querência, o Pago, sua gente, seus costumes . . .
O MARAGATO surge na literatura gaúcha como um experiente tropeiro, disposto a orientar e conduzir com presteza e segurança aos que tem vontade de aprender.
É clara sua disposição de ser útil e preciso na informação. Na obra, como na vida, procura dizer sem rodeios tudo o que sabe para que a história se escreva e se preserve sem mistificações.
O leitor encontrará nele, um autor sincero e original, que tem a faculdade de transmitir o que sabe com a preocupação constante, certamente decorrente de sua atividade profissional de agrimensor; quer fazer sempre uma poligonal aberta e amarrar os acidentes de luz das nebulosas . . .

JÚLIO CÉZAR CASPANI
Advogado, tradicionalista.
Ex-patrão do CTG José Bonifácio Gomes
Ex-coordenador da 5ª Região Tradicionalista do MTG.




CHARLA DO TROPEIRO

Uma TROPA de animais divide-se em: Ponta, Costados (esquerdo e direito), Corpo e Culatra.
Para se tanger (repontar) uma TROPA, são necessários “peões” especializados, conforme segue: Ponteiros, Costaneiros, Culatreiros, Sotas (1º e 2º), Capataz, Tropeiro e de um bom Furriel (cancheiro e com boa abastança).
Quanto maior for a TROPA, maior será a quantidade de peões, de sorte que, podemos classificar como:
PONTA DE GADO - de quatro a dez animais (que somam uma “conta”).
TROPILHA - de uma a cinco “contas” (que somam uma “talha”.
TROPITA - de uma a cinco “talhas”.
TROPA - de cinco a dez “talhas”.
BAITA-TROPA - de onze a vinte “talhas”.
MUNAIA-TROPA - mais de vinte e uma “talhas”.



Paisano(a) amigo(a)!

Gastei a minha tarca contando, para te entregar essa “tropa”; estou TROPEANDO DATAS e te peço pousada em tua Estância.
Venho de longe e gostaria que aceitasses esta minha faina, pelo que, te sou grato.

Cachoeira do Sul (RS),  Setembro de 2009.

OTÁVIO PEIXOTO DE MELO
O Tropeiro





PEÇUELOS

Dedico este modesto trabalho a todos os TROPEIROS do meu Pago . . .
Aos meus genitores Alvise Álves de Mello e Almira Beskow Mello que já estão descansando de suas tropeadas . . .
À minha dileta esposa Dalva Conceição dos Santos Melo, companheira de todas as tropeadas . . .
Aos meus queridos filhos e filhas: Helenita, Helinton, Daniel, Moisés e Débora que estão tropeando por esse mundão de DEUS . . .
Aos meus estimados genros e noras: Nicola, Madalena, Vera, Valdirene e Juliano que estão fazendo um costado para os meus “rebentos” acima citados . . .
E aos meus queridíssimos netos e netas: Luiza, João Pedro, Victoria, Nicolle, Venâncio e Felipe que estão se preparando para a longa tropeada da vida . . .

Cachoeira do Sul (RS), Setembro de 2009.

OTÁVIO PEIXOTO DE MELO
O Tropeiro



PONTA

Outras obras de Otávio Peixoto de Melo . . .

01 - 1987 - O Saber Não Ocupa Lugar
02 - 1988 - O Fim do Mundo
03 - 1989 - Reculutando Cultura (1ª edição)
04 - 1990 - Changa
05 - 1991 - Meu Brasil
06 - 1992 - Meu Pago
07 - 1993 - Minha Querência
08 - 1997 - Tropeando Datas - (1ª edição)
09 - 1997 - O Cavalo
10 - 2000 - Genealogia de OPM
11 - 2001 - Humanidade
12 - 2002 - Reculutando Cultura - (2ª edição)
13 - 2005 - Ideário de José Melo
14 - 2005 - Ideário de OPM
15 - 2005 - Clossário: Português / Guarany / Português
16 - 2006 - Gaúchos Ilustres e Gaúchos Nobres
17 - 2006 - Memorial do Arroz
18 - 2006 - Nomes Alemães - (em composição);
19 - 2007 - Destaques da Humanidade
20 - 2008 - Nossa História Nua e Crua
21 - 2008 - Tropeando Datas (2ª edição)


--- ::: o ::: ---



TROPA ONOMÁSTICA

MANGUEIO – Nesta tropa repontamos a “onomástica”, seguindo a ordem alfabética. Por ela, saberemos o nascimento e falecimento de muitos importantes viventes de nossa história. Também encontraremos o início e o fim de acontecimentos que se destacaram.

A
Abolição da escravidão indígena .......... 01-04-1680
Abolição da escravidão negra .............. 13-05-1888
Academia Brasileira de Letras ............. 15-12-1896
Academia Real Militar ......................... 04-12-1818
Afonso Aurélio Porto .......................... 25-01-1879
Agostinho José de Mello ..................... 04-12-1843
Águas Dançantes de Cachoeira do Sul  15-05-1968
Américo Vespúcio .............................. 09-03-1451 / 22-02-1512
Andrade Neves, José Joaquim ............ 22-01-1807 / 09-01-1869
Anita Garibaldi ................................... 30-08-1821 / 04-08-1849
Antônio Augusto Borges de Medeiros  19-11-1863 / 25-04-1961
Antônio de Sousa Neto ...................... 17-02-1795 / 07-07-1868
Antônio Raposo Tavares ....................            1598 /            1658
Antônio Vicente da Fontoura .............. 08-07-1807 / 20-10-1860
Antônio Vieira .................................... 06-02-1608 /            1697
Apparício Silva Rillo ........................... 08-08-1931 / 23-06-1995
Artigas, José Gervásio ........................ 19-06-1764 / 23-09-1850
Artur da Costa e Silva ........................ 03-10-1902 / 17-12-1969
Assis Brasil, Joaquim Francisco de ..... 29-07-1857 / 24-12-1938
Ataque à Vila de S. José do Norte ..... 16-07-1840
Aureliano de Figueiredo Pinto ............. 01-08-1898 / 22-02-1959
Automóvel Club do Brasil ................... 27-09-1923

B
Baile Imperial Brasileiro ...................... 11-11-1889
Banco do Brasil .................................. 12-10-1808
Banco do Est. do Rio Grande do Sul .. 12-09-1928
Bandeira do Brazil .............................. 19-11-1889
Bandeira da República Rio-Grandense  12-11-1836
Barbosa Lessa, Luis Carlos ................ 13-12-1929 / 11-03-2002
Batalha do Avaí .................................. 11-12-1868
Batalha do Fanfa ................................. 04-10-1836
Batalha do Gurupaití ............................ 22-09-1866
Batalha de Itororó ............................... 06-12-1868
Batalha de Ituzaingo
(Passo do Rosário) .............................. 20-02-1827
Batalha do Riachuelo ........................... 11-06-1865
Batalha do Seival ................................. 10-09-1836
Batalha de Tuiutí .................................. 24-04-1866
Batalhão de Engenharia, 3º ................... 09-11-1924
Bento Gonçalves da Silva ..................... 23-09-1788 / 18-07-1847
Bento Manuel Ribeiro ...........................            1783 / 30-05-1855
Borges do Canto, José .........................            1775              1804
Brizola, Dr. Leonel de Moura ............... 22-01-1922 / 21-06-2004

C
Cabo-capitão Rocha ............................ 04-10-1836
Cachoeira - Guarda do Jacuí ................            1753
- Forte de “S. Nicolau” ........................            1754
- Aldeamento .......................................            1756
- Arranchamento “Povo Novo” ............            1757
- Capela de “S. Nicolau”.......................           .1760
- Freguesia “N. S. da Conceição” ......... 10-07-1779
- Vila Nova de “S. João da Cachoeira” . 08-02-1819
- Pelourinho (Símbolo de Autonomia
Municipal ............................................. 05-08-1820
- Lei Prov. cidade ................................ 15-12-1859
- Cidade de Cachoeira ......................... 10-01-1860
- Capital Nacional do Arroz ................. 09-03-1941
- Cachoeira do Sul ............................... 29-12-1944
Caixa Econômica do Rio Grande do Sul            1958
Canal de Suez ...................................... 17-11-1869
Canal do Panamá ................................. 14-08-1914
Candeeiro Crioulo ................................ 07-09-1947
Carlos Gomes ...................................... 11-07-1836 / 16-09-1896
Casamento Civil ................................... 24-01-1890
Castro Álves ........................................ 14-03-1847 / 06-07-1871
Catedral N. S. Conceição –
Cachoeira do Sul ................................. 28-09-1799 / 28-09-1983
Caxias, Luís Álves de Lima e Silva ....... 25-08-1803 / 07-05-1880
Centro Gaúcho de Bagé ...................... 16-09-1899
Charqueada do Paredão ...................... 30-09-1887              1930
Chacina do Caibaté ............................. 10-02-1756
Clube Farroupilha de Ijuí ..................... 19-10-1943
Colônia do Sacramento, Uruguai ......... 22-01-1680
Combate do Barro Vermelho,
(Rio Pardo), Ramiz Galvão .................. 30-04-1838
Combate do Batoví, São Gabriel ......... 26-12-1844
Combate do Boi Preto,
Palmeira das Missões .......................... 05-04-1894
Combate do Campo Osório ................ 05-06-1923
Combate do Cerro da Palma
(farroupilha) ........................................ 04-12-1843
Combate do Cerro da Palma (sulistas) . 06-05-1923
Combate do Cerro dos Porongos,
Pinheiro Machado ............................... 14-11-1844
Combate da Estância da Serra ............ 30-04-1923
Combate da Fazenda Stª Rosa ............ 01-06-1923
Combate do Ibirapuitã, Alegrete .......... 19-06-1923
Combate do Passo do Mendonça ........ 18-04-1923
Combate do Peribebuí
(Guerra do Paraguai) ........................... 12-08-1869
Combate do Ponche Verde, D. Pedrito  26-05-1843
Combate do Rio Negro, Bagé .............. 28-11-1893
Combate do Rio Pelotas,
Barracão e no Arroio Farroupilha ......... 31-05-1894
Combate do Rio Stª Maria Chico ......... 16-05-1923
Combate do Upamorotim, Stª, Maria ... 12-05-1893
Conde D’Eu ........................................ 28-04-1842 / 28-08-1922
Cristo Redentor ................................... 12-10-1931
Cristóvam Colombo ............................            1451              1506
CN Estância da Tradição, Três Vendas,
Cachoeira do Sul ................................. 07-05-1986
CTG 35, Porto Alegre ......................... 03-01-1948
CTG Estância do Chimarrão,
Cachoeira do Sul ................................. 03-10-1965
CTG José Bonifácio, Cachoeira do Sul  11-08-1956
CTG José Bonifácio Gomes,
Cachoeira do Sul ................................. 06-07-1957
CTG Lanceiros do Sul,
Cachoeira do Sul ................................. 24-06-1960
CTG Os Gaudérios, Cachoeira do Sul . 30-06-1962
CTG Tropeiros da Lealdade,
Cachoeira do Sul ................................. 11-08-1956
Cruzado por Real ................................            1994

D
Dante de Laytano ................................ 23-03-1908 / 18-02-2000
Darci Fagundes ...................................            1925 / 22-06-1984
David Canabarro ................................ 22-08-1796 / 12-04-1867
Deodoro da Fonseca, Manuel ............. 05-08-1827 / 23-08-1892
Descobrimento da América ................. 12-10-1492
Desfile Gaúcho em Porto Alegre, 1º .... 20-09-1947
Desfile Gaúcho em
Cachoeira do Sul, 1º ........................... 20-09-1957
Dia do Desembarque na Normandia
(Dia D) ............................................... 06-06-1944
Dia do Gaúcho (criação) ..................... 20-09-1887
Dia do Gaúcho (oficialização) .............. 20-09-1996
Domingos José de Almeida ................. 09-07-1797 / 06-05-1872
Domínio Espanhol no RGS .................. 30-04-1763              1776
Domínio Holandês no Brasil .................           1624              1649
Do Sábado para o Domingo ................ 07-03-0321              0364
Duelo Farroupilha ................................ 27-02-1844
D. João III ...........................................           1734              1557
Dª Maria I (a Louca) ............................           1734 / 19-03-1816
D. João VI .......................................... 13-05-1767 / 10-03-1826
Dª Carlota Joaquina ............................. 22-04-1775 /            1830
D. Pedro I ........................................... 12-10-1798 / 24-09-1834
Dª Leopoldina ..................................... 22-01-1797 / 11-12-1826
Dª Domitila Castro Canto e Melo ........ 27-12-1797 / 03-11-1867
D. Pedro II ......................................... 02-12-1825 / 05-12-1891
Dª Teresa Cristina ............................... 14-03-1822 / 28-12-1889
Dª Isabel ............................................. 29-07-1846 / 14-11-1921

E
Edito de Constantino ............................ 07-03-0321
Edyr Lima, Museu de
Cachoeira do Sul, Patrono ................... 15-12-1978
Eleição Farroupilha .............................. 06-11-1836
Emílio Garrastazú Médici ..................... 04-12-1905 / 09-10-1985
Érico Veríssimo ................................... 17-12-1905 / 28-11-1975
Ernesto Geisel ..................................... 03-08-1908 / 12-09-1996
Escaramuças do Quaró, (farroupilha) ... 29-12-1844
Exército Brasileiro (criação) ................. 19-04-1648

F
Família Imperial partiu para o exílio ...... 17-11-1889
Família Imperial - restos mortais do
Imperador e da Imperatriz ................... 05-12-1939
Família Imperial - despojos de
Dª Isabel e outros ................................ 13-05-1971
Família Real partiu do Rio Tejo,
para o Brasil ........................................ 29-12-1807
Família Real chega à Salvador, BA ....... 22-01-1808
Família Real chega ao Rio de Janeiro .... 08-03-1808
Família Real partiu para Portugal ........... 26-04-1821
Farroupilha - Movimento ...................... 19-09-1835 / 01-03-1845
- Revolução .......................................... 20-09-1835 / 10-09-1836
- Guerra ............................................... 11-09-1836 / 28-02-1845
Flores da Cunha, José Antônio ............. 05-03-1880 / 04-11-1959
Folclore (Data Internacional) ................ 22-08-1846
Fontoura Xavier, Antônio (poeta) ......... 07-06-1856 / 01-04-1922
Francisco Solano Lopes .......................            1827 / 01-03-1870
Fundação: - Belo Horizonte .................. 01-03-1894
- Brazil ................................................. 27-04-1500
- Brasília ............................................... 21-04-1960
- Cachoeira (5ª emancipação no RGS) .. 05-08-1820
- Fortaleza ............................................            1611
- Pelotas ...............................................            1835
- Porto Alegre (2ª) ................................ 26-03-1772
- Recife .................................................            1595
- Rio de Janeiro ..................................... 01-03-1565
- Rio Grande (1ª) .................................. 27-09-1736
- Rio Pardo (4ª) .................................... 07-10-1809
- Salvador ............................................. 13-06-1549
- Santo Antônio da Patrulha (3ª) ............            1809
- Santos ................................................            1536
- São Paulo ........................................... 25-01-1554

G
Gardel, Carlos ...................................... 11-12-1890 / 24-06-1935
Garibaldi, Giuseppe .............................. 04-07-1807 / 02-06-1882
Gaspar Francisco Mena Barreto ...........            1790              1865
Gaspar Silveira Martins ......................... 05-08-1834 / 23-07-1901
Getúlio Dorneles Vargas ....................... 19-04-1883 / 24-08-1954
Governo Geral do Brazil ....................... 17-12-1548 / 08-03-1808
Grêmio Futebol Porto-Alegrense .......... 15-09-1903
Grêmio Gaúcho de Porto Alegre ........... 22-05-1898
Grêmio Gaúcho de Stª Maria ................ 12-10-1901
Guerra Cisplatina: - 1ª Campanha .........            1811              1812
- 2ª Campanha .....................................            1816              1821
- 3ª Campanha ..................................... 25-08-1825 / 09-09-1828
Guerra contra Oribe (Uruguai) ..............            1842              1851
Guerra contra Rosas (Argentina) ...........            1851              1952
Guerra dos Mucker, Ferrabraz,
em S. Leopoldo ....................................            1872              1874
Guerra do Paraguai ............................... 11-11-1864 / 01-03-1870
Guia Lopes (Francisco Lopes) .............. 28-05-1867
Gumercindo Saraiva .............................. 13-01-1852 / 10-08-1894

H
Hermes Rodrigues da Fonseca .............. 12-05-1855 / 09-09-1923
Hidráulica de Cachoeira, 1ª ................... 20-09-1921
Hino Nacional Brasileiro ........................ 13-04-1831
Hino Rio-Grandense .............................. 05-05-1838
Honório Lemes (o Leão do Caverá) ...... 23-12-1864 / 30-09-1930

I
IBGE – Instituto Brasileiro de
Geografia e Estatística ........................... 06-07-1934
IGTF – Instituto Gaúcho de Tradição e
Folclore ................................................ 19-09-1974
Iluminação Elétrica, 1ª ........................... 24-07-1883
Imigração Açoriana, 1ª .......................... 09-08-1747
Imigração Alemã, 1ª .............................. 18-07-1824
Imigração Italiana, 1ª ............................. 24-05-1870
Imigração Polonesa, 1ª ..........................            1886
Imigração Israelita, 1ª ............................            1904
Imigração Japonesa, 1ª ..........................            1908
Imigrações Síria e Libanesa ....................            1940
Impeachment do Presidente Collor ......... 29-12-1992
Imperial Colégio Militar .......................... 09-03-1889
Independência do Brazil ......................... 07-09-1822
Independência da
República-Rio-Grandense ...................... 11-09-1836 / 28-02-1845
Intentona Comunista ..............................  27-11-1935
Invasão Espanhola de Ceballos .............. 30-04-1763 / 07-04-1776
Irineu Evangelista de Sousa
(Visconde de Mauá) .............................. 28-12-1813 / 21-10-1889
Israel, Novo Estado de – ONU ............. 14-05-1948

J
Jânio da Silva Quadros ......................... 25-01-1917 / 16-02-1992
Jayme Caetano Braun ........................... 30-01-1924 / 08-07-1999
João Belchior Marques Goulart ............. 01-03-1918 / 06-12-1976
João Cezimbra Jacques ......................... 13-11-1848 / 28-07-1922
João de Deus Mena Barreto
(Visconde de S. Gabriel) ....................... 02-07-1769 / 27-08-1849
João Manuel Mena Barreto ................... 07-06-1827 / 12-08-1869
João Neves da Fontoura ....................... 16-11-1887 / 31-03-1963
João Propício Mena Barreto ................. 05-08-1808 / 09-02-1867
João Simões Lopes Neto ...................... 09-03-1865 / 14-06-1916
Jornal “O Povo” (Piratiní) ...................... 01-09-1838 / 28-02-1845
Jornal “Correio do Povo” (Porto Alegre) 01-10-1895
Jornal do Povo (Cachoeira do Sul) ........ 29-06-1929
José Antônio Correia da Câmara ........... 17-02-1824 / 18-08-1893
José Bonifácio de Andrade e Silva ......... 13-06-1763 / 06-04-1838
José Gomes de Vasconcelos Jardim .......           1773               1854
José Gomes Portinho ............................. 01-09-1814 / 08-08-1886
José Maria da Silva Paranhos
(Visconde do Rio Branco) ..................... 16-03-1819 / 01-11-1880
José Maria da Silva Paranhos Jr.
(Barão do Rio Branco) .......................... 20-04-1845 / 10-02-1912
José Peixoto da Silveira Mello ............... 10-09-1839 / 08-05-1904
Júlio Prates de Castilhos ........................ 29-07-1860 / 24-10-1903

K
 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

L
Lei da Abolição da Escravatura Indígena            1758
Lei do Tráfico Negreiro ......................... 07-11-1831
Lei da Extinção do Tráfico Negreiro ......            1851
Lei do Ventre Livre ............................... 28-09-1871
Lei dos Sexagenários .............................           1885
Lei da Abolição da Escravatura Negra ... 13-05-1888
Liberato Salzano Vieira da Cunha .......... 20-12-1920 / 07-04-1954
Luiz Menezes ........................................                       12-10-2005

M
Mallet, Emílio Luís ................................. 10-06-1801 / 07-01-1886
Manoel dos Santos Pedroso
(Maneco Pedroso) ................................            1738              1816
Manuel Luís Osório ............................... 10-05-1808 / 04-10-1879
Manuel Marques de Sousa .................... 13-06-1804 / 18-07-1875
Marcílio Dias ........................................            1828 / 08-05-1865
Mário Quintana ..................................... 30-07-1906 / 05-05-1994
Marquês de Pombal .............................. 13-05-1699 / 08-05-1782
Martin Afonso de Sousa ....................... 1490 / 1500 / 21-07-1564
Martín Fierro (José Hernández) ............ 10-11-1834 / 21-10-1886
Massacre do Caibaté (São Gabriel) ...... 10-02-1756
Massacre do Boi Preto
(Palmeira das Missões) ......................... 05-04-1894
Massacre do Rio Negro (Bagé) ............ 28-11-1893
Mem de Sá ..........................................            1500 / 02-03-1572
Ministério da Aeronáutica (criação) ...... 20-01-1941
Ministério da Agricultura (criação) ........ 28-07-1860
Missão do Tape (fundação) ..................            1626             1634
Missão do Tape
(destruição por Raposo Tavares) ..........            1634             1641
Missão do Tape (terra de ninguém) .......            1641            1682
Missão do Tape (redução) ....................            1682            1706
Missão do Tape (7 Povos) ....................            1706            1801
Movimento Tradicionalista Gaúcho –
MTG (extra-oficial) .............................. 22-10-1960 / 28-10-1966
Movimento Tradicionalista Gaúcho –
MTG (oficialmente) .............................. 28-10-1966
Museu Municipal de Cachoeira do Sul
(Edyr Lima) .......................................... 15-12-1978

N
Noites das garrafadas ............................ 12-03-1821 / 14-03-1821
Noel Guarany ........................................ 26-12-1941 / 06-10-1998

O
Onofre Pires .......................................... 25-08-1799 / 03-03-1844
Oswaldo Euclydes de Sousa Aranha ...... 15-02-1894 / 27-01-1960
Otávio Peixoto de Melo ......................... 05-09-1939 / 31-09-2039

P
Pacto de “Pedras Altas”
(Pinheiro Machado) .............................. 14-12-1923
Paço Municipal de Cachoeira ................ 08-05-1864
Padre Cícero Romão Batista
(Padim Ciço) ......................................... 24-03-1844 / 20-07-1934
Partenon Literário (Porto Alegre) ........... 18-06-1868
Pedro Álvares Cabral ............................   1467/1468 /   1520/1526
Pinheiro Machado, José Gomes ............. 08-05-1851 / 08-09-1915
Plácido de Castro .................................. 09-12-1873 / 14-07-1908
Ponte sobre o Rio Vacacaí-Mirim .......... 15-10-1922
Portugal liberta-se da Espanha ............... 01-12-1640
Prates de Castilhos, Dr. Júlio ................. 29-06-1860 / 24-10-1903
Proclamação da República Catarinense
(Julhana) ............................................... 24-07-1839 / 15-11-1839
Proclamação da República dos
Estados Unidos do Brazil ...................... 15-11-1889
Proclamação da
República Rio-Grandense ...................... 11-09-1836 / 28-02-1845

Q
Quilombo dos Palmares .........................          1630                1697

R
Rádio Cachoeira (ZYF-4) ..................... 27-09-1946
Rádio Farroupilha (Porto Alegre) .......... 25-07-1935
Rádio Gaúcha (Porto Alegre) ................ 08-02-1927
Rádio Guaíba (Porto Alegre) ................. 30-04-1957
Rádio Sociedade do Rio de Janeiro ....... 20-04-1923
Rafael Pinto Bandeira ............................ 16-11-1740 / 09-01-1795
Ramiro Fortes de Barcellos ................... 23-08-1851 / 29-01-1916
Ramiz Galvão, Benjamim Franklin ......... 16-06-1846 / 09-03-1938
Regências: - Trinas Provisórias .............. 07-04-1831 / 17-06-1831
- Trinas Permanentes ............................ 17-06-1831 / 12-10-1835
- Únicas ............................................... 12-10-1835 / 23-07-1840
Regências da Princesa Dª Isabel
- 1ª Regência ........................................ 25-05-1871 / 31-03-1872
- 2ª Regência ........................................ 26-03-1876 / 25-09-1877
- 3ª Regência ........................................ 30-06-1887 / 21-08-1888
Regime Farroupilha em Cachoeira ......... 03-07-1838 / 10-06-1840
Reino Unido – Brazil / Portugal / Algarve            1815 / 26-04-1821
Réis (real) por Cruzeiro ......................... 05-10-1942 /            1986
República Catarinense (Julhana) ............. 24-07-1839 / 15-11-1839
República Rio-Grandense ...................... 11-09-1836 / 28-02-1845
Revolução Constitucionalista .................. 09-07-1932 / 16-07-1934
Revolução Federalista
(Guerra da Degola) ................................ 02-02-1893 / 21-10-1895
Revolução Integralista ............................ 11-05-1938
Revolução Liberal .................................. 03-10-1930 / 24-10-1930
Revolução Restauradora ........................ 31-03-1964
Revolução Sulista ...................................            1923              1927
Rio Branco (Barão) ................................ 20-04-1845 / 10-02-1912
Rio Branco (Visconde) ........................... 16-03-1819 / 01-11-1880
Rio Grande - Freguesia ........................... 06-08-1736 
- Fortificações ........................................ 19-02-1737
- Povo ....................................................            1750
- Vila ......................................................            1751
- Capital do Rio Grande de S. Pedro ......            1760
- Tomada pelos espanhóis ......................            1763             1776
- Cidade de Rio Grande .........................            1835
Roque Gonzáles .....................................            1576 / 15-11-1628
Rui Barbosa ........................................... 05-11-1849 / 01-03-1923
Rondon, Cândido ................................... 05-05-1865 / 19-01-1958

S
Saint Hilaire, Auguste de ........................ 04-10-1779 / 03-09-1853
Saldanha da Gama, Luís Felipe .............. 24-06-1895
Salgado Filho, Joaquim Pedro ................            1880 / 30-07-1950
Sampaio, Antônio de .............................. 24-05-1810 / 06-07-1866
Santos Dumont, Alberto ......................... 20-07-1873 / 23-07-1932
Sebastião José de Carvalho e Melo
(Marquês de Pombal) ............................. 13-05-1699 / 08-05-1782
Sepé Tiarajú ...........................................            1722 / 07-02-1756
Silveira Martins, Gaspar .......................... 05-08-1834 / 23-07-1901
Sistema Métrico introduzido no Brazil ...... 26-06-1862
Sociedade “Lomba Grande”
(Novo Hamburgo) ................................... 31-01-1938
Sport Club Internacional (Porto Alegre) ... 04-04-1909

T
Tamandaré (Almirante),
Joaquim Marques Lisboa ........................ 13-12-1807 / 20-03-1897
Telefone no Brazil ................................... 29-11-1877
Telégrafo no Brazil .................................. 11-05-1852
Tiradentes – Joaquim José da Silva Xavier 12-11-1748 / 21-04-1792
Thomas Luís Osório ................................ 21-04-1768
Tomada de Humaitá (Guerra do Paraguai) 25-07-1868
Tomada de Pelotas (Rev. Farroupilha) ..... 07-04-1836
Tomada de Porto Alegre
(Revolução Farroupilha) .......................... 20-09-1835
Tomada de Rio Pardo
(Revolução Farroupilha) .......................... 30-04-1838
Tomada de Triunfo (Guerra Farroupilha) .. 12-08-1837
Tratado da Tríplice Aliança
(Guerra do Paraguai) ................................ 01-05-1865
Tratado de Amizade e Garantia
(Portugal e Espanha) ................................. 11-03-1778
Tratado de Badajoz (Portugal e Espanha) .. 06-06-1801
Tratado de El Pardo (Espanha e Portugal) . 12-02-1761
Tratado de Madrid (Espanha e Portugal) ... 13-01-1750
Tratado da Paz de Ponche Verde
(D. Pedrito) .............................................. 28-02-1845 / 01-03-1845
Tratado de Stº Ildefonso ou La Granja
(Espanha e Portugal) ................................. 01-10-1777
Tratado de Tordesilhas (Esp. e Port.) ........ 07-06-1494
Tratado de Utrecht (Portugal e Espanha) ... 11-04-1713 / 06-02-1715
Tratado de Pelotas (Revolução Federalista) 23-08-1895
Theatro de Cachoeira ................................ 25-04-1830 / 25-12-1900
Trigo, VI Festa Nacional do ...................... 20-10-1956 / 26-10-1956

U
União Gaúcha (Pelotas) ............................ 10-09-1899
Uruguaiana ............................................... 18-11-1841

V
VARIG – Viação Aérea Rio Grandense .... 07-05-1927            2007
Viamão - Vila ...........................................            1742
- Capela ...................................................            1745
- Capital ................................................... 30-04-1763            1773
- Município ............................................... 11-06-1880
Vila de São João da Cachoeira ................. 08-02-1819
Villagran Cabrita ....................................... 30-12-1820
Visconde de Pelotas .................................. 17-02-1824
Voluntários da Pátria ................................. 07-01-1865

W
 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

X
. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .  

Y
. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .  

Z
. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .  



--- ::: o ::: ---



TROPA DE FATOS

MANGUEIO – Nesta tropa, repontamos o “Fato do Dia”. Existem dias em que não há fato relatado, porém, em outros casos há mais de um fato.
Podemos constatar que ocorreram fatos pitorescos, mas, de muita importância. Podemos verificar, também, acontecimentos de grande importância e que marcaram a história que nos cerca.


Janeiro

01-01- . . . – Dia Internacional de “Confraternização Universal”.

01-01-1884 – Saiu à luz da publicidade, o 1º número do jornal republicano “A Federação” – apregoando contra o Império Brasileiro e contra o Imperador D. Pedro II.

07-01-1846 – Chegada em Cachoeira (RS) da 1ª visita do jovem Imperador D. Pedro II e de sua Real Consorte ao Rio Grande de S. Pedro, motivada pela pacificação Farroupilha.

07-01-1865 – D. Pedro II, assina o Decreto Imperial nº 3.371, criando o “Corpo de Voluntários da Pátria” para lutar contra o Paraguai.

08-01-1931 – Nasce em São Borja (RS), Apparício Silva Rillo – poeta alexandrino, compositor e tradicionário de pura cepa.

09-01-1795 – Morre em Rio Grande (RS), Rafael Pinto Bandeira – 1º Caudilho sul-rio-grandense.

09-01-1822 – “Dia do Fico” - O Príncipe regente, D. Pedro (depois, D. Pedro I), promete “ficar” no Brazil, desobedecendo assim as cortes de Lisboa (Portugal).

09-01-1869 – Morre em Assunção, o gaúcho José Joaquim de Andrade Neves – Barão do Triunfo, natural de Rio Pardo (RS).

11-01-1843 – Caxias entra em campanha contra os farroupilhas.

11-01-1888 – A Câmara Municipal de São Borja (RS) aprova que se consulte por plebiscito à nação, sobre a conveniência ou não, da Princesa Isabel substituir seu pai D. Pedro II, no trono.

11-01-1894 – Os Federalistas comandados por Gumercindo Saraiva levantam o cerco da cidade de Bagé (RS). Guerra da Degola.

13-01-1626 – O Padre jesuíta Roque Gonzáles funda “San Nicolas” (São Nicolau) – o 1º Aldeamento Guarany, na margem direita do rio Piratinim, perto da sua foz junto ao rio Uruguai. Foi este o 1º ato de brancos, na pátria dos gaúchos. Nascia o Rio Grande de S. Pedro.

13-01-1750 – Portugal e Espanha assinam o “Tratado de Madrid”. Por esse tratado Espanha entregava ao Brazil, o território conhecido por “Missiones de Los Siete Pueblos” (Missões dos Sete Povos) e o Brazil entregava à Espanha, a “Colônia do Sacramento” (Uruguai).

12-01-1852 – Nasce na vila de Arroio Grande (RS), Gumercindo Saraiva – maragato e braço-direito do Dr. Gaspar Silveira Martins.

12-01-1861 – Criação da “Caixa Econômica Federal”.

14-01-1774 – Rafael Pinto Bandeira (1º Caudilho Gaúcho), derrota os castelhanos de Vértiz e Zabala comandados por D. Marcos, nos banhados (pântanos) da Estância do Espinilho - Pantano Grande (RS).

15-01-1827 – O Imperador D. Pedro I chega ao Rio de Janeiro, regressando do Rio Grande de S. Pedro, impressionado com a bravura do soldado gaúcho, na luta contra os castelhanos, na “Guerra Cisplatina” (que culminou com a independência do Uruguai, em 25-08-1825).

20-01-1535 – Martin Afonso de Sousa recebe em doação a “Capitania de S. Vicente” que se estendia desde o Rio de Janeiro até ao Rio da Prata. Esse português nunca se interessou pelas terras do sul, porque eram muito frias e não tinham lugar apropriado para porto.

20-01-1941 – Pelo Decreto nº 2.961, foi criado o “Ministério da Aeronáutica” (Força Aérea Brasileira - FAB). Obra do gaúcho Salgado Filho.
Porém, a “Força Aérea Rio-Grandense” foi criada por Borges de Medeiros, em setembro de 1923, permanecendo ativa até 1924, quando caiu o seu 1º avião na margem direita do arroio Piquirí, no município de Encruzilhada (RS).

22-01-1680 – D. Manuel Lobo (Governador do Rio de Janeiro – Capitania de S. Vicente), fundou a “Colônia do Sacramento” - na margem esquerda do Rio da Prata (defronte à cidade de Buenos Aires).

22-01-1797 – Nasce na Áustria (Europa) a Princesa Dª Leopoldina, que veio a se casar com o Príncipe D. Pedro de Alcântara (depois, D. Pedro I do Brazil).

22-01-1807 – Nasce em Rio Pardo (RS), José Joaquim de Andrade Neves – Barão do Triunfo.

22-01-1808 – “A Família Real Portuguesa” chega em Salvador (BA), Brazil.
A rainha Dª Maria I, seu filho D. João de Bragança (Príncipe Regente) e o Príncipe D. Pedro de Alcântara (depois, D. Pedro I).

24-01-1890 – Decreto Republicano nº 11, torna obrigatório no Brasil, o “Casamento Civil”. Até então só havia o “Casamento Religioso”.

25-01-1554 – Fundação da cidade de São Paulo (SP), pelo padre José de Anchieta.

25-01-1879 – Nasce em Cachoeira (RS), Afonso Aurélio Porto – um dos maiores historiadores gaúchos, tendo sido Diretor do “Arquivo Histórico do Rio Grande do Sul”.

25-01-1898 – Assume a Presidência do Estado do Rio Grande do Sul, o caçapavano Dr. Antônio Augusto Borges de Medeiros (o famoso Antônio Chimango). Sucedeu ao Dr. Júlio Prates de Castilhos (o positivista Coronel Prates).

25-01-1903 – Borges de Medeiros é reeleito Presidente do Rio Grande do Sul.

25-01-1908 – Borges de Medeiros empossa em seu lugar, o Dr. Carlos Barbosa Gonçalves, como Presidente do Rio Grande do Sul.

25-01-1913 – Borges de Medeiros reassume a Presidência do Rio Grande do Sul.

25-01-1918 – Borges de Medeiros é reeleito “misteriosamente” Presidente do Rio Grande do Sul.
ELEIÇÃO em novembro de 1922
Resultado oficial do Conselho Eleitoral:
Borges ....... 107.738 votos
Assis Brasil 37.982 votos
Total .......... 145.720 votos = ¾ são 109.290 – 107.738 =
faltou 1.552 votos
Para os republicanos Borgistas:
Borges ...... 109.620 votos
Assis Brasil 37.982 votos
Total ......... 147.602 votos = ¾ são 110.701,5 – 109.620 =
faltou 1.081,5 votos

25-01-1923 – Borges de Medeiros assume novamente a Presidência do Rio Grande do Sul. Desta feita “arrebentou o rabo da égua” e a gauchada pegou em armas para acabar com as “maracutaias”. Iniciam-se as “Revoluções Sulistas” (maragatos contra chimangos).

25-01-1928 – Borges de Medeiros empossa em seu lugar o Dr. Getúlio Dorneles Vargas como Presidente do Rio Grande do Sul.

26-01-1913 – Inauguração do 1º banheiro carrapaticida de Cachoeira (RS), na “Granja da Penha” do Dr. Balthazar de Bem e Canto.

26-01-1926 – Morre em Porto Alegre (RS), o cachoeirense Dr. Ramiro Fortes de Barcellos.

27-01-1763 – Carta Régia – transferindo a capital do Brazil Colônia, da cidade de Salvador (BA), para a cidade do Rio de Janeiro (RJ).

27-01-1960 – Morre o grande estadista e diplomata gaúcho do Alegrete (RS), Dr. Oswaldo Euclydes de Sousa Aranha (braço direito do Dr. Getúlio Dorneles Vargas).

30-01-1924 – Nasce Jayme Caetano Braun – em Timbaúva, distrito de São Luiz Gonzaga (RS) (hoje, Bossoroca).
Jayme sonhava em fazer medicina. Sem completar o ensino médio, no entanto, acabou tornando-se um autodidata; era especialista em remédios caseiros.
Sua imensa cultura foi apurada no período em que ocupou o cargo de Diretor da Biblioteca Pública do Estado do RGS, entre 1959 e 1963.

3l-01-1938 – Fundação da “Sociedade Gaúcha Lomba Grande”, no distrito de Lomba Grande - S. Leopoldo (RS) - hoje pertencente a Novo Hamburgo (RS).
Foi a 6ª Sociedade Gaúcha, fundada no Rio Grande do Sul.


Fevereiro

01-02-1549 – Partiu de Lisboa, Tomé de Sousa – nomeado 1º Governador Geral do Brazil Colônia.

02-02-1893 – O maragato Gumercindo Saraiva invade o Rio Grande de S. Pedro, pela 1ª vez (por Aceguá) e toma a cidade de Bagé (RS). Guerra da Degola.

06-02-1608 – Nasce em Lisboa, o padre Antônio Vieira.

06-02-1715 - Portugal e Espanha assinam o “Tratado de Utrecht”.

06-02-1818 – D. João VI é aclamado rei de “Portugal, Brazil e Algarves”.

07-02-1756 – Sepé Tiarajú que era “Cacique” (quem exerce o governo civil numa tribo), que também era “Pagé” (quem exerce o governo religioso numa tribo) e que por isso era um “Morubixaba” (quem exerce aquelas duas funções numa tribo), foi derrubado do cavalo por um lançaço de um soldado luso-brasileiro e após, alvejado por um tiro de pistola por José Joaquim Viana (J. J. Viana) - Governador de Montevidéu.

08-02-1756 – Alguém dos exércitos aliados (luso-brasileiro e espanhol) vasculhou o campo da batalha do dia anterior à procura do tal “Sepé” e achou o cadáver do mesmo. Revistando os bolsos do jaleco do Morubixaba, encontrou duas cartas.
Numa, haviam recomendações do Maior-domo Valentim Hamiguá, dizendo que mantivessem a devoção à Virgem Maria e na outra, recomendava que se abstivessem de entrar em qualquer negociação com os brancos (portugueses, luso-brasileiros e espanhóis), porque eram falsos e enganavam até aos seus próprios reis.

08-02-1843 – Apresentação em Plenário, do “Projeto da Constituição da República Rio-Grandense” (que nunca foi votado), quando a capital farroupilha já estava no Alegrete (RS).

08-02-1927 – Fundação da Rádio Gaúcha de Porto Alegre (RS).

10-02-1756 – Chacina (ou massacre) do Caibaté – perto de São Gabriel (RS).
Os índios guaranys, que após a morte de Sepé Tiarajú estavam sob o comando do Cacique Nicolau Nheguirú III, foram aniquilados pelos exércitos aliados (luso-brasileiro e espanhol), que estavam demarcando os “Campos Neutrais” da divisa do Rio Grande de S. Pedro com o Domínio Espanhol, conforme rezava o “Tratado de Madrid”.

10-02-1843 – Dissolução da “Constituinte Rio-Grandense”, motivada por dissensões entre Bento Gonçalves e seu primo Onofre Pires.

10-02-1912 – Morre no Rio de Janeiro (RJ), o Dr. José Maria da Silva Paranhos Junior, Barão do Rio Branco – apelidado de “Advogado das Fronteiras”.

15-02-1894 – Nasce no Alegrete (RS), Oswaldo Euclydes de Sousa Aranha (advogado, estadista, diplomata). Tornou-se o braço direito de Getúlio Dorneles Vargas.
Quando era Secretário Geral da ONU, o Estado de Israel foi criado após o término da II Guerra Mundial.

17-02-1795 – Nasce em Porto Alegre (RS), o Caudilho Antônio de Sousa Netto, proclamador da “República Rio-Grandense” aos 11 de setembro de 1836.

17-02-1824 – Nasce em Porto Alegre (RS), o Caudilho José Antônio Correia da Câmara – depois, Visconde de Pelotas.

18-02-1808 – Decreto do Príncipe Regente D. João de Bragança (depois, D. João VI), cria em Salvador (BA) a “Escola de Cirurgia do Brazil” (1ª escola de gabarito do Brazil Colônia).

18-02-2000 – Morre em Porto Alegre (RS), Dante de Laytano.
Natural de Porto Alegre (RS), nascido aos 23 de março de 1908; Bacharel em Direito, Professor Universitário, Cronista, Historiador e Folclorista.
Foi Diretor do Museu Júlio de Castilhos, Membro do Instituto Histórico e Geográfico do RGS e da Comissão Gaúcha de Folclore. Seu pseudônimo era “Davi Lage”.

19-02-1737 – O Brigadeiro José da Silva Paes mandou edificar um “Presídio Fortificado” no Rio Grande de S. Pedro, onde depois surgiu um arranchamento onde se originou a cidade do Rio Grande (RS), cuja tarefa coube ao Engenheiro Militar João Gomes de Mello.
Esse mesmo militar (agora já como tenente), edificou o “Forte Jesus Maria José” (1751), no Rio Pardo (RS) e mais tarde a “Guarda do Jacuí” ou “Forte S. Nicolau” (1753), na Cachoeira do Fandango.

20-02-1827 – “Batalha de Ituzaingo” (ou Batalha do Passo do Rosário) – Guerra Cisplatina, entre espanhóis e luso-brasileiros.
Foi às margens do rio Santa Maria, próximo à cidade de Rosário do Sul (RS).
Nessa batalha não houve vencedores e nem vencidos. No dia seguinte, porém, os espanhóis voltaram primeiro e recolheram os restos e despojos de guerra que estão expostos no museu de Buenos Aires (Argentina).

20-02-1962 – John H. Glenn Jr - primeiro astronauta ocidental deu três voltas ao redor da Terra (à bordo da cápsula espacial “Mercury”).

22-02-1512 – Morre em Sevilha (Espanha), o navegador-cartógrafo Américo Vespúcio.
A esse homem, o “Novo Continente” descoberto por Cristóvão Colombo aos 12 de outubro de 1492, deve o seu nome AMÉRICA.

22-02-1845 – David Canabarro promove uma reunião do “Conselho dos Generais Farroupilhas” em Ponche Verde, D. Pedrito (RS), para tratar do prosseguimento ou não da “Guerra Farroupilha”.

22-02-1959 – Morre Aureliano de Figueiredo Pinto, um dos maiores poetas gaúchos.
Autor do famoso poema “Tobiano Capincho” - uma verdadeira obra-prima campeira da poesia crioula do Rio Grande S. Pedro.

23-02-1893 – Os maragatos de Gumercindo Saraiva, tomam a cidade de D. Pedrito (RS) – “Guerra da Degola”.

24-02-1891 – Promulgação da 1ª Constituição Republicana do Brasil.

25-02-1845 – Chega da Corte (Rio de Janeiro), a “Delegação Farroupilha”, presidida pelo cachoeirense Embaixador Plenipotenciário Antônio Vicente da Fontoura, trazendo as “Doze Concessões” do Tratado da Paz de Ponche Verde.

27-02-1844 – Nesta data ocorreu o famoso “Duelo Farroupilha” entre Bento Gonçalves da Silva e seu primo Onofre Pires.
Os motivos foram os desencontros de idéias sobre o prosseguimento ou não do Movimento Farroupilha e a disputa pelo coração de Dª Ana de Monterosso - uma linda mulher irlandesa, emissária de Juan Manoel Rosas (Ditador Argentino), que aqui veio oferecer armas, munição, soldados e dinheiro aos farrapos.
O duelo deu-se às margens do arroio Sarandí, no lugar chamado “Topador” em Santana do Livramento (RS), sem a presença de testemunhas, como haviam combinado os degladiantes.
Bento fere Onofre no ombro e depois na mão; toma seu próprio lenço, dá um torniquete no pulso do primo e voltam à cidade.

27-02-1894 – Os maragatos vencem os pica-paus no “Combate do Tarumã” em Passo Fundo (RS). Guerra da Degola.

28-02-1845 – No lugar chamado “Ponche Verde”, D. Pedrito (RS), os farroupilhas comandados por David Canabarro assinam o “Tratado da Paz de Ponche Verde” com o Império do Brazil, pondo fim ao Movimento Farroupilha.


Março

01-03-1565 – Fundação da cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro.

01-03-1845 – Caxias referenda o “Tratado da Paz de Ponche Verde” com os Farroupilhas, pondo fim à “Guerra dos Farrapos” (no costado esquerdo do Rio Santa Maria, D. Pedrito - RS).

01-03-1870 – Morre junto ao Riacho Aquidabã (Paraguai), Francisco Solano Lopes (ditador paraguaio), findando assim a “Guerra do Paraguai”.

01-03-1894 – Início dos trabalhos de construção da “Cidade de Minas” – (hoje “Belo Horizonte” capital do Estado de Minas Gerais).

01-03-1918 – Nasce em São Borja (RS), João Belchior Marques Goulart (fazendeiro, advogado, político e Presidente do Brasil).

01-03-1923 – Morre em Petrópolis (RJ), Rui Barbosa (ilustre advogado baiano).

02-03-1572 – Morre na cidade de Salvador (BA), Mem de Sá (3º Governador Geral do Brazil Colônia).

03-03-1842 – Marques de Sousa é elevado a “Barão de Porto Alegre”, porque retomou a capital dos gaúchos (que nunca mais voltou ao domínio dos farroupilhas).

03-03-1844 – Morre Onofre Pires, primo de Bento Gonçalves da Silva. Sua morte foi conseqüência de gangrena, oriunda do famoso “Duelo Farroupilha” (27-02-1844).
Onofre falecia quase oito anos depois do rumoroso fuzilamento que ordenou em Mostardas, no qual foi vitima ilustre o capitão Francisco Pinto Bandeira. Seria a confirmação do ditado popular “Quem com ferro fere, com ferro será ferido”?!

05-03-1880 – Nasce em Santana do Livramento (RS), José Antônio Flores da Cunha (fazendeiro, advogado, político e revolucionário).

07-03-0321 – O “Imperador Romano” Constantino (O Grande), promulga a lei conhecida como o “Edito de Constantino” (que estabeleceu a obrigatoriedade do repouso no “Venerável Dia do Sol”, o domingo), em todo o seu império, tanto para os leigos (pagãos), como para os cristãos.
Esse Edito foi aceito e adotado pela “Igreja Católica Apostólica Romana” no “Concílio de Laodicéia” (364 a. D.) e referendada no “Sínodo de Narbone” (539 a. D.). Até essa data, o mundo ocidental repousava e guardava o “Sábado” (7º Dia da Semana), como “Dia do Repouso” para santificação, como está assim ordenado pelo CRIADOR. (Veja-se na Bíblia: Êxodo 20:8-11; 31:13-17; Ezequiel 20:12 e 20).

07-03-1880 – Morre na Fazenda Stª Mônica, Estação Desengano – hoje, Juparanã, município de Vassouras (RJ), Luís Álves de Lima e Silva – o Duque de Caxias.
Pacificador de várias revoluções anti Império Brasileiro.

08-03-1808 – O Príncipe D. João (depois, D. João VI) e demais membros da Família Real, desembarcam no Rio de Janeiro (RJ), vindos de Salvador (BA).
A Rainha Dª Maria I (a Louca), desembarcou no dia seguinte.

09-03-1451 – Nasce em Florença (Itália), Américo Vespúcio. Para esse ilustre homem a América deve seu nome.

09-03-1500 – Zarpou de Lisboa (Portugal), a frota de Pedro Álvares Cabral. Esse navegador comandou a 4ª tentativa para demarcar o “Meridiano de Tordesilhas” (linha imaginária) que separava as terras portuguesas (ao leste) das terras espanholas (ao oeste).

09-03-1865 – Nasce em Pelotas (RS), João Simões Lopes Neto; ao que se sabe, esse ilustre homem foi o 1º escritor gaúcho a publicar um livro – “Contos Gauchescos e Lendas do Sul”.

09-03-1889 – Decreto Imperial nº 10.202, cria no Rio de Janeiro (RS) o “Imperial Colégio Militar”.

09-03-1941 – Em Cachoeira (RS), ocorreu a abertura da “1ª Festa do Arroz”.

10-03-1826 – Morre em Lisboa (Portugal), João Maria José Francisco Xavier de Paula Luís Antônio Domingos Rafael de Bragança – D. João VI.

11-03-1778 – Portugal e Espanha firmam o “Tratado da Amizade e Garantia” estabelecendo os “Campos Neutrais”.
Era uma faixa de terras neutras, de mais ou menos uma légua, que começava no Oceano Atlântico (defronte o Banhado do Taim), adentrava na Lagoa Mirim, penetrava pelo Rio Jaguarão, até sua nascente principal e daí atingia a Coxilha de Aceguá (passando próximo a Bagé, RS), seguindo pela Coxilha de Stª Tecla indo até Stª Maria da Boca do Monte (Santa Maria, RS); depois, seguia pelo divisor de águas até despontar as nascentes do Rio Ijuí, seguindo até às nascente do rio Turvo e por esse rio até ao rio Uruguai; daí subindo até à foz do rio Peperí-guaçú, na margem direita do Rio Uruguai . . .

11-03-2002 – Morre em Porto Alegre (RS), Luis Carlos Barbosa Lessa – advogado, jornalista, historiador, compositor, pesquisador, contista e romancista.
Deixou um invejável rastro literário, foi o autor de valiosos trabalhos, entre os quais: A Retirada de São José do Norte (1946); Chimarrão, História da Erva-Mate (1953); O Sentido e o Valor do Tradicionalismo (1954); Manual de Danças Gaúchas, em parceria com Paixão Côrtes (1956); Não te assusta, Zacarias (1956); O Boi das Aspas de Ouro (1958); A Rainha de Moçambique (1958); Os Guaxos (1959); Estórias do Rio Grande do Sul (1960); Nova História do Brasil (1967); Danças e Andanças da Tradição Gaúcha, em parceria com Paixão Côrtes (1975); Rodeio dos Ventos (1978) - e suas últimas obras: São Miguel da Humanidade; Mão Gaúcha; Rio Grande do Sul, Prazer em Conhecê-lo; Borges de Medeiros e o Nativismo.
Foi Membro do Instituto Histórico e Geográfico do RGS e da Academia Sul-Rio-Grandense de Letras.
Foi ainda compositor das famosas músicas: Negrinho do Pastoreio; Quero-Quero; Balseiros do Rio Uruguai; Levanta, Gaúcho e No Bom do Baile.

13-03-1531 – Chega de Salvador (BA), Martim Afonso de Sousa - Capitão-navegador, que veio a mando do rei D. João III, para criar as “Capitanias Hereditárias” (foram estabelecidas à partir de setembro de 1532).

14-03-1822 – Nasce em Nápoles (Itália), Tereza Cristina Maria de Bourbon, que veio a casar-se com D. Pedro II, tornando-se então, a 2ª Imperatriz do Brazil.

14-03-1821 – De 12 para 14 de março desse ano, no Rio de Janeiro (RJ), ocorreram distúrbios populares, conhecidos por “Noites das Garrafadas”.

19-03-1534 – Nasce em Portugal, José de Anchieta; padre Jesuíta que veio para o Brazil com D. Duarte da Costa (2º Governador Geral do Brazil Colônia).

23-03-1908 – Nasce em Porto Alegre (RS), Dante de Laytano.
Descendente de imigrantes italianos de Morano Cálabro.
Aos 17 anos, já era crítico de cinema.
Notabilizou-se como cronista, historiador, folclorista e ensaísta, publicando inúmeros títulos sobre aspectos da história, cultura, literatura e culinária.
Estudou e formou-se em Direito.
Foi presidente da Comissão de História e recebeu o título de Professor Emérito da universidade, em 1991, empenhando-se no resgate de documentos históricos.
Laytano foi o primeiro diretor-presidente de Zero-Hora e durante muitos anos colaborou como articulista no jornal.

24-03-1844 – Nasce em Crato (CE), Cícero Romão Batista – o famoso ídolo “Padim Ciço” (reverenciado pelos nordestinos).

25-03-1641 – Era uma 5ª feira-santa, às margens do Rio M’Bororé (ou Onze Voltas), no RGS, Manuel Pires é derrotado na celebre “Batalha do M’Bororé”. Assim, terminou o arrasamento da “Missão Jesuíta do Tapes” (comandado pelo ganancioso bandeirante Raposo Tavares).

26-03-1772 – Fundação da cidade de Porto Alegre (RS), a atual capital dos gaúchos, sob a denominação de “São Francisco do Porto dos Casais” depois, “Nossa Senhora da Madre de Deus de Porto Alegre”.

29-03-1549 – Chega em Salvador (BA), Tomé de Sousa (1º Governador Geral do Brazil Colônia), trazendo junto o padre Manuel da Nóbrega (que chefiava mais seis padres jesuítas da “Ordem de S. Vicente”).

31-03-1964 – Deposição de João Belchior Marques Goulart (Presidente do Brasil). Foi a chamada “Revolução Restauradora” que originou um longo período conhecido como “Regime de Exceção” (com um governo militar que durou 25 anos, para restabelecer a ordem e o respeito em nossa pátria).


Abril

01-04-1680 – Carta Régia determina a “Abolição da Escravidão dos Índios”. Brazil Colônia.

01-04-1839 – Juramento de fidelidade feito pelo povo cachoeirense à “República Rio-Grandense” instalada em Piratini (RS).

04-04-1909 – Fundação do “Sport Clube Internacional” (proprietário do “Parque Gigante”), em Porto Alegre (RS). Campeão do Mundo em 2006.

04-04-1964 – O Presidente João Belchior Marques Goulart já deposto, foge de Porto Alegre (RS), para São Borja (RS) e depois, para o exterior.

05-04-1894 – “Combate do Boi Preto” em Palmeira das Missões (RS); “Revolução Federalista” (Guerra da Degola).
250 maragatos são degolados pelos pica-paus, como desforra dos 300 pica-paus degolados pelos maragatos no “Combate do Rio Negro” em Bagé (RS), aos 29 de novembro de 1893.

06-04-1831 – José Bonifácio de Andrade e Silva é nomeado “Tutor do Príncipe D. Pedro de Alcântara” (depois, D. Pedro II) e das Princesas Dª Francisca e Dª Januária.

06-04-1838 – Morre em Niterói (RJ), José Bonifácio de Andrade e Silva, “Tutor” dos filhos de D. Pedro I.

07-04-1831 – D. Pedro I abdica o trono do Brazil, em favor de seu filho, Príncipe D. Pedro de Alcântara (depois, D. Pedro II).

07-04-1836 – Tomada de Pelotas (RS), “Revolução Farroupilha” por Antônio de Sousa Neto, o gaúcho que mais tarde (11-09-1836) proclama a independência da Província do Rio Grande de S. Pedro, como “República Rio-Grandense”.

07-04-1776 – Os gaúchos se libertam do “Domínio Espanhol”.

10-04-1866 – Morre em combate na “Ilha da Redenção” (Rio Paraná), João Carlos de Villagran Cabrita (mais tarde referendado como “Patrono da Arma de Engenharia” do Exército Brasileiro). Guerra do Paraguai.

12-04-1867 – Morre na Estância de São Gregório, em Livramento (RS), David Canabarro (chefe farroupilha que firmou com Caxias o “Tratado da Paz de Ponche Verde” (1845).

12-04-1961 – Yuri A. Gagarim - primeiro astronauta que deu três voltas ao redor da Terra, à bordo da nave espacial “Vostok”.

13-04-1831 – Pela 1ª vez é executado o “Hino Nacional Brasileiro” de autoria de Francisco Manuel da Silva. Esse hino foi substituído pelo atual, que é de autoria de Osório Duque Estrada, escrito em 1909.

15-04-1906 – Roda em Porto Alegre (RS), o 1º automóvel (de propriedade de Januário Greco).

15-04-1912 – Naufrágio do grande e confortável navio “Titanic” (maior transatlântico até então construído), nas águas geladas do Oceano Atlântico norte.

16-04-1850 – Criação do Comando Superior da Guarda Nacional de Cachoeira e Caçapava, pelo Ato nº 712, do Império Brasileiro (sendo seu 1º Comandante o General José Gomes Portinho, radicado em Cachoeira, RS).

18-04-1923 – “Combate do Passo do Mendonça” – Revoluções Sulistas (maragatos contra chimangos).

19-04-1648 – “Batalha dos Guararapes” (próximo à Recife- PE). Dessa batalha originou-se e foi criado o “Exército Brasileiro”.

19-04-1883 – Nasce em São Borja (RS), Getúlio Dorneles Vargas (fazendeiro, advogado, político, revolucionários e Presidente do Brasil).
Foi o brasileiro (gaúcho) que por mais tempo governou o Brasil, depois do Imperador D. Pedro II.

20-04-1923 – No Rio de Janeiro, foi fundada a “Rádio Sociedade do Rio de Janeiro” hoje, Rádio Ministério da Educação - PRA-2 (1ª estação de rádio-emissora a funcionar no Brasil.

21-04-1500 – Na frota de Pedro Álvares Cabral alguém avista sinais de terra.

21-04-1768 – O Coronel Thomas Luís Osório (avô de Manuel Luís Osório) é executado na forca em Lisboa (Portugal), porque traiu aos gaúchos, favorecendo os castelhanos de Pedro de Ceballos, quando estes nos conquistaram e nos dominaram por 13 anos (1763-1776).

21-04-1792 – No Rio de Janeiro (RJ), foi executado na forca Joaquim José da Silva Xavier (O Tiradentes) – o nosso mártir da independência do Brazil.

22-04-1500 – Na frota de Pedro Álvares Cabral alguém gritou: “Terra à vista!”

22-04-1775 – Nasce no “Palácio de Aranjuez” nos arredores de Madrid (Espanha) Dª Carlota Joaquina de Bourbon (depois, Real Consorte de D. João VI).
Esta foi a 1ª e única “Rainha do Brasil” ( isso, após 06-02-1818).

23-04-1500 – O entendido de línguas Nicolau Coelho fez o 1º contato com os “selvícolas” (índios brasileiros), em Cabrália (BA).

23-04-1769 – Chega à Viamão (RS), o coronel José Marcelino de Figueiredo, para substituir o Governador Elói Madureira, que havia fugido de Rio Grande (RS), disparando dos castelhanos de Pedro de Ceballos.

24-04-1500 – A frota de Pedro Álvares Cabral navegou umas dez léguas para o norte e encontrou um “porto seguro” para ancorar. Por isso, Porto Seguro (BA).

24-04-1763 – Tomada de Rio Grande (RS), pelos castelhanos de Pedro de Ceballos.

24-04-1948 – Em Porto Alegre (RS), foi fundado o “35 Centro de Tradições Gaúchas” (1º CTG fundado no Rio Grande do Sul).

25-04-1500 – Nicolau Coelho juntamente com Bartholomeu Dias desembarcam e asseguram boas relações com os “selvícolas” (índios brasileiros).

25-04-1961 – Morre em Porto Alegre (RS), Antônio Augusto Borges de Medeiros (o pai dos Chimangos). Foi esse gaúcho que mais tempo governou o Estado do Rio Grande do Sul (por 25 anos).

26-04-1500 – Frei Henrique de Coimbra reza a 1ª missa no ilhéu, hoje chamado “Coroa Vermelha” - (BA), Brasil.

26-04-1821 – Parte para Portugal a esquadra que conduziu D. João VI e sua Família regressando à sua pátria, deixando aqui seu filho o Príncipe D. Pedro (depois, D. Pedro I).

27-04-1500 – Data da “Fundação do Brazil”.
A mando de Pedro Álvares Cabral, foi feita uma grande cruz de madeira e cravada em terra firme próximo à foz do rio Mutarí (BA), dando-se assim de forma oficial e em nome del Rey, a “Posse da Nova Terra” (encontrada e não descoberta), para Portugal.

29-04-1754 – Sepé Tiarajú ataca o “Forte Jesus Maria José” no Rio Pardo (RS), depois de ter incendiado a “Guarda do Jacuí” (Forte de S. Nicolau), na Cachoeira (RS), aos 20-04-1754.

30-04-1531 – Chega ao Rio de Janeiro (RJ), Martim Afonso de Sousa criador das “Capitanias Hereditárias” (a partir de setembro de 1532).

30-04-1763 – Os castelhanos de Pedro de Ceballos tomam São José do Norte (RS).

30-04-1825 – É fuzilado em Recife (PE), o padre “Cavaleiro da Ordem de Cristo” Gonçalo Inácio de Loiola Albuquerque e Melo. Esse padre foi morto porque tinha idéias libertárias e intrometia-se constantemente nas determinações do Império do Brazil, fazendo com que o povo ignorante se rebelasse contra as leis da época.

30-04-1838 – “Combate do Barro Vermelho” e “Tomada do Rio Pardo” (RS); foi uma das maiores vitórias farroupilhas. Guerra dos Farrapos.

30-04-1854 – Inauguração a “1ª Estrada de Ferro do Brazil” (Rio de Janeiro / Petrópolis), idealizada e construída pelo rico estancieiro, empreendedor e banqueiro gaúcho Irineu Evangelista de Sousa (Visconde de Mauá), natural de Jaguarão (RS).

30-04-1923 – “Combate da Estância da Serra”. Revoluções Sulistas (maragatos contra chimangos).

30-04-1957 – Fundação da Rádio Guaíba de Porto Alegre (RS).

 
Maio

01-05- . . . – Dia Internacional do Trabalho.

01-05-1840 – Realização da última sessão da Câmara Municipal de Cachoeira (RS) - do Regime Farroupilha.

01-05-1865 – Brazil, Argentina e Uruguay firmam o “Tratado da Tríplice Aliança” em Buenos Aires (Argentina), para pelearem contra o governo do Paraguay. Guerra do Paraguay.

05-05-1838 – Em Rio Pardo (RS), pela 1ª vez é entoado o “Hino Rio-Grandense”; letra do poeta Francisco Pinto da Fontoura (o Chiquinho da vovó) e música do maestro Medanha.
A 3ª estrofe não agradou aos líderes do Movimento Farroupilha porque haviam três palavras estrangeiras (Atenas, gregos, romano) e eles ojerizavam o estrangeirismo; por essa simples razão, a 3ª estrofe nunca mais foi cantada.

“ Entre nós reviva Atenas,
Para assombro dos tiranos.
Sejamos gregos na glória
E nas virtudes, romanos.”

05-05-1994 – Morre no Alegrete (RS), o poeta alegretense Mário Quintana.

06-05-1871 – Morre em Pelotas (RS), Domingos José de Almeida - mineiro, rico e empreendedor; um dos líderes revolucionários de maior influência na Causa Farroupilha.
Foi o fundador da cidade de Uruguaiana (RS), aos 18-11-1841.

06-05-1923 – “Combate do Cerro da Palma” (ou Cerro Feio) – divisa entre Cachoeira e Encruzilhada. “Revoluções Sulistas” (maragatos contra chimangos).

07-05-1880 – Morre na Fazenda Stª Mônica, Rio de Janeiro (RJ), o ilustre brasileiro Luís Álves de Lima e Silva.
Considerado com justiça o maior representante das virtudes militares em nossa história.
Diante de muitas façanhas exitosas de “pacificação” entre os brasileiros, foi apelidado de “O Pacificador”.
Foi escolhido para “Patrono do Exército Brasileiro” e a data de seu nascimento (25 de agosto) é celebrada em todo o Brasil, como o “Dia do Soldado”.

07-05-1927 – Fundação da “Viação Aérea Rio Grandense” – VARIG, pelo alemão Ernest Meyer, em Porto Alegre (RS).
Essa tradicional empresa aérea faliu em 2007, por falta de apoio do Governo Federal do Brasil, que era credor de seus quatro maiores débitos (INSS, INFRAERO, PETROBRAS e PETROBRAS Distribuidora de Combustíveis).
Na época, o pernambucano Luís Inácio Lula da Silva era Presidente da República e o paulista (Conselheiro da “Transportes Aéreos Marília” - TAM) José Dirceu era Ministro da Casa Civil.
Com a desativação dessa empresa aérea que chegou a ter uma frota de 261 aeronaves, milhares de aeronautas e aeroviários ficaram desempregados e sem condições de viver porque o Governo Federal “meteu a mão” no dinheiro do “Aeros” (Instituto desses funcionários).
O Brasil entrou em colapso aéreo. Confusão no trafico aéreo do nosso país. Foi criada a ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) em substituição aos SERAC (Serviço Regional de Aviação Civil).
Em conseqüência, ocorreram . . .
Acidente entre uma aeronave da “Gol” e um avião Legacy (em MT), com 154 mortes.
Acidente com uma aeronave da TAM no Aeroporto de Congonhas, São Paulo (SP), com 199 mortes.
Congestionamentos e atrasos diversos, em diversos aeroportos do nosso país, que passou ser objeto de chacotas pelo mundo.

07-05-1986 – Fundação do “Centro Nativista Estância da Tradição” - distrito de Três Vendas, Cachoeira do Sul (RS).

08-05-1782 – Morre em Pombal (Portugal), Sebastião José de Carvalho e Melo¬ – o Marquês de Pombal.
Esse ilustre homem foi o braço direito do Rei D. José I, para uma boa administração do Brazil Colônia.
Em 1759, quando os padres jesuítas intrometiam-se em demasia nos assuntos internos do Governo Geral do Brazil, o Ministro Pombal não exitou e os expulsou do Brazil.

08-05-1851 – Nasce em Cruz Alta (RS), José Gomes Pinheiro Machado (fazendeiro, advogado, estadista, político e revolucionário).
Esse ilustre gaúcho é o “Pai da República”.
Foi no Capão da Reserva, de mato nativo em sua fazenda que ele promoveu um suculento churrasco, para convidados republicanos (entre os quais Benjamim Constant e o marechal Deodoro da Fonseca) e ali, com emocionantes discursos trataram da proclamação da república no Brazil.

08-05-1864 – Inauguração do “Paço Municipal” (Prefeitura) de Cachoeira (RS).

08-05-1945 – Término da II Guerra Mundial.

10-05-1808 – Nasce na estância de seus avós maternos, nas proximidades da “Vila de Nossa Senhora da Conceição do Arroio” - hoje, Osório (RS), Manuel Luís Osório (o Marquês do Erval).
Esse ilustre militar gaúcho foi referendado como “Patrono da Arma de Cavalaria” do Exército Brasileiro.

11-05-1852 – Inauguração das primeiras linhas de “Telégrafo” no Brazil.

12-05-1855 – Nasce em São Gabriel (RS), Hermes Rodrigues da Fonseca, sobrinho de Manuel Deodoro da Fonseca (proclamador da República do Brasil).
Hermes foi o 8º Presidente do Brasil e o 1º gaúcho.

12-05-1893 – “Combate do Upamorotim” (Guerra da Degola).
Após a vitória dos maragatos, Gumercindo Saraiva é aclamado General.

13-05- . . . – Dia do Automóvel e da Estrada de Rodagem . . .

13-05-1699 – Nasce em Lisboa (Portugal), Sebastião José de Carvalho e Melo (depois, Marquês de Pombal).
Um dos mais ilustres homens do tempo de nosso Brazil Colônia.

13-05-1767 – Nasce em Lisboa (Portugal), João Maria José Francisco Xavier de Paula Luís Antônio Domingos Rafael de Bragança (o Príncipe João de Bragança – depois, D. João VI).

13-05-1808 – Decreto do Príncipe Regente D. João de Bragança (depois, D. João VI), criando o “I Regimento de Cavalaria” do Exército Brasileiro.

13-05-1817 – Realiza-se em Viena (Áustria), o casamento do Príncipe D. Pedro de Alcântara (depois, D. Pedro I), com a Princesa Dª Leopoldina (depois, 1ª Imperatriz do Brazil).

13-05-1888 – Decreto Imperial Brasileiro nº 3.353, abolindo a “Escravidão Negra” no Brazil.

13-05-1971 – Os despojos da Princesa Dª Isabel e os do Conde D’Eu, bem como de um neto e uma neta de D. Pedro II, foram recolhidos ao Mausoléu (Capela) do átrio da direita da Catedral D. Pedro de Alcântara, em Petrópolis, no estado do Rio de Janeiro, Brasil.

14-05-1948 – Nessa data, o gaúcho alegretense Oswaldo Euclydes de Sousa Aranha (Secretário Geral da ONU), proclama a Independência do “Estado de Israel”.

15-05-1968 – Inaugura-se em Cachoeira do Sul (RS), a “Fonte das Águas Dançantes Artibano Savi” (1ª fonte deste gênero, na América do Sul).

16-05-1923 – “Combate no Rio Stª Maria” - “Revoluções Sulistas” (maragatos contra chimangos).

18-05-1968 – Abertura da “II Festa Nacional do Arroz” – FENARROZ, em Cachoeira do Sul (RS).

19-05-1872 – Jacobina Mauer (a Líder dos Mucker), aparece vestida de branco ao pastor luterano João Jorge Klein, dizendo ser JESUS CRISTO.
Esse pastor crê e se prostra de joelhos, adorando-a.
Guerra dos Mucker (1872), em Ferrabraz, São Leopoldo (RS).
No idioma alemão, a palavra “Mucker” significa “Hipócrita”.

20-05-1972 – Abertura da “III Festa Nacional do Arroz”, em Cachoeira do Sul (RS).

22-05-1898 – Em Porto Alegre (RS), ocorreu o 1º Movimento Organizado da Tradição Gaúcha, dando origem à fundação do “Grêmio Gaúcho de Porto Alegre” – a 2ª sociedade do gênero; a 1ª foi o Partenon Literário (1868), também em Porto Alegre (RS).

24-05-1810 – Nasce em Tamboril (CE), Antônio de Sampaio referendado “Patrono da Arma de Infantaria” do Exército Brasileiro.

24-05-1866 – “Batalha de Tuiuti” (foi a maior batalha campal na América do Sul). – Guerra do Paraguai.

24-05-1870 – O Presidente da Província do Rio Grande de São Pedro, cria as colônias: Conde D’Eu (Garibaldi e Carlos Barbosa), Dª Isabel (Bento Gonçalves), localizadas entre o Rio Caí e os campos de Vacaria.

26-05-1843 – Os farroupilhas são derrotados no “Combate do Ponche Verde”, município de D. Pedrito (RS).

28-05-1867 – Morre na margem esquerda do Rio Miranda (MS), José Francisco Lopes (o Guia Lopes) – patrono de uma modesta cidade do Estado do Mato Grosso do Sul.

30-05-1840 – Os farroupilhas abandonam Caçapava e a capital Rio-Grandense passa a ser itinerante por um longo período, de estância em estância. Passa pelos municípios de Bagé, São Gabriel, Rosário e se instala no Alegrete (RS), aos 15-07-1842.

30-05-1843 – Celebra-se em Nápoles (Itália), o casamento de D. Pedro II, com a Princesa das Duas Sicilias Dª Thereza Cristina Maria de Bourbon – que foi a nossa 2ª Imperatriz do Brazil.
Este casal teve quatro filhos: Afonso (1845), Isabel (1846), Leopoldina (1847) e Pedro (1848) - sendo que os dois filhos homens morreram quando crianças.

30-05-1855 – Morre em Porto Alegre (RS), Bento Manuel Ribeiro um dos maiores “melancias” – pró e contra os farroupilhas (mudou de lado quatro vezes).

31-05-1894 – “Combates do Rio Pelotas” (Barracão e Arroio Farroupilha - RS). Guerra da Degola.

 
Junho

01-06-1923 – “Combate na Fazenda Stª Rosa” – Revoluções Sulistas (maragatos contra chimangos).

03-06-1939 – Realiza-se no Rio de Janeiro, a 1ª demonstração de “Televisão” no Brasil.
A 1ª transmissão ocorreu, também na cidade do Rio de Janeiro, aos 18-09-1950 (na TV Tupy).

05-06-1923 – “Combate no Campo Osório” – Revoluções Sulistas (maragatos contra chimangos).

06-06-1801 – Portugal e Espanha firmam o “Tratado de Badajoz”.

06-06-1944 – O Dia “D” – desembarque na Normandia (Europa) – II Guerra Mundial.

07-06-1494 – Portugal e Espanha firmam o “Tratado de Tordesilhas”.

10-06-1840 – Os “Legalistas” recuperam o Governo Municipal de Cachoeira (RS) – Guerra Farroupilha.

11-06-1865 – “Batalha Naval do Riachuelo” (foi a maior batalha naval travada na América do Sul) – Guerra do Paraguay.

12-06-1865 – O marujo Marcílio Dias, negro guapo de S. José do Norte (RS), que um dia antes havia hasteado a Bandeira do Brasil na cruz da torre da igreja da cidade de Paysandú (Uruguai), escalando-a por fora – morreu peleando bravamente no tombadilho do navio Parnaíba.
É o patrono do Hospital da Marinha, no Rio de Janeiro (RJ).

13-06-1763 – Nasce em Santos (SP), José Bonifácio de Andrade e Silva – ilustre brasileiro de sua época.

13-06-1804 – Nasce no Rio Grande (RS), Manuel Marques de Sousa – depois, Conde de Porto Alegre.

14-06-1916 – Morre João Simões Lopes Neto – ao que se sabe, esse literato foi o 1º escritor gaúcho a publicar um livro (Contos Gauchescos e Lendas do Sul - 1910).

15-06-1836 – Com o auxílio dos sargentos Sisenando e Chagas (dois atrevidos mulatos), Manuel Marques de Sousa foge do “Presiganga” (infecto navio-prisão, fundeado do Guaíba) e retoma a cidade de Porto Alegre (RS), que nunca mais retornou ao domínio dos farroupilhas.

16-06-1846 – Nasce no Rio Pardo (RS), Benjamim Franklin Ramiz Galvão – patrono da cidade limítrofe com Rio Pardo.

18-06-1927 – Fundação da firma “Renner Köepke & Cia. Ltda” em Porto Alegre (RS).

19-06-1764 – Nascimento de José Gervásio Artigas, em Montevidéu (Uruguay).

19-06-1923 – “Combate na Ponte do Rio Ibirapuitã” na entrada do Alegrete (RS) – Revoluções Sulistas (maragatos contra chimangos).

22-06-1874 – Inauguração do “Telégrafo Submarino” entre a cidade do Rio de Janeiro e a Europa.

22-06-1984 - Morre Darcy Fagundes - Nascido em Uruguaiana em 1925, foi o primogênito de uma família de 11 irmãos. Iniciou a divulgação do regionalismo gaúcho em 1955. Segundo Darcy, sua iniciação no rádio deu-se como radio-ator na Rádio Farroupilha. Foi levado para o meio por Nelson Cardoso. Recebeu duas vezes o prêmio de melhor intérprete do Rio Grande do Sul. Uniu o regionalismo à carreira de radialista, a partir do momento em que passou a apresentar o programa “Grande Rodeio Coringa” no qual ficou consagrado como o de maior audiência na época, estando a frente do mesmo por mais de 15 anos. Além de tradicionalista, Darcy foi secretário de bancada na Assembléia Legislativa e estudante de Direito, tendo se candidatado a vereador em Porto Alegre pelo PMDB, elegendo-se suplente. Marcou também como produtor, ator de cinema, teatro e televisão e como publicitário. Um dos melhores momentos de sua carreira foi quando, em 1968, representou o Brasil na feira de Santarém em Portugal com o CTG Tarumã de São Gabriel. Seu primeiro disco, Tropa Amarga, foi gravado em 1968 junto com Luiz Menezes, porém sua primeira gravação individual ocorreu em 1970 e denominou-se Rinha de Galo. Comemorou 30 anos de carreira como apresentador do programa televisivo dominical “Invernada Gaúcha” na TVE e o programa “Madrugada Gaúcha” na Rádio Gaúcha. O "gaúcho vaqueano do rádio" morreu de câncer, aos 59 anos. Pregava o cultivo dos valores gaúchos para impedir o avanço da americanização da cultura no Estado.

23-06-1995 – Morre em São Borja (RS), Apparício Silva Rillo – poeta alexandrino, compositor e tradicionário de pura cepa.
Deixou um magnífico legado saudosista e no livro Pago Vago constam magníficas poesias e excelentes poemas.

24-06-1895 – Morre em Quaraí (RS), o militar baiano Luís Felipe Saldanha da Gama.

24-06-1960 – Fundação do “CTG Lanceiros do Sul” – em Cachoeira do Sul (RS).

26-06-1862 – Lei nº 1.157, manda adotar no Brazil o “Sistema Métrico”.

27-06-1838 – Inauguração (por Caxias), da “Ponte de Pedra da Azenha", em Porto Alegre (RS).

29-06-1929 – No “Dia de São Pedro e São Paulo” - ocorreu a fundação do “Jornal do Povo” em Cachoeira (RS).

30-06-1962 – Fundação do “CTG Os Gaudérios” – em Cachoeira do Sul (RS).


Julho

02-07-1944 – Parte do Rio de Janeiro com destino à Itália (Europa), o “1º Escalão da Força Expedicionária Brasileira” – FEB – constituído de 5.075 praças e 304 oficiais.

03-07-1838 – Instalação na Câmara Municipal de Cachoeira (RS), do “Regime Farroupilha” – Guerra Farroupilha.

06-07-1866 – Morre em combate o cearense Antônio de Sampaio, referendado como Patrono da Arma de Infantaria do Exército Brasileiro. – Guerra do Paraguai.

06-07-1871 – Morre em Salvador (BA), o poeta Castro Álves.

06-07-1934 – Decreto nº 24.609, cria o “Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística” – IBGE.

06-07-1957 – Fundação do “CTG José Bonifácio Gomes” – em Cachoeira do Sul (RS).

07-07-1827 – Nasce em Porto Alegre (RS), João Manuel Mena Barreto – pessoa de extrema confiança do Imperador D. Pedro II. – Peleou na Guerra do Paraguai.

07-07-1866 – Morre em Corrientes (Argentina), o Caudilho Antônio de Sousa Neto – proclamador da República Rio-Grandense, aos 11-09-1836.
Sua morte foi em decorrência de um grave ferimento recebido em combate, durante a Guerra do Paraguai.
Seus restos mortais estão sepultados no hall da entrada da Catedral de Bagé (RS).
Indubitavelmente, foi um grande gaúcho e invejável “herói” brasileiro que deu seu sangue pela sua Pátria.

08-07-1999 – Morre em Porto Alegre (RS), Jayme Caetano Braun - o maior pajador que o Rio Grande do Sul já teve.
Jayme conversava, apresentava e muito bem se expressava “pajando”.
Deixou um maravilhoso legado saudosista com as poesias “Milonga de Três Bandeiras”, “Bochincho” (1 e 2), “Peleia”, “De Primeiro” – dentre outros.
Publicou os livros:
1 - Galpão de Estância
2 - De Fogão em Fogão
3 - Potreiro de Guachos
4 - Bota de Garrão

09-07-1797 – Nasce em Diamantina (MG), Domingos José de Almeida – rico comerciante mineiro que veio para o Rio Grande de S. Pedro, instalar uma “Charqueada”. Tornou-se político de destaque no cenário farroupilha e fundador da cidade de Uruguaiana (RS), aos 18-11-1841.

09-07-1932 – Inicia-se em São Paulo (SP), a Revolução Constitucionalista.
Dizem eufóricos os paulistas, “que nos venceram” . . .
Então, é de se perguntar: “Como é possível que, nós, gaúchos, fomos vencidos em 1932, se Getúlio Dorneles Vargas Presidente desde 1930, continuou Presidente do Brasil, até 1945?!”
Em 1930, começamos a “Revolução Liberal” aqui no Rio Grande de S. Pedro, para colocar Getúlio Dorneles Vargas na Presidência do Brasil; levamos de roldão os estados de Stª Catarina e Paraná. È verdade que São Paulo impôs uma certa resistência, mas cedeu; chegamos ao estado do Rio de Janeiro . . . lá amarramos nossos “pingos” no obelisco da Av. Rio Branco e colocamos Vargas no Palácio do Catete.
A Constituição que os paulistas tanto se ufanam, pela qual se revoltaram, Getúlio promulgou somente em 1934 e continuou Presidente do Brasil até 1945.
Até agora, pelo que a história relata, nenhum estado co-irmão veio aqui nos desafiar.

11-07-1836 – Nasce em Campinas (SP), o grande músico e maestro Antônio Carlos Gomes, compositor da Ópera “Guarani”.

12-07-1865 – O general paraguaio Antônio de La Cruz Estigarribia – invade, ocupa, toma e saqueia a cidade de São Borja (RS). Invasão Paraguaia.

13-07-1553 – D. Duarte da Costa (2º Governador Geral do Brazil Colônia), chega a Salvador (BA), trazendo junto o padre jesuíta José de Anchieta.

14-07-1839 – Os farroupilhas liderados por Giuseppe Garibaldi concluem uma das mais audaciosas façanhas dos tempos de antanhos: acabam de percorrer nove léguas, em nove dias, transportando sobre rodas e puxados por bois, três lanchões << Seival, Farroupilha e Caçapava >> do Arroio Capivari (tributário da Lagoa do Casamento que é geminada com a Lagoa dos Patos), até ao Arroio Tramandaí (tributário do Oceano Atlântico).

15-07-1842 – Os farroupilhas instalam sua 3ª Capital – Alegrete (RS).

16-07-1840 – Os farroupilhas atacam S. José do Norte (RS) e não logram êxito, retirando-se frustrados.

16-07-1906 – Em Cachoeira (RS), é fundada a firma “Franke, Krieger & Cia.” que introduziu a 1ª irrigação mecânica na lavoura arrozeira no Rio Grande do Sul; por esse pioneirismo, Cachoeira do Sul (RS) detém o título de “Capital Nacional do Arroz”.

17-07-1865 – O general paraguaio Antônio de La Cruz Estigarribia invade, toma e saqueia a cidade de Itaqui (RS). Invasão Paraguaia (Guerra do Paraguai).

17-07-2007 – Em S. Paulo (capital), ocorre o maior acidente aéreo no Brasil; cai um avião Airbus da TAM, matando 199 pessoas.

18-07-1824 – Chegam a Porto Alegre (RS), os primeiros 126 colonos alemães, que foram encaminhados à Real Feitoria (velha), imediações da atual cidade de S. Leopoldo (RS).

18-07-1841 – Sagração e Coroação de D. Pedro II, no Rio de Janeiro (RJ).

18-07-1847 – Morre em Pedras Altas, atual Guaíba (RS), Bento Gonçalves da Silva, principal líder do Movimento Farroupilha (1835-1845).
Sua carreira militar iniciou na 1ª Campanha Cisplatina (1811-1812).
Participou ativamente durante a 2ª Campanha Cisplatina (1816-1821).
Foi promovido ao posto de coronel do Estado-Maior, na 3ª Campanha Cisplatina (1825-1828).
Foi condecorado com a Ordem de Cristo e a Ordem do Cruzeiro.
Foi Deputado Provincial pelo Partido Liberal, na Assembléia Provincial de 1834.
Casou-se com Dª Caetana Garcia que lhe deu o filho Caetano Gonçalves da Silva, que foi coronel na Guerra Farroupilha (1836-1845), tendo como ordenança o cabo Nico Ribeiro.
Bento Gonçalves da Silva foi um grande líder, porém, um péssimo estrategista militar. Era muito “mulherengo” e segundo alguns historiadores teve a amante Deolinda e a amante Carolina (dentre outras).
Seus restos mortais repousam sob a estátua que lhe ergueu a cidade do Rio Grande (RS), em homenagem ao General Farrapo.

18-07-1875 – Morre no Rio de Janeiro (RS), Manuel Marques de Sousa – Conde de Porto Alegre.

19-07-1874 – O coronel Genuíno é morto na Guerra dos Mucker (1872-1874), em Ferrabraz, perto da atual cidade de S. Leopoldo (RS).

20-07-1873 – Nasce em João Aires, município de Palmira – hoje, Santos Dumont (MG), Alberto Santos Dumont (para nós brasileiros, é o Pai da Aviação).

20-07-1969 – Nessa data, pela 1ª vez o homem pisou na lua. Foram os astronautas norte-americanos Neil Armstrong e Edwin Aldrin.
Enquanto isso Michael Collins permaneceu em órbita lunar à bordo da nave Apolo 11, esperando pelos dois companheiros, para retornarem à Terra.

23-07-1840 – Decretada a maioridade do Príncipe D. Pedro II, que contava apenas 15 anos (incompletos) de idade.

23-07-1901 – Aos 66 anos, morre repentinamente em Montevidéu (Uruguai), o Dr. Gaspar Silveira Martins (pai dos maragatos de 1893).
Fazendeiro, advogado, político e revolucionário que chegou ao cargo de Conselheiro do Imperador D. Pedro II.
Nada resistia à sua poderosa eloqüência, por vezes torrente encachoeirada de palavras que faziam transparecer aos seus ouvintes, que ali falava um dos mais importantes tribunos que o Rio de S. Pedro e o Brazil já tiveram. Por essa razão, recebeu o apelido de “Espada de Fogo”.
Foi casado por quatro vezes e todas as suas mulheres chamavam-se “Adelaide”.
Durante sua vida, sempre falava de seus maiores prazeres e de como gostaria de morrer; de uma dessas três maneiras: “Num lampejo de verbo, numa tribuna” - “No corcovo de um potro” ou “Nos braços de uma linda mulher”.
Morreu nos braços de sua quarta “Adelaide”.
É dele a máxima: “Idéias, não são metais que se fundem.”

23-07-1932 – Morre em Santos (SP), Alberto Santos Dumont – (para nós brasileiros, é o Pai da Aviação).

24-07-1839 – O general farroupilha David Canabarro toma a cidade de Laguna (SC) e lá proclama a “República Catarinense” (também conhecida como “República Julhana”, porque esse fato ocorreu no mês de julho).

24-07-1883 – Inauguração da Iluminação Pública na cidade de Campos (RJ). Foi a 1ª cidade brasileira a receber tal melhoramento.

25-07-1773 – O coronel José Marcelino de Figueiredo, Governador do Rio Grande de S. Pedro, transfere a capital gaúcha de Viamão, para Porto dos Casais (hoje, Porto Alegre-RS).

25-07-1868 – Tomada da Fortaleza de Humaitá, pelo coronel Câmara (depois, general, marechal e Visconde de Pelotas). Guerra do Paraguai.

25-07-1935 – Fundação da Rádio Farroupilha de Porto Alegre (RS).

28-07-1860 – Lei nº 1.607, cria o Ministério da Agricultura, no Brazil.

29-07-1846 – Nasce no Rio de Janeiro (RS), a Princesa Dª Isabel Cristina Leopoldina Augusta Micaela Gabriela Rafaela Gonzaga de Bragança.
Como seu pai, o Imperador D. Pedro II não teve filhos varões, por sua morte a Coroa e o Trono do Brazil pertenceriam à Dª Isabel. (sua primogênita).

29-07-1857 – Nasce em S. Gabriel (RS), Joaquim Francisco de Assis Brasil, fazendeiro, advogado, diplomata, político e revolucionário de 1923-1928.
Foi o fundador do Partido Libertador (1928).
Introduziu as raças de gado bovino Jersey e Devon, no Rio Grande de S. Pedro.
Foi o segundo maragato em importância.

29-07-1860 – Nasce na Fazenda da Reserva, Vila Rica - hoje, Júlio de Castilhos (RS), Júlio Prates de Castilhos (o mais famoso pica-pau, o coronel Prates), padrinho do político Antônio Augusto Borges de Medeiros (o chimango).
Quis o destino que os futuros inimigos políticos (Prates e Assis Brasil), nascessem no mesmo dia (com 3 anos de diferença, um do outro).

30-07-1950 – Faleceu em acidente aéreo, na querência de S. Francisco de Assis (RS), Salgado Filho - Ministro da Aeronáutica, do Brasil.


Agosto

01-08-1898 – Nasce na fazenda São Domingos, em Tupanciretã (RS), Aureliano de Figueiredo Pinto – médico, escritor e poeta “de mão cheia”.

02-08-1829 – Celebra-se em Munique (Alemanha), por procuração, o 2º casamento de D. Pedro I - com Dª Amélia Eugênia Napoleona de Beauharnais.

02-08-1874 – O capitão Santiago Dantas deu o golpe final nos Mucker de Ferrabraz, S. Leopoldo (RS). Guerra dos Mucker.

02-08-1912 – Em Cachoeira (RS), é fundada a “Oficina Mecânica Otto Mernak”, depois “Mernak S/A” (pioneira na construção de locomóveis na América do Sul).

03-08-1908 – Nasce em Bento Gonçalves (RS), Ernesto Geisel – destacado militar gaúcho e brasileiro que chegou à Presidência do Brasil (1974-1979).

04-08-1849 – Morre na Itália (Europa), Anita Garibaldi (Ana de Jesus Ribeiro); a bonita e bela catarinense que se apaixonou pelo italiano Giuseppe Garibaldi (abandonou seu esposo e veio para o Rio Grande de S. Pedro, com o velho “Herói dos Dois Mundos” (América do Sul e Europa – Mundo Novo e Mundo Velho).

05-08-1808 – Nasce no Rio Pardo (RS), João Propício Mena Barreto – Barão de S. Gabriel.

05-08-1820 – Instalação da “Vila de São João da Cachoeira” – quando, foi erguido o “Pelourinho” em praça pública (símbolo de autonomia municipal).

05-08-1827 – Nasce em Alagoas, Manuel Deodoro da Fonseca – proclamador da República dos Estados Unidos do Brasil., na cidade do Rio de Janeiro (RJ), aos 15-11-1889.

05-08-1834 – Nasce na Serra do Aceguá, Bagé (RS), Gaspar Silveira Martins - Pai dos Maragatos e mentor da Revolução Federalista (Guerra da Degola 1893-1895).
Fazendeiro, advogado, político e revolucionário.
Casou por quatro vezes e todas as suas esposas (casualmente) chamavam-se “Adelaide”.

05-08-1865 – O general paraguaio Antônio de La Cruz Estigarribia, invade, toma e saqueia a cidade de Uruguaiana (RS). Invasão paraguaia. Guerra do Paraguai.

09-08-1747 – Carta Régia do Rei de Portugal, determinando a vinda de 585 casais de ilhéus açorianos, totalizando 2.278 pessoas.
Essa boa gente trouxe das nove ilhas do Arquipélago dos Açores (Stª Maria, São Miguel, Terceira, Graciosa, São Jorge, Faial, Corvo, Pico e Flores), distante 1.380 Km ao oeste de Lisboa (Portugal), a tradição familiar, o falar quinhentista (cantado) de Camões, hábitos e costumes daquela época vivida longe do continente e da metrópole de seu país.
Foram divididos (mais ou menos) em grupos de 60 casais e distribuídos em lugares ermos, erguendo arranchamentos que deram origem às seguintes cidades gaúchas: Rio Grande, S. José do Norte, Pelotas, Viamão, Stº Antônio da Patrulha, Porto dos Casais (Porto Alegre), Triunfo, Stº Amaro, Rio Pardo e Cachoeira. Nessas cidades, ainda hoje nota-se uma antiga arquitetura açorita de velhos casarões e sobrados, com traços açorianos.
Dentre os principais objetivos, destaca-se o povoamento do Continente de S. Pedro, para expulsar os catequizados dos jesuítas inacianos espanhóis.

09-08-1908 – Morre no Estado do Acre, o gaúcho de S. Gabriel, Plácido de Castro - famoso sul-rio-grandense ao qual a Pátria deve a conquista daquela parte do Brasil.

10-08-1894 – Morre no Caroví, Boqueirão (RS), Gumercindo Saraiva – fazendeiro, maragato e braço direito de Gaspar Silveira Martins.
Estava o guerreiro a cavalo, reconhecendo o campo da provável batalha que seria travada no dia seguinte, quando foi derrubado do seu eguariço com um certeiro tiro pelas costas que lhe feriu um pulmão, disparado por um fugitivo pica-pau, escondido de tocaia num capão de mato.
Veio a morrer três horas depois, numa carreta para onde foi recolhido.
Foi sepultado num pequeno cemitério-de-campanha, dos Capuchinhos, localizado na entrada de uma ponte.
Posteriormente, as tropas republicanas (pica-paus) violaram a sua sepultura, desenterrando-o, decepando a sua cabeça e perfurando o seu corpo com vários espadaços e lançaços.
Sua cabeça foi levada como troféu de presente ao então Presidente Júlio Prates de Castilhos, em Porto Alegre (RS) - que não aceitou, tendo repreendido seus correligionários e determinando que retornassem ao lugar de origem, para darem a respeitosa sepultura junto ao seu respectivo corpo.
Os inescrupulosos pica-paus presenteiros, após pernoitarem no Hotel Lagach (rua Marechal Floriano) na capital gaúcha, embarcaram no trem de regresso e quando transpunham a ponte férrea sobre o Rio Jacuí (entre Cachoeira e Stª Maria), jogaram no rio aquele troféu que já cheirava mal.

11-08-1956 – Fundação do “CTG Tropeiros da Lealdade”, em Cachoeira do Sul (RS).
Essa entidade tradicionalista foi fundada no Hotel América situado na Rua 7 de Setembro onde hoje localiza-se o Banco do Brasil (Praça José Bonifácio), sob a denominação de CTG José Bonifácio (em homenagem ao patrono daquela praça), porque ali numa certa “pérgola” o grupo dos fundadores chimarreava quase todas as tardes...

12-08-1837 – “Tomada de Triunfo”. O coronel Gabriel Gomes Lisboa preferiu morrer lutando ao invés de entregar sua espada ao general Antônio de Sousa Neto. Guerra dos Farrapos (1836-1845).

12-08-1869 – Morre no “Combate de Peribebuí”, o gaúcho João Manuel Barreto. Guerra do Paraguai.

16-08-1754 – Gomes Freire de Andrade (Conde de Bobadela) – manda construir uma ponte flutuante sobre 18 canoas no rio Pardo, para passar o seu exército e oito peças (canhões) de artilharia.
A tal ponte não suportou o peso e afundou.
No dia 20, a ponte foi refeita desta vez sobre 30 canoas, e finalmente suportou a trânsito.
Essa ponte militar (ao que se sabe), foi a 1ª construída na América do Sul e por essa razão esse ilustre brasileiro merece ser homenageado pelo Exército Brasileiro.

22-08- . . . – “Dia Internacional do Folclore” – Este vocábulo é uma palavra composta de “Folk” (que significa “Povo”) e “Lore” (que significa “Saber”) – idioma inglês.
Até 1846, o recolhimento de cantos e contos, de lendas e paralendas, de crendices e superstições, de adágios e provérbios, de comparações e adivinhações populares, de usos e costumes de um povo – era classificado como “Antiguidade Popular”. Nesse ano o arqueólogo inglês William John Thoms escreveu uma carta ao jornal londrino “The Atheneum”, lembrando que os fatos arrolados com “Antiguidade Popular” constituem na verdade um SABER POPULAR e propôs que fossem chamado de FOLCLORE.
Essa carta foi publicada aos 22-08-1846 e por essa razão, o dia 22 de agosto é o Dia Internacional do Folclore.

22-08-1796 – Nasce em Taquari (RS), David José Martins (depois de 1825, David Canabarro).
Foi esse gaúcho farroupilha que firmou com Caxias, o “Tratado da Paz de Ponche Verde”, nos campos de D. Pedrito (RS).

22-08-1976 – Morre Juscelino Kubitschek de Oliveira - em acidente de carro na Via Dutra, perto de S. José dos Campos (SP).

23-08-1851 – Nasce em Cachoeira (RS), Ramiro Fortes de Barcellos (o famoso “Amaro Juvenal”).
Fazendeiro, médico e poeta, autor da obra “Antônio Chimango” uma sátira ao seu cunhado Antônio Augusto Borges de Medeiros (então, Presidente do Rio Grande do Sul).
Borges que andava zangado com a rebeldia de Ramiro, enviou ao Rio de Janeiro um telegrama no qual chamava Ramiro de insaciável e incorrigível.
Ramiro, então, compôs essa sátira com 213 “coplas” (versos), em poucos dias e lhe enviou, com a seguinte oferta . . .

“Velho gaúcho – insaciável
De fazer aos mandões guerra,
Nestas páginas encerra
Por um pendor invencível –
Seu amor – Incorrigível
Às tradições desta terra.”
                                         Amaro Juvenal

Foi Ramiro Barcellos quem (em 1915), apelidou Borges de Medeiros de “Antônio Chimango” (devido à semelhança do alcunhado com o rapinídeo e não só no aspecto físico, mas também no proceder).

23-08-1892 – Morre no Rio de Janeiro (RJ), Manuel Deodoro da Fonseca – o proclamador da República dos Estados Unidos do Brasil, aos 15-11-1889.

23-08-1895 – “Tratado de Pelotas”. Juca da Silva Tavares (maragato) e Inocêncio Galvão (pica-pau), reúnem-se em Pelotas (RS) e acertam a Pacificação final da Revolução Federalista (Guerra da Degola), 1893-1895.

24-08-1954 – No Palácio do Catete, Rio de Janeiro (RJ), suicida-se o Presidente Getúlio Dorneles Vargas.
Governou o Brasil, nos períodos de 1930-1945 e de 1951-1954.
Depois de D. Pedro II, foi o brasileiro que mais tempo governou os brasileiros, tendo antes (1928-1930), governado o Rio Grande do Sul.
Getúlio Dorneles Vargas foi o último Caudilho dos Pampas.

25-08-1799 – Nasce em Porto Alegre (RS), o guapo Onofre Pires (primo de Bento Gonçalves da Silva); era neto do capitão José Francisco Silveira Casado.
Desde que apareceu na revolução, foi comandando forças...
Era um homem muito corpulento. Era dado à leitura. Possuía poucos amigos. Tratava a todos de “Meu caro!”. Era muito risonho quando conversava com quem a ele se dirigia. E não fazia boas ausências (fazia críticas às pessoas) depois que se retiravam de sua presença. Possuía idéias claras. Era muito inteligente. Como guerreiro nada deixava a desejar. Ele sabia incutir o seu ânimo às massas. Não cedia o seu posto a qualquer oficial. Na ocasião do perigo era ousado na frente do inimigo. No ataque a Rio Pardo, um soldado de Infantaria fez-lhe pontaria e Onofre foi sobre o infante e disse: “Se atiras, morres!”. O infante então baixou a arma e Onofre desfechou-lhe um golpe de espada. Ele comprometia a vida para salvá-la. Era rancoroso e vingativo!

25-08-1803 – Nasce no Rio de Janeiro (RJ), Luís Álves de Lima e Silva (depois, Duque de Caxias).
Foi um grande estrategista militar e político.
Sufocou diversas agitações no Rio de Janeiro e dominou a “Balaiada” por isso D. Pedro II lhe concedeu o título de Barão.
Dominou uma rebelião liberal em São Paulo e Minas Gerais, pelo que, o Imperador lhe concedeu o título de Visconde.
Pacificou os maranhenses, os paulistas e os gaúchos farroupilhas; por isso o Imperador lhe concedeu o título de Conde.
Venceu o uruguaio Oribe e o argentino Rosas, pelo que o Imperador lhe concedeu o título de Marquês.
Comandou grandes façanhas vitoriosas na Guerra do Paraguai e por isso D. Pedro II lhe concedeu o título de Duque (o mais alto da nobreza imperial do Brazil e o único que jamais foi concedido a um brasileiro).

25-08-1825 – Data Magna do Uruguai, nossa antiga Província Cisplatina.
O Brazil só veio a reconhecer a independência do Uruguai, aos 09-09-1828.

25-08-1961 – Renúncia inesperada do Presidente Jânio da Silva Quadros.

27-08-1849 – Morre em Rio Pardo (RS), João de Deus Mena Barreto (Visconde de São Gabriel).


Setembro

01-09-1838 – Começa a circular em Piratiní (RS), o jornal O Povo (órgão oficial da República Rio-Grandense), dirigido pelo literato italiano Luigi Rossetti.

05-09-1939 – Nasce na querência de Cachoeira (Pago do Rio Grande de S. Pedro), o gaúcho Otávio Peixoto de Melo (o Maragato), filho de Alvise Álves de Mello, filho de Octavio Peixoto de Mello, filho de José Peixoto da Silveira Mello, filho do Capitão-de-mar-e-guerra José Peixoto da Silveira (farroupilha).
Otávio é “heptaneto” do Engenheiro militar João Gomes de Mello, construtor do Presídio-fortificado de Rio Grande (RS), em 1736, além de “bi-decaexaneto” do militar D. Mem Soares de Mello criador desse sobrenome, em 1248, (antes, chamado D. Mem Soares Guimarães) e “tri-decaunaneto” de Pedro Formaris (Copeiro-mór do 1º Rei de Portugal, em 1094), descendente dos “lusitanos” (tribo guerreira da Serra da Estrela, Vila Guimarães, Província de Lusitânia, Portugal, Europa).
Otávio também é membro da “Associação dos Descendentes de Farroupilhas” - ADF, (uma organização saudosista existente no Rio Grande do Sul).

07-09-1822 – Data Magna do BRASIL. Dia da nossa independência.
A situação econômica e financeira do Brazil se agrava com a pressão exercida pelas Cortes de Lisboa (Portugal).
Nessa época, o Príncipe D. Pedro viajou para São Paulo, para inteirar-se da difícil situação que por lá ocorria.
Eram 16h30min e, quando na capital paulista, às margens do riacho Ipiranga o Príncipe D. Pedro recebeu uma carta de sua Real Consorte Dª Leopoldina (que estava na Regência), relatando das exigências que Portugal fazia ao Brazil.
O Príncipe D. Pedro ordenou “Alto lá” . . . e bradou: “As cortes de Lisboa querem escravizar o Brazil; não há outro caminho, senão, a separação de Portugal.

 "Independência ou Morte, será de hoje em diante a nossa Divisa”

Nesse mesmo instante arrancou de seu chapéu os laços “azul” dos Borgonha e “encarnado” dos Avís (cores constitucionais de Portugal) jogando-as fora e colocando laços “verde” dos Bragança e “amarelo” dos Habsburgo-Lorena.
Vem daí a adoção das cores “verde-amarelo” que vestiram o Império do Brazil e também o azul e branco que foram acrescentados à República Federativa do Brasil.
Quando retornou ao Rio de Janeiro (RJ), o Príncipe D. Pedro ainda pernoitou em Santos (SP), onde residia a sua “concubina” Domitila de Castro Canto e Melo.

07-09-1947 – Ao encerrar-se o cerimonial cívico de mais um “Sete de Setembro” em Porto Alegre (RS), os estudantes João Carlos D’Avila Paixão Cortes e Luís Carlos Barbosa Lessa dentre outros jovens colegas do Colégio Júlio de Castilhos, tomaram uma centelha simbólica da Pira da Pátria e a conduziram num piquete formado por aqueles cavalarianos pilchados a preceito, ao “Candeeiro Crioulo” (erguido defronte ao Monumento Bento Gonçalves).
Nesse ato, foi criada e instituída a “Chama Crioula” que simboliza a guapa tradição gaúcha.

08-09-1801 – O rio-pardense José Borges do Canto (nascido quando Cachoeira pertencia ao Rio Pardo) e seu imediato, o cabo Gabriel Ribeiro de Almeida (comandando 110 militares e mais 300 índios) acompanhados do santamariense Manuel dos Santos Pedroso (‘Maneco Pedroso’, comandando 130 voluntários) retomam definitivamente as MISSÕES, dos castelhanos, para o Brazil.

08-09-1860 – O cachoeirense, comerciante e farroupilha Antônio Vicente da Fontoura sofreu um atentado a punhal praticado pelo preto liberto Manuel Pequeno, na sacristia da Igreja Matriz (hoje, Catedral) N. S. da Conceição, em Cachoeira (RS).

08-09-1892 – Nomeação do Dr. Olímpio Coelho Leal, como 1º Intendente Municipal de Cachoeira (RS).

08-09-1915 – No Rio de Janeiro (RJ) é assassinado pelas costas o gaúcho então Senador Dr. José Gomes Pinheiro Machado – Pai da República dos Estados Unidos do Brasil.

09-09-1828 – O Brazil reconhece a “Independência do Uruguai” (que foi nossa “Província Cisplatina”).

10-09-1836 – Trava-se nos campos dos Menezes, Bagé (RS), a famosa “Batalha do Seival” vencida pelos farroupilhas comandados pelo coronel Antônio de Sousa Neto que derrotou a tropa legalista comandada por João da Silva Tavares (Joca Tavares).
Nesse local, na margem esquerda do Arroio Seival, ao norte da BR-293, o MTG (Movimento Tradicionalista Gaúcho), mandou erguer um “Marco” como memorial, para lembrar aquele episódio histórico.

10-09-1837 – Bento Gonçalves da Silva chega de volta aos pampas, fugitivo do Forte São Marcelo, Salvador (BA).

10-09-1839 – Nasce na estância de seu pai, José Peixoto da Silveira Mello.
O miúdo filho do Capitão-de-Mar-e-guerra José Peixoto da Silveira (farroupilha), foi batizado onde nasceu, município de Cachoeira, República Rio-Grandense, tendo como padrinho o Coronel Agostinho José de Mello (farroupilha).
Naqueles tempos, o padrinho podia interferir no nome do afilhado e foi assim.
Agostinho solicitou ao compadre José – que acrescentasse o seu MELLO ao nome do afilhado, já que ele era aparentado com a mãe do miúdo, a comadre Anna Álves Coelho (ou Anacleta Álves do Espírito Santo), também descendente dos MELLO e assim foi feito.
Esse miúdo era filho único (ficando órfão de mãe, porque essa falecera por complicações do parto), cresceu a “lo largo” e pouco se dava co’as letras, porém, possuía uma índole invejável e talvez tivesse muito orgulho de ser RIO-GRANDESE (pois, nascera enquanto o Rio Grande de S. Pedro estava independente do resto do Brazil).
A referida estância tinha uma légua de campo, com as seguintes confrontações: ao Norte, a Lomba Grande; ao Sul, o Cerro dos Peixoto; ao Leste, o Arroio Palmas; e ao Oeste, o Arroio Piquirí; bem no centro está estabelecido o Cemitério da Lomba Grande (que antigamente era conhecido por Cemitério dos Mello).
O referido cerro que era conhecido por “Cerro da Palma” passou a ser chamado de “Cerro dos Peixoto” - porque ali era a querência dos PEIXOTO (José Peixoto da Silveira, pai de José Peixoto da Silveira Mello, pai de Anápio Peixoto de Mello, Luís Peixoto de Mello e de Octavio Peixoto de Mello (avô de Otávio Peixoto de Melo, autor desse trabalho).
E assim está perenizado o nome PEIXOTO naquele lugar, com toda a certeza, parente de Francisco de Brito Peixoto, filho de Domingos de Brito Peixoto (fundador de Laguna, SC), em 1684.

10-09-1899 – João Cezimbra Jacques (Patrono do Tradicionalismo Gaúcho), juntamente com João Simões Lopes Neto, fundam a “União Gaúcha” (3ª sociedade do gênero), em Pelotas (RS).

11-09-1836 – Data Magna da República Rio-Grandense. Província do Rio Grande de S. Pedro.
Foi nessa data que o coronel Antônio de Sousa Neto proclamou a independência da República Rio-Grandense, às margens do Rio Jaguarão, Bagé, (RS).
Nesse local, ao sul da BR-293, o MTG (Movimento Tradicionalista Gaúcho) mandou erguer um “Marco” como memorial de ato histórico. (Estive presente ao ato).
O guapo Antônio de Sousa Neto bradou o seguinte:

“Bravos Companheiros!

Ontem obtivestes o mais completo triunfo sobre os escravos da Corte do Rio de Janeiro.
A Província fica desligada das demais do Império e forma um Estado Livre e Independente, com o título de REPÚBLICA RIO-GRANDENSE e cujo manifesto às nações civilizadas se fará competente.
Camaradas!
Gritemos pela primeira vez: Viva a República Rio-Grandense!
Viva a nossa Independência!”

12-09-1836 – O coronel Antônio de Sousa Neto manda elaborar uma “Ata da Proclamação da República Rio-Grandense”, que foi escrita e lida perante 52 pessoas, entre Caudilhos Oficiais, enquanto os demais sepultavam seus mortos da batalha do Seival (10-09-1836).

12-09-1928 – Fundação do “Banco do Estado do Rio Grande do Sul” – BANRISUL.

12-09-1928 – Fundação da “Indústria Carlos Kerber & Cia Ltda”, importante fábrica, pioneira na fundição de Bombas Centrífugas e Helicoidais, em Cachoeira (RS), que contribuiu para a implantação da lavoura arrozeira com irrigação mecânica.

15-09-1903 – Fundação do “Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense” (proprietário do Parque Olímpico), em Porto Alegre (RS). Campeão do Mundo, em 1983.

15-09-1940 – Batalha da Inglaterra. A “Royal Air Force” – RAF abateu o maior número de aviões alemães. II Guerra Mundial.

16-09-1899 – Fundação do “Centro Gaúcho”, em Bagé (RS). (4ª sociedade do gênero no RS).

18-09-1841 – Giuseppe Garibaldi e sua querida Anita, chegam em Montevidéu (Uruguai), e pedem asilo político naquele país.

18-09-1865 – Antônio de La Cruz Estigarribia (General paraguaio), rende-se ao Exército Brasileiro, em Uruguaiana (RS)., na presença do Imperador D. Pedro II.

18-09-1950 – Vai ao ar, a 1ª imagem da TV Tupy, no Rio de Janeiro (RJ).

19-09-1835 – Foi ao anoitecer dessa data que em Viamão (RS), 200 revolucionários farroupilhas comandados por Onofre Pires e mais 200 revolucionários farroupilhas comandados por Vasconcelos Gomes Jardim partiram daqui, para atacar e tomar Porto Alegre (RS), seguindo à frente das colunas o cabo Rocha, que feriu o major Barbuda (legalista).
Após a 1ª escaramuça vencida pelos farroupilhas, o escravo Fidêncio Monjolo fugiu para S. Leopoldo (RS), levando a notícia do que estava acontecendo na Azenha, em Porto Alegre (RS).
É por causa dessa data e do que nela aconteceu, que a cidade de Viamão recebeu o apelido afetivo de “Setembrina”.

19-09-1974 – Euclides Triches, então Governador do Rio Grande do Sul, criou o “Instituto Gaúcho de Tradição e Folclore” – IGTF, através da Lei 6.736.

20-09-1835 – Tomada de Porto Alegre (RS), pelos farroupilhas.
A defesa da capital gaúcha estava confiada ao brigadeiro Gaspar Francisco Mena Barreto. Nessa madrugada os farrapos ao chegarem na Praça do Portão, encontraram o Corpo de Permanentes em forma e este adere à Causa Farrapa.
Não adere, o comandante do Corpo Permanente juntamente com o major Barbuda (ferido) e o Dr. Antônio Rodrigues Fernandes Braga (Presidente da Província) que fogem para a escuna Rio-Grandense, zarpando com a capital (documentação em geral, etc.), pela Lagoa dos Patos, passando por Pelotas, à Rio Grande.

20-09-1887 – O positivista Júlio Prates de Castilhos defende pelo jornal “A Federação” - a comemoração do dia 20 de setembro, como o “Dia do Gaúcho”.

20-09-1921- Inauguração da 1ª Hidráulica Municipal, na Travessa Tuiutí (Praça Itororó), em Cachoeira (RS) com depósito de 100m3, a quinze metros de altura, numa extensão de 2.450,40m. de encanamento domiciliar.

20-09-1947 – Realiza-se em Porto Alegre (RS), o 1º Desfile de Cavalarianos Gaúchos, em homenagem aos farroupilhas.

20-09-1955 – Em Cachoeira (RS), realiza-se o 1º Desfile de Cavalarianos Gaúchos, em homenagem aos farroupilhas.

21-09- . . . – Dia da Árvore e também Dia do Rádio.

21-09-1835 – Bento Gonçalves da Silva, chefe do Movimento Farroupilha, vindo de Pedras Brancas (hoje, Guaíba-RS), chega a Porto Alegre e dá início aos procedimentos de instalação do Governo Farrapo na Província do Rio Grande de S. Pedro.
Coloca na presidência o Dr. Marciano Ribeiro e no comando das armas o coronel Bento Manuel Ribeiro, que imaginava ser seu amigo, sendo mais tarde seu traidor.

22-09-1820 – O naturalista e botânico francês Saint Hilaire em viagem pelo Rio Grande de S. Pedro, escreveu sobre a erva-mate e sobre o chimarrão.
Ao passar por Cachoeira (RS), diz ele:
“Passei por uma pacata aldeia nas barrancas do rio Jacuí e ao transitar pelas ruas daquela povoação o que mais vi, foram as famílias sentadas à sombra de suas humildes casas, sorvendo uma infusão quente feita de uma espécie de erva nativa, que aqueles vagabundos chamam de chimarrão.”

22-09-1835 – Bento Gonçalves da Silva segue para Pelotas (RS) e depois para Rio Grande (RS), em perseguição aos legalistas fujões.

22-09-1866 – As tropas aliadas (brasileiras, argentinas e uruguaias), atacam as fortificações paraguaias de Gurupaiti e são repelidas. Guerra do Paraguai.

23-09-1850 – Morre José Gervásio Artigas, em Assunção (Paraguai).

23-09- . . . – Início da Primavera . . .

24-09-1834 – Morre em Lisboa (Portugal), D. Pedro I – 1º Imperador e Defensor Perpétuo do Brazil.

27-09-1736 – Cristovam Pereira de Abreu, 1º Tropeiro Gaúcho, funda a cidade de Rio Grande (RS).

27-09-1923 – Fundação do “Automóvel Clube do Brasil”, no Rio de Janeiro (RS).

27-09-1946 – Fundação da “Rádio Cachoeira” – 1ª Emissora radiofônica de Cachoeira do Sul (RS).

28-09-1799 – Inauguração e Consagração da Igreja Matriz N. S. da Conceição (hoje, Catedral), em Cachoeira (RS).

28-09-1871 – A Princesa Dª Isabel, assina a Lei nº 2.040, considerada a Lei do Ventre Livre. Todo o filho de escravo nascido daquela data em diante, seria livre.

29-09-2006 – Na Serra do Cachimbo (MT) ocorre um grande acidente aéreo no Brasil. Cai um avião Boeing da GOL (choca-se no ar com um avião Legacy), matando 154 pessoas.

30-09-1887 – Implantação da “Charqueada do Paredão”, em Cachoeira (RS). Foi criada em precárias condições, sendo uma das primeiras da Província do Rio Grande de S. Pedro.

30-09-1925 – O maragato Honório Lemes (o Leão do Caverá), invade o Rio Grande de S. Pedro pela fronteira de Livramento (RS) e outro maragato, o Otaviano Fernandes invade pela fronteira de D. Pedrito.


Outubro

01-10-1895 – Começa a circular em Porto Alegre (RS), o jornal “Correio do Povo”, editado pela empresa “Caldas Júnior”.

02-10-1836 – Bento Gonçalves da Silva com sua tropa acampa-se no sopé do Morro do Fanfa, perto de Triunfo (RS), na margem esquerda do rio Jacuí.

03-10-1836 – Bento Gonçalves da Silva com sua tropa chegam na “Ilha do Fanfa” e é cercado pelas tropas legalistas ao Império Brasileiro.

03-10-1902 - Nasce em Taquari (RS), Artur da Costa e Silva, brilhante militar que veio a ser Presidente do Brasil (1967-1969).

03-10-1930 – Início da Revolução Liberal. Foi a única vez que Maragatos e Chimangos se uniram para pelear juntos pela mesma causa. Chegaram ao Rio de Janeiro (RJ) e amarraram seus cavalos no obelisco da Av. Rio Branco, colocando no Palácio do Catete como Presidente da República dos Estados Unidos do Brasil, o gaúcho Dr. Getúlio Dorneles Vargas, que lá permaneceu até 1945.

03-10-1965 – Fundação do “CTG Estância do Chimarrão” no Passo do Moura, em Cachoeira do Sul (RS).

04-10-1836 – Bento Gonçalves da Silva e sua tropa é derrotado no “Combate da Ilha do Fanfa”, no rio Jacuí.
Foram presos por Bento Manuel Ribeiro:
Bento Gonçalves da Silva
Onofre Pires
Corte Real
Tito Lívio Zambeccari
além de morrer o cabo-capitão Rocha.

04-10-1879 – Morre no Rio de Janeiro (RJ), Manuel Luís Osório - gaúcho Patrono da Arma de Cavalaria, do Exército Brasileiro.

05-10-1942 – Pelo Decreto nº 4.791, o Presidente Getúlio Dorneles Vargas substituiu o “Real” (réis), pelo “Cruzeiro” (centavos).

09-10-1985 – Morre o gaúcho Emílio Garrastazú Médici, brilhante militar que ocupou a Presidência do Brasil (1969-1974).

12-10- . . . – Dia da Criança. Data internacional considerada pela UNICEF.
Dia de N. S. Aparecida, a Padroeira do Brasil e dos brasileiros católicos.

12-10-1492 – O audacioso navegador genovês Cristóvão Colombo, aportando em São Domingos (Caribe), descobre a América.

12-10-1798 – Nasce no Palácio de Queluz, em Lisboa (Portugal), o Príncipe Pedro de Alcântara Francisco Antônio João Carlos Xavier de Paula Miguel Rafael Joaquim José Gonzaga Pascoal Cipriano Serafim de Bragança e Bourbon – depois, D. Pedro I.

12-10-1808 – D. João VI criou o Banco do Brasil.

12-10-1901 – Fundação do Grêmio Gaúcho de Stª Maria (RS); foi a 5ª sociedade do gênero.

12-10-1931 – Inauguração do Monumento Cristo Redentor, no Rio de Janeiro (RJ).

12-10-2005 – Morre em Porto Alegre (RS), Luiz Menezes, sendo sepultado em Quaraí (RS), sua terra natal.
Poeta e cantor saudosista, deixou um magnífico rastro no mundo tradicionalista do Rio Grande do Sul.
Dentre suas obras, citamos o livro TROPA AMARGA, onde consta o belo poema “Paisano”.

15-10- . . . – Dia do Professor.

15-10-1864 – A Princesa Isabel, casa-se com o Conde D’Eu.

15-10-1922 – Inauguração da ponte sobre o Rio Vacacaí-Mirim, hoje, divisa entre os municípios de Restinga Seca e Formigueiro (RS).

19-10-1788 – Bento Gonçalves da Silva é batizado em Triunfo (RS).

19-10-1943 – Fundação do Clube Farroupilha, em Ijuí (RS); foi a 7ª sociedade do gênero.

20-10-1956 – Abertura da VI Festa Nacional do Trigo, em Cachoeira do Sul (RS).

21-10-1886 – Morre Martín Fierro, com 52 anos de idade.

22-10-1960 – No VI Congresso Tradicionalista, em Tramandaí (RS), foi criado o Movimento Tradicionalista Gaúcho – MTG.

24-10-1903 – Morre em Porto Alegre (RS), o positivista Dr. Júlio Prates de Castilhos (o famoso Coronel Prates); foi o 1º Presidente do Rio Grande de S. Pedro.

24-10-1930 – A Revolução Liberal chega ao seu final, culminando com a posse do Dr. Getúlio Dorneles Vargas na Presidência do Brasil (no Palácio do Catete, Rio de Janeiro, RJ).
Em Porto Alegre (RS), existe a “Rua 24 de Outubro” em memória a esses fatos.


Novembro

01-11- . . . – Dia de Todos os Santos, segundo o catolicismo.

02-11- . . . – Dia dos Finados, segundo a tradição internacional.

03-11-1867 – Morre na capital da Província de São Paulo, Dª Domitila de Castro Canto e Melo (a Marquesa de Santos), amante de D. Pedro I.

04-11-1959 – Morre em Porto Alegre (RS), o Dr. José Antônio Flores da Cunha – advogado, administrador, político e revolucionário.

05-11-1849 – Nasce em Salvador (BA) Rui Barbosa - ilustre brasileiro advogado por excelência e versado nas letras.
O ante-projeto da 1ª Constituição Republicana do Brasil, foi elaborado por este entendido de leis.
Era ferrenho adversário político do gaúcho José Gomes Pinheiro Machado, com quem teve acirrados debates no Senado (ambos eram Senadores republicanos).
Foi ensinar “inglês” em Londres (Inglaterra), onde afixou uma placa na porta de seu quarto do hotel onde estava hospedado - Ensina-se inglês aos ingleses -
Recebeu o apelido de “Águia de Haia” (devido á uma extraordinária defesa lá apresentada naquele Tribunal Internacional).

06-11-1836 – Realiza-se em Piratiní (RS), a 1ª Eleição Rio-Grandense dos farroupilhas, para eleger os dirigentes da nova República Rio-Grandense.
Foram eleitos:
Bento Gonçalves da Silva – Presidente
Vasconcellos Gomes Jardim – Vice-Presidente.

07-11-1831 – Lei proibindo o tráfico de “escravos” para o Brazil.
Na verdade, “duas leis” proibiam a vinda de escravos para o Brazil. A outra é de 1851; ambas, velam pela mesma causa.

09-11-1924 – O 3º Batalhão de Engenharia, de Cachoeira (RS), revolta-se e adere à Revolução de 1923.

10-11-1834 – Nascimento de José Hernandes (vulgo “Martin Fierro”) – em San Martin (Argentina).
El gaucho Martín Fierro estuvo exilado em Livramento (RS), cuando escribió sus poemas “El Gaucho Martín Fierro (1872)” y “La Vuelta de Martín Fierro (1878)”.
Soman 7.210 “coplas” (versos), sin titubear ninguna vez.

“Aqui me pongo a cantar
al compás de la vigüela,
que el hombre que lo desvela
uma pena estraordinaria,
como la ave solitária
con el cantar se consuela.

Pido a los santos del cielo
que ayuden mi pensamiento;
les pido en este momento
que voy a cantar mi historia
me refresquen la memória
y aclaren mi entendimiento.

Vengan santos milagrosos,
vengan todos en mi ayuda,
que la lengua se me añuda
y se me turba la vista;
pido a mi Dios que me asista
en una ocasión tan ruda.

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . ”

en estes poemas críticos se establecen referencias concretas a documentos que forman el ideário socio-politico de José Hernandes.

11-11-1889 – A Corte Imperial Brasileira realiza o famoso “Baile da Ilha” na Ilha Fiscal, Baía da Guanabara, Rio de Janeiro (RJ).

12-11-1832 – Desmembra-se de Cachoeira (RS), os territórios do Alegrete com Livramento e de Caçapava com S. Gabriel.

12-11-1836 – Foi criada em Piratiní (1ª Capital Farroupilha), a “Bandeira” da República Rio-Grandense.

12-11-1864 – O coronel Carneiro de Campos, Presidente da Província do Mato Grosso é aprisionado por mando de Francisco Solano Lopes (ditador paraguaio), no porto de Assunção (Paraguai), quando ainda estava a bordo do vapor brasileiro “Marquês de Olinda”.

14-11-1844 – “Combate no Cerro dos Porongos” (Guerra Farroupilha).
Bento Manuel Ribeiro, mais uma vez trai os farroupilhas e trucida 119 negros lanceiros negros de David Canabarro, pelas tropas legalistas ao Império Brasileiro.

14-11-1921 – Morre em Lisboa (Portugal), a Princesa Isabel.

15-11-1628 – Os padres jesuítas castelhanos Roque Gonzáles e Alonzo Rodrigues foram mortos pelos índios Carupé, Aregoati e Maraguá. O padre Juan del Castillo foi morto pelo índio Quarabí.

15-11-1839 – Os legalistas ao Império Brasileiro, retomam dos farroupilhas a República Catarinense (ou República Julhana, porque ocorreu no mês de julho ).

15-11-1889 – O marechal Manuel Deodoro da Fonseca proclama a “República dos Estados Unidos do Brasil”, no campo de Santana, Rio de Janeiro (RJ).

16-11-1837 – Bento Gonçalves da Silva “assume” a Presidência da República Rio-Grandense, em Piratiní (RS).

16-11-1857 – Desembarcam em Cachoeira (RS), 119 imigrantes alemães que fundaram a “Colônia Stº Ângelo” – hoje, cidade de Agudo (RS).

16-11-1887 – Nasce em Cachoeira (RS), João Neves da Fontoura – ilustre homem público, advogado e político de projeção internacional. Foi Embaixador do Brasil, em Londres (Inglaterra).

18-11-1837 – O Presidente da Província do Rio Grande de S. Pedro, o marechal-de-campo Antônio Elzeário de Miranda e Brito criou um efetivo militar com 19 oficiais e 344 praças, para combater aos farroupilhas.
Esse efetivo deu origem à “Brigada Militar” (com outra denominação).
Entretanto, em pouco tempo a corporação abandonou os legalistas ao Império Brasileiro, quando percebeu que estava peleando em lado errado e se bandeou para o lado dos rebeldes farroupilhas, permanecendo assim até ao final.

18-11-1841 – O mineiro farroupilha Domingos José de Almeida funda a cidade de Uruguaiana (RS).
O nome “Uruguaiana” se originou no eufônico de “Uruguai” (o rio) e “Ana” (uma velha guarda de fronteira que havia um pouco mais acima da cidade de Uruguaiana).

19-11-1863 – Nos cerros de Caçapava (RS), nasce e vê a luz do dia de uma tarde meio suja, quando logo cantou a coruja, Antônio Augusto Borges de Medeiros.
Advogado, astuto político (como uma raposa) e revolucionário.
Governou o Rio Grande de S. Pedro por 25 anos.
Em 1915, foi apelidado pelo médico e poeta Dr. Ramiro Fortes de Barcelos (seu cunhado), de “Antônio Chimango”.

19-11-1889 – Pelo Decreto nº 4, foi criada a “Bandeira Nacional Brasileira”; por esse motivo, o “Dia da Bandeira” é 19 de Novembro.

23-11-1891 – O marechal Manuel Deodoro da Fonseca renuncia ao cargo de Presidente da República dos Estados Unidos do Brasil.

28-11-1893 – Massacre do Rio Negro, em Bagé (RS).
O preto Adão Latorre (carrasco maragato), degola de orelha a orelha 300 pica-paus, encerrados e pernoitados dentro de uma mangueira de pedra.
Conta-se que um jovem tenente pica-pau, se ajoelhou diante do seu algoz e implorou, para que não o degolasse . . . que ele era novo e tinha filhos pequenos que ainda mamavam no peito da mãe . . . e que o poupasse pelo leite que ele (Adão) havia mamado no peito de sua mãe – ao que o degolador respondeu: “Eu nasci guaxo!”. Quando o tenente sem sorte retrucou: “Então, degola logo, negro filho-da-puta!”
Está escrito na história que, esse degolador caminhava afundando os pés até quase ao tornozelo, no sangue daqueles desafortunados legalistas.

28-11-1975 – Morre o escritor Érico Veríssimo, um dos maiores literatos gaúchos, autor de “O Tempo e o Vento” (entre outras obras).

29-11-1877 – Inaugurada no Rio de Janeiro (RJ), a 1ª Estação Telefônica do Brazil.


Dezembro


01-12-1640 – Portugal livra-se do domínio espanhol; fim da União das Monarquias Ibéricas.

01-12-1640 – O Duque de Bragança é aclamado “Rei de Portugal”, com o cognome de D. João IV.

01-12-1822 – Sagração e Coroação de D. Pedro I, como 1º Imperador e Defensor Perpétuo do Brazil.

02-12-1825 – Nasce no Rio de Janeiro (RJ), o Príncipe D. Pedro de Alcântara João Carlos Leopoldo Salvador Bibiano Francisco Xavier de Paula Leocádio Miguel Gabriel Rafael (depois, D. Pedro II), 2º Imperador do Brazil.

04-12-1810 – Carta Régia cria no Rio de Janeiro, a “Academia Real Militar” (depois, Escola Militar).

04-12-1905 – Nasce em Bagé (RS), Emílio Garrastazú Médici, ilustre militar gaúcho. Ocupou o alto cargo de Presidente do Brasil (1969-1974).

04-12-1843 – Morre no “Combate do Cerro da Palma” em Iruí (divisa Cachoeira / Encruzilhada), o farroupilha coronel Agostinho de Mello, padrinho de José Peixoto da Silveira Mello.
Agostinho foi Comandante do 5º Esquadrão de Guerrilhas, aquarteladas na margem esquerda do Arroio Capané (Cachoeira, RS) em 1836, quando recebeu a incumbência com 60 carabineiros, de descobrir pelas coxilhas as forças inimigas comandadas por Bento Manuel Ribeiro.

05-12-1697 – Destruição do Quilombo dos Palmares, nas Alagoas.

05-12-1891 – Morre em Paris (França), D. Pedro II. Diz a história que o nosso Imperador morreu de tristeza porque amava o Brazil.

05-12-1939 – Por Decreto do Presidente do Brasil, Dr. Getúlio Dorneles Vargas – os restos mortais do Imperador D. Pedro II (o Magnânimo) e os da Imperatriz Dª Teresa Cristina (a mãe dos brasileiros), foram recolhidos ao Mausoléu (Capela) no átrio da direita da Catedral D. Pedro de Alcântara, em Petrópolis, no estado do Rio de Janeiro, Brasil.

06-12-1868 – Batalha do Itororó. Guerra do Paraguai.

06-12-1976 – Morre no exílio, em Mercedes (Argentina), o Dr. João Belchior Marques Goulart.

10-12-1930 – Nomeação de Leopoldo Sousa - 1º Prefeito de Cachoeira (RS)

11-12-1826 – Morre no Palácio S. Cristóvão, no Rio de Janeiro (RJ), a Imperatriz Dª Maria Leopoldina Carolina Josefa Fernanda Beatriz – Real Consorte do Imperador D. Pedro I.

11-12-1868 – Batalha do Avaí – Guerra do Paraguai.
Nessa batalha, o guapo gaúcho Osório comandante da Cavalaria Brasileira do Exército Brasileiro, é ferido no rosto.

13-12-1807 – Nasce na Vila de S. José do Norte, em Rio Grande (RS), Joaquim Marques Lisboa (Almirante Tamandaré) - Patrono da “Marinha do Brasil”.
Por isso, 13 de Dezembro é o “Dia do Marinheiro”.

13-12-1929 – Nasce em Piratiní (RS), Luis Carlos Barbosa Lessa – advogado, jornalista, historiador, compositor, pesquisador, contista e romancista.
Como jovem estudante juntamente com seus colegas João Carlos Paixão Côrtes, Glaucus Saraiva e Hélio José Moro - foi um dos líderes do movimento que fundou o “35 CTG” (Centro de Tradições Gaúchas), 1º CTG do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre.

14-12-1923 – No castelo de Pedras Altas, em Pinheiro Machado (RS), é firmado entre maragatos e chimangos o “Tratado de Paz de Pedras Altas” – Revoluções Sulistas.

15-12-1896 – Fundação da “Academia Brasileira de Letras” – no Rio de Janeiro (RS).

15-12-1978 – Fundação do Museu Municipal Patrono Edyr Lima, na querência de Cachoeira do Sul (RS)

16-12-1815 – Carta de Lei eleva o Brazil à categoria de “Reino Unido” ao de Portugal e Algarves.

16-12-1857 – Assinatura do desmembramento da Freguesia de Stª Maria, de Cachoeira (RS).

17-12-1548 – D. João II (Rei de Portugal), criou o Regime de Governador Geral, do Brazil Colônia.

17-12-1905 – Nasce em Cruz Alta (RS), Érico Veríssimo – que viria a ser uma dos maiores escritores gaúchos e brasileiros.

17-12-1969 – Morre no Rio de Janeiro (RJ), Artur da Costa e Silva – ilustre militar gaúcho que ocupou o alto cargo de Presidente do Brasil (1967-1969).

21-12-1889 – Decreto Republicano nº 78, baniu a Família Real de D. Pedro II, do Brazil.

24-12-1938 – Morre no castelo de Pedras Altas, em Pinheiro Machado (RS), o maragato Joaquim Francisco de Assis Brasil – fazendeiro, advogado, diplomata, político, estadista e revolucionário de 1923.
Fundador do “Partido Libertador” – 1928.

25-12- . . . – Dia de Natal – Data internacional do mundo ocidental . . .

25-12-0000 – Segundo a tradição, em Belém da Judéia (Israel), nasceu JESUS CRISTO, o Salvador do Mundo. (S. Lucas 2:11)
Este homem é o Filho do ALTÍSSIMO e o único Mediador entre DEUS e os homens. (I Timóteo 2:5)
É o nosso Advogado no céu, (I João 2:1)
Debaixo do Céu, nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos. (Atos 4:12)
Na verdade, essa data passou a ser consagrada como do nascimento e JESUS CRISTO, em 364 a. D., porque até então, nessa data era festejado o “aniversário do deus sol” – segundo os egípcios, que transmitiram essa crença pagã aos assírios, que transmitiram aos babilônios, que transmitiram aos medos e persas, que transmitiram, aos gregos, que transmitiram aos romanos, que transmitiram aos católicos, que transmitiram aos protestantes.
Segundo estudos teológicos JESUS CRISTO nasceu aos 07 de abril de 0004 a. D.

25-12-1900 – Reinauguração do “Theatro Municipal” de Cachoeira (RS).

26-12-1844 – Os farroupilhas são derrotados no “Combate do Batoví” – São Gabriel (RS).

27-12-1797 – Nasce na capital paulista, Domitila de Castro Canto e Melo (depois, Marquesa de Santos).
Essa paulistana era a favorita e a toda-poderosa de D. Pedro I. Seu irmão Francisco de Castro Canto e Melo era o Gentil-Homem da Câmara dos Deputados.
Era esposa de Tobias de Aguiar, militar que gostava muito de cavalos, tendo certa feita, ido aos Estados Unidos da América do Norte, conhecer eqüinos da raça Apaloosa e de lá trazendo um garanhão e três éguas para procriarem aqui no Brazil.
Esses animais geraram muitos potrilhos “malhados” que passaram a ser chamados de tobianos (por causa do Tobias).

28-12-1813 – Nasce em Arroio Grande (RS), Irineu Evangelista de Souza (depois, Visconde de Mauá) – rico estancieiro, charqueador, comerciante, construtor, banqueiro e empreendedor nacionalista brasileiro.
A esse homem o Brazil deve o “Banco Mauá”; a colocação do 1º Cabo Submarino ligando o Brazil à Europa e a construção das primeiras ferrovias brasileiras.

28-12-1889 – Morre na cidade do Porto (Portugal) Dª Teresa Cristina (Real Consorte de D. Pedro II).

28-12-1958 – Inauguração da “Travessia Getúlio Vargas” na BR-116 - (Porto Alegre / Eldorado do Sul – RS).

29-12-1807 – Parte do rio Tejo a frota que conduziu para o Brazil, a “Família Real Portuguesa”.

29-12-1887 – Inauguração da 1ª Estação Telefônica do Brazil.

29-12-1844 – Nessa data ocorreram as derradeiras Escaramuças do Quaró, no Uruguai.

29-12-1944 – Cachoeira (RS), passou a ser denominada Cachoeira do Sul e todas as cidades gaúchas que foram acrescidas do vocábulo “Sul” derivam dessa mesma lei federal brasileira.

29-12-1992 – “Impeachment” do Presidente Fernando Collor de Mello, que foi o 1º Presidente brasileiro cassado por fraudes das mais diversas, segundo o que foi apurado.

30-12-1820 – Nasce em Montevidéu (Província Cisplatina – hoje, Uruguai), João Carlos de Villagran Cabrita – “Patrono da Arma de Engenharia” do Exercito Brasileiro.

31-12-1636 – A mando do “Conde de Monsanto” de Vila Rica (SP), chega ao Rio Grande de S. Pedro, o bandeirante Antônio Raposo Tavares – apodera-se e incendeia o aldeamento de índios “Jesus Maria” (de onde originou-se Candelária – RS).
Após, prossegue sua nefasta empreitada fazendo a mesma coisa com os aldeamentos de “San Joaquim” e o de “San Cristóbal” (distrito de Cruz Alta, em Rio Pardo, RS).
Raposo Tavares não participou do arrasamento dos demais 15 aldeamentos da “Missão do Tape” no RS, somente seus comandados.


--- ::: o ::: ---



TROPA DO BRAZIL  e  TROPA DO BRASIL

MANGUEIO – Nesta tropa, repontamos em ordem cronológica a História do nosso Brazil e do nosso Brasil.
Para um melhor entendimento, a história de nossa Pátria está dividida em períodos distintos, que na verdade formam diversos “brasis”, de épocas diferentes.
Tudo o que se relaciona ao nosso país até à república, o nome aparece com “Z” - depois da proclamação da república aparece com “S”.


01 - Ilha de Vera Cruz

A esquadra de Pedro Álvares Cabral
avistou o Monte Pascoal ............................................ 22-04-1500
Nicolau Coelho fez o 1º contato com os selvícolas ..... 23-04-1500
Encontrou-se um Porto Seguro .................................. 24-04-1500
Nicolau Coelho e Bartolomeu Coelho asseguram
boas relações com os selvícolas ................................. 25-04-1500
Frei Henrique de Coimbra celebrou a 1ª Missa .......... 26-04-1500


02 - Terra de Santa Cruz


Pedro Álvares Cabral mandou fazer uma grande cruz
que foi cravada no chão, para dessa maneira dar
POSSE oficial da terra (perceberam que não era
 uma ilha), ao Rei de Portugal .................................... 27-04-1500
Celebração da 2ª Missa ............................................ 01-05-1500
Zarpou para Portugal, a nau que levou frutos da terra
e a Carta de Pero Vaz de Caminha ao Rei ................. 02-05-1500
1ª Expedição Exploradora – Gaspar de Lemos ..................... 1501
2ª Expedição Exploradora – Gonçalo Coelho ....................... 1503
3ª Expedição Exploradora – Fernão de Noronha .................. 1504


03 - O Arrendamento do Brazil
(de 16-01-1505 até 1531)

As Expedições Exploradoras eram onerosas à Coroa
Portuguesa, que resolveu ARRENDAR a terra sem
deixar de explorá-la.
A Expedição de João de Lisboa........................................... 1514
A Expedição de Cristóvam Jacques ................................ 1516/26
Os ricos ARRENDATÁRIOS não pagavam o “quinto” ao
Rei, que resolveu retomar a terra, enviando a
1ª Expedição Colonizadora, sob o comando de
Martim Afonso de Sousa ................................................ 1530/31
Ciclo do pau-brazil ......................................................... 1504/40


04 - Brazil-Colônia
(de 1532 até 22-01-1808)

Capitanias Hereditárias criadas por D. João III ........... 1532/1759
Fundação de S. Vicente e Piratininga ................................... 1532
Ciclo do apresamento de índios .................................. 1535/1680
Fundação de Santos ............................................................ 1536
Chegada dos primeiros escravos africanos ........................... 1538
Ciclo do açúcar ................................................................... 1540
O cargo de Governador foi criado pelo
Rei D. João II, aos ............................... 17-12-1548/22-01-1808
01 – Tomé de Sousa ....................................... 29-03-1549/1553
Fundação de Salvador ......................................................... 1549
02 – D. Duarte da Costa ............................................ 1553/1558
Entradas ..................................................................... 1553/1592
Fundação de São Paulo ............................................ 25-01-1554
Invasão Francesa ........................................................ 1555/1615
03 – Mem de Sá ......................................................... 1558/1572
Fundação de S. Sebastião do Rio de Janeiro ............. 01-03-1565
O cargo de “Governador Geral” foi criado” em ..................... 1572
04 – D. Luís Fernandes de Vasconcelos ...................... 1572/1573
05 – D. Luís de Brito e Almeida (norte) ....................... 1573/1574
06 – Dr. Antônio de Salema (sul) ................................. 1574/1578
Ciclo do ouro de aluvião ....................................................... 1574
07 – Diogo Lourenço da Veiga .................................... 1578/1581
Período da União das Monarquias Ibéricas .................. 1580/1640
JUNTA DE GOVERNO:
D. Antônio Barreiros e Cosme Rangel ......................... 1581/1583
08 – Manuel Telles Barreto ......................................... 1583/1587
JUNTA DE GOVERNO:
D. Antônio Barreiros e Cristóvam de Barros ................ 1587/1591
09 – D. Francisco de Sousa ........................................ 1591/1602
Bandeiras .................................................................... 1592/1641
10 – D. Diogo Botelho ................................................ 1602/1608
11 – D. Diogo de Menezes Siqueira ............................ 1608/1613
Fundação de S. Luís do Maranhão ....................................... 1612
12 – D. Gaspar de Sousa ............................................ 1613/1617
13 – D. Luís de Sousa ................................................. 1617/1621
14 – D. Diogo de Mendonça Furtado .......................... 1621/1624
15 – Matias de Albuquerque ........................................ 1624/1625
Holandeses ........................................................................... 1624
16 – Francisco de Moura Rolim ................................... 1625/1626
17 – Diogo Luís de Oliveira .......................................... 1626/1635
Constituição do Quilombo dos Palmares ....................... 1630/1697
18 – D. Pedro da Silva ................................................. 1635/1638
Chegada ao Recife de Maurício de Nassau ............................ 1637
19 – D. Fernando de Mascarenhas ............................... 1638/1639
JUNTA DE GOVERNO:
Bispo D. Pedro, D. Luís Barbalho e
Lourenço de Brito Corrêa ............................................ 1639/1640
20 – D. Jorge de Mascarenhas ..................................... 1640/1642
21 – Antônio Teles da Silva .......................................... 1642/1647
22 – Antônio Teles de Menezes .................................... 1647/1649
Batalha dos Guararapes .............................................. 19-04/1648
23 – João Rodrigues de Vasconcelos ........................... 1649/1654
24 – D. Jerônimo de Ataíde ......................................... 1654/1657
25 – Francisco Barreto de Menezes ............................. 1657/1663
Ciclo do sertanismo de contrato ............................................ 1658
26 – D. Vasco de Mascarenhas ................................... 1663/1667
27 – Alexandre de Sousa Freire ................................... 1667/1671
28 – Francisco Corrêa da Silva .................................... 1671
29 – Afonso Fernando de Castro ................................. 1671/1675
JUNTA DE GOVERNO:
Dr. Agostinho de Azevedo Monteiro,
Álvaro de Azevedo e Antônio Guedes de Brito ............. 1675/1676
30 – Roque da Costa Barreto ....................................... 1676/1682
Fundação da Colônia do Sacramento .......................... 22-01-1680
31 – Antônio de Sousa de Menezes .............................. 1682/1684
32 – Antônio de Sousa Tello de Menezes ..................... 1684/1687
33 – Matias da Cunha .................................................. 1687/1688
34 – D. Frei Manuel da Ressurreição ............................ 1688/1690
35 – Antônio Luís Gonçalves da Câmara ....................... 1690/1694
Criação da Casa da Moeda .................................................... 1694
36 – João Lencastre ...................................................... 1694/1702
37 – D. Rodrigo da Costa ............................................. 1702/1705
38 – D. Luís César de Menezes ..................................... 1705/1710
Guerra dos Emboabas ................................................... 1707/1708
Guerra dos Mascates ..................................................... 1710/1711
39 – D. Lourenço de Almada ......................................... 1710/1711
40 – Pedro de Vasconcelos e Sousa .............................. 1711/1714
41 – D. Pedro Antônio de Noronha ............................... 1714/1718
42 – D. Sancho de Faro ................................................ 1718/1719
43 – D. Vasco Fernandes C. de Menezes ...................... 1719/1735
44 – D. André de Melo e Castro ................................... 1735/1749
45 – D. Luís Pedro P. de C. M. e Ataíde ....................... 1749/1755
46 – D. Marcos de Noronha ......................................... 1755/1760
Expulsão dos Jesuítas ............................................................. 1759
47 – D. Antônio de Almeida Soares e P. ........................ 1760/1763
Mudança da Capital de Salvador para o Rio de Janeiro  27-01-1763
48 – D. Antônio Álvares da Cunha ................................ 1763/1767
49 – D. Antônio de R. de M. Tavares ............................ 1767/1769
50 – D. Luís de A. P. S. D. A. Melo S. M. .................... 1769/1779
51 – D. Luís de Vasconcelos e Sousa ............................ 1779/1790
Inconfidência Mineira .......................................... 1789/21-04-1792
52 – D. José Luís de Castro ........................................... 1790/1801
Conjuração Baiana ........................................................ 1797/1798
53 – Dr. Fernando José P. e Castro ............................... 1801 1806
54 – D. Marcos de Noronha e Brito .................... 1806/08-03-1808
NOTA 1:
Cada Governador era assessorado por um padre jesuíta vicentino
- O 1º Gov. pelo padre Manuel da Nóbrega
- O 2º Gov. pelo padre José de Anchieta
- O 3º Gov. pelo padre Antônio Vieira
Cada Governador nomeava seus “Adjuntos”:
- Mordomo-Mor (abastança)
- Provedor-Mor (fazenda)
- Ouvidor-Mor (Juiz)
- Capitão-Mor (Defesa)


05 - Brazil-Reino
(de 22-01-1808 até 07-09-1822)

Chegada da Família Real em Salvador (BA) ................ 22-01-1808
NOTA:
Com a proteção da Inglaterra à nossa Família Real,
Começou a nossa “Dívida Externa”.
Decretação da Abertura dos Portos ............................ 22-01-1808
Criação da Escola de Cirurgia, em Salvador (BA) ....... 18-02-1808
Chegada da Família Real ao Rio de Janeiro (RJ) .......... 08-03-1808
Fundação do Banco do Brazil ..................................... 12-10-1808
Formação do Reino Unido
“Brazil-Portugal-Algarve” .................................. 1815/26-04-1821
Falece (no RJ) Dª Maria I (a Louca), mãe de D. João VI ...... 1816
Insurreição Pernambucana ............................................ 1817/1821
Coroação de D. João VI
- Rei de “Brazil-Portugal-Algarve” ............................. 06-02-1818
Noites das garrafadas, no Rio de Janeiro  12-03-1821/14-03-1821
Retorno da Família Real, para Portugal ....................... 26-04-1821
Dia do Fico ................................................................ 09-01-1822


06 - Brazil - 1º Império
(de 07-09-1822 até 07-04-1831)

Proclamação da Independência .................................. 07-09-1822
Sagração e Coroação de D. Pedro I .......................... 01-12-1822
Confederação do Equador, no nordeste ....................... 1823/1824
Guerra Cisplatina, no Uruguai ................. 25-08-1825/09-09-1828
Visita de D. Pedro I ao Rio Grande de S. Pedro .................... 1827
Abdicação de D. Pedro I ao Trono do Brazil .............. 07-04-1831


07 - Brazil-Regências
(de 07-04-1831 até 23-07-1840)

Regências Trinas (provisórias) ................ 07-04-1831/17-06-1831
Regências Trinas (permanentes) ............. 17-06-1831/12-10-1835
Movimento Farroupilha,
no Rio Grande S. Pedro ........................ 19-09-1835/01-03-1845
Cabanagem, no Pará ................................................... 1835/1836
Regências Únicas .................................. 12-10-1835/23-07-1840
Independência da
República Rio-Grandense ...................... 11-09-1836/28-02-1845
Sabinada, na Bahia ................................ 07-11-1837/15-03-1838
Balaiada, no Maranhão ..................................... 13-12-1838/1841
Ciclo da borracha ........................................................ 1839/1920
Decretação da maioridade de
D. Pedro II (c/apenas 15 anos) ................................. 23-07-1840


08 - Brazil - 2º Império
(de 23-07-1840 até 15-11-1889)


Sagração e Coroação de D. Pedro II ........................ 18-07-1841
Pacificação Farroupilha,
no Rio Grande de S. Pedro ................... 28-02-1845/01-03-1845
Implantação da Monarquia Parlamentarista em nosso país .... 1847
Revolução Praieira, no Ceará ..................................... 1848/1852
Ciclo do Café (início) .......................................................... 1850
Lei da Extinção do Tráfico Negreiro .................................... 1851
Guerra do Paraguai .............................. 11-11-1864/01-03-1870
MOTIVO:
Por ordem de Francisco Solano Lopes o vapor “Marquês de Olinda” foi apreendido no Porto de Asunción (sem prévia declaração de guerra); no vapor estava o Cel. Carneiro de Campos (Presidente da Província do Mato Grosso).
1ª FASE:
Barrios e Resquim invadem, o Mato Grosso ....................... 1864
Tratado Tríplice Aliança Brazil/Argentina/Uruguai .... 01-05-1865
O Brazil envia o Almirante Barroso ao Paraguai e
ocorre a Batalha do Riachuelo ................................ 11-06-1865
Estigarribia invade o RGS, toma S. Borja ............... 12-07-1865
- Itaqui .................................................................. 17-07-1865
- Uruguaiana .......................................................... 05-08-1865
2ª FASE:
Batalha do Passo da Pátria ........................................ -04-1866
1ª Batalha de Tuiutí ............................................... 24-05-1866
Tomada de Curusú .................................................... -09-1866
Ataque de Curupaití (da retirada de Laguna) .......... 22-09-1866
Ocupação do Forte Tuiucué .................................. 22-07-1867
2ª Batalha de Tuiutí ............................................... 03-11-1867
Batalha de Itororó ................................................. 06-12-1868
Batalha do Avaí ..................................................... 11-12-1868
Batalha de Humaitá ................................................ 19-12-1868
Batalha de Lomas Valentinas .................................. 21-12-1868
Batalha de Angostura ............................................. 30-12-1868
Ocupação de Asunción .......................................... 05-01-1869
3ª FASE:
Batalha de Peribibuí ............................................... 12-08-1869
Batalha de Campo Grande ..................................... 16-08-1869
Batalha de Caraguatí .............................................. 18-08-1869
Batalha de Cerro Corá, na qual foi morto
Francisco Solano Lopes ......................................... 01-03-1870
NOTA 1:
Líderes do Brazil:
Luís Álves de Lima e Silva = Caxias – Patrono do EB
Conde D’Eu
Manuel Luís Osório – Patrono da Arma de Cavalaria do EB
Antônio de Sampaio = Patrono da Arma de Infantaria do EB
João C. de Villagran Cabrita = Patrono da Arma de Engenharia do EB
Emílio Luís Mallet = Patrono da Arma de Artilharia do EB
Joaquim Marques de Lisboa – Almirante = Patrono da Armada
Barroso – Almirante = Patrono da Marinha Mercante
Líder Argentino:
Bartholomeu Mitre
Líder Uruguaio:
Venâncio Flores
NOTA 2:
Foi o Rio Grande do Sul que forneceu toda a cavalaria, ao Exército Brasileiro.
NOTA 3:
O Paraguai ficou com pesadas dívidas para com os países aliados.
NOTA 4:
Com essa guerra, a nossa “Dívida Externa” Dobrou pela 1ª vez.
do Ventre Livre .................................................................. 1871
Regências de Dª Isabel
- 1ª (D. Pedro II foi à França) ............. 25-05-1871/31-03-1872
- 2ª (D. Pedro II foi ao Egito) .............. 26-03-1876/25-09-1877
- 3ª (D. Pedro II foi aos EUA) ............ 30-06-1887 21-08-1888
Abolição da Escravatura Negra ............................... 13-05-1888
Renomados historiadores dizem que a abolição da escravatura foi o que mais desgostou as classes dominantes.

EQUIVALÊNCIA
MONARQUIA / CLERO
Rei ou Imperador / Papa
Príncipe / Cardeal
Arquiduque / Arcebispo
Duque / Bispo
Marquês / Monsenhor
Conde Páraco
Visconde / Vigário
Barão / Padre
Súdito / Paroquiano
Escravo / Neófito


09 - Brasil - República
(de 15-11-1889 até hoje)

Proclamação de República (Campo de Santana,
Rio de Janeiro (RJ) ..................................................... 15-11-1889
Banimento da Família Imperial ..................................... 21-12-1889
Governo Provisório (primeiro) ................................................ 1891
Revolução Federalista (Guerra da Degola),
no sul ...................................................... 02-02-1893 21-10-1895
Revolta da Armada, no Rio de Janeiro ........................... 1894/1895
Revolta de Canudos, na Bahia ................................................ 1897
Política dos Governadores (início) .......................................... 1900
Revolta da Vacina ......................................................... 1904/1905
Convênio de Taubaté ............................................................. 1906
Revolta do Marinheiros, no Rio de Janeiro ............................. 1910
Guerra do Contestado, no Paraná e Stª Catarina ........... 1912/1916
I Guerra Mundial .......................................................... 1914/1918
Revolta do 18 do Forte de Copacabana,
no Rio de Janeiro ........................................................ 05-07-1922
Revoluções Sulistas, no Rio Grande de S. Pedro ........... 1923/1927
Movimento Tenentista, no Rio de Janeiro .................... 05-07-1924
Coluna Prestes, do RGS para o Brasil ................................... 1927
Revolução Liberal - fim da
República Velha ..................................... 03-10-1930/03-11-1930
Governo Provisório (segundo) ................ 24-10-1930/16-07-1934
Arroz (anos dourados) ................................................. 1930/1975
Revolução Constitucionalista,
em São Paulo ......................................... 09-07-1932/16-07-1934
Intentona Comunista ................................................... 27-11-1935
Estado Novo (implantação) .................... 10-11-1937/29-10-1945
Revolução Integralista ................................................. 11-05-1938
II Guerra Mundial ......................................................... 1939/1945
Trigo (anos dourados) ................................................... 1940/1975
PETROBRAS (criação) ......................................................... 1953
Revolta de Jacareacanga, em Mato Grosso ................. 11-02-1956
Indústria Automobilística (implantação) .................................. 1957
Conquista do Campeonato Mundial de Futebol – Suécia ........ 1958
Revolta de Aragarças, em Goiás ................................. 02-12-1959
Brasília (inauguração) ................................................. 21-04-1960
Soja (início do ciclo) .............................................................. 1960
Conquista do Bi-Campeonato Mundial de Futebol – Chile ..... 1962
Regime Militar (de exceção) .................. 31-03-1964 /15-03-1985
Conquista do Tri-Campeonato Mundial de Futebol – México  1970
Fim do AI-5 ......................................................................... 1978
Lei de Anistia Geral .............................................................. 1979
Diretas Já (campanha) .......................................................... 1984
Plano Cruzado ...................................................................... 1986
Plano Bresser ........................................................................ 1987
Nova Constituição ................................................................. 1988
Plano Collor .......................................................................... 1990
ECO-92 – Impeachment de Collor ........................................ 1992
Plano FHC ............................................................................ 1993
Plano Real ............................................................................. 1994
Conquista do Tetra-Campeonato Mundial de Futebol – EUA . 1994
Conquista do Penta-Campeonato Mundial de Futebol – Japão  2002
Falência da TRANSBRASIL .................................................. 2002
Falência da VASP .................................................................. 2005
Falência da VARIG ................................................................ 2006
Acidente com avião da GOL, em MT - (154 mortes) ... 29-09-2006
Acidente com avião da TAM, em SP - (199 mortes) .... 17-07-2007
Estamos na “Era da Informática” - (Daniel 12:4) ...................... 2008
Imoralidade, Violência, Corrupção .......................................... 2008


10 - Brasil - Presidentes
(de 1889 até hoje)

01 – Manuel Deodoro da Fonseca ...................... 15-11-1889/1891
02 – Floriano Peixoto .................................................... 1891/1894
03 – Prudente de Morais Barros .................................... 1894/1898
04 – Manuel F. de Campos Sales .................................. 1898/1902
05 – Francisco de P. Rodrigues Alves ............................ 1902/1906
06 – Afonso A. Moreira Pena ........................................ 1906/1909
07 – Nilo Peçanha ......................................................... 1909/1910
08 – Hermes Rodrigues da Fonseca (gaúcho) ................. 1910/1914
09 – Wenceslau Braz P. Gomes ..................................... 1914/1918
10 – Delfim Moreira da C. Ribeiro ................................. 1918/1919
11 – Epitácio da Silva Pessoa ........................................ 1919/1922
12 – Artur da Silva Bernardes ........................................ 1922/1926
13 – Washington Luís P. de Sousa ................................. 1926/1930
JUNTA DE GOVERNO:
Augusto Tasso Fragoso, João de Deus Mena Barreto e
Isaías de Noronha .................................................................. 1930
14 – Getúlio Dorneles Vargas (gaúcho) .......................... 1930/1945
15 – José Linhares ......................................................... 1945/1946
16 – Eurico Gaspar Dutra .............................................. 1946/1951
17 – Getúlio Dorneles Vargas (gaúcho) .......................... 1951/1954
18 – João Café Filho ..................................................... 1954/1955
19 – Carlos Coimbra da Luz .......................................... 1955
20 – Nereu Ramos ........................................................ 1955/1956
21 – Juscelino Kubitschek de Oliveira ............................ 1956 1961
22 – Jânio da Silva Quadros .......................................... 1961
23 – João Belchior Marques Goulart (gaúcho) ............... 1961/1964
24 – Pasqual Ranieri Mazzilli ......................................... 1964
25 – Humberto de Alencar Castelo Branco .................... 1964/1967
26 – Artur da Costa e Silva (gaúcho) ............................. 1967/1969
JUNTA MILITAR:
Aurélio Lyra Tavares, Augusto H. Rademaker e
Márcio de Sousa e Melo ............................................... 1969
27 – Emílio Garrastazú Médici (gaúcho) ......................... 1969/1974
28 – Ernesto Geisel (gaúcho) ......................................... 1974/1979
29 – João Batista de Figueiredo ..................................... 1979/1985
30 – José Ribamar Sarney ............................................. 1985/1990
31 – Fernando Collor de Mello ..................................... 1990/1992
32 – Itamar Franco ....................................................... 1992/1995
33 – Fernando Henrique Cardoso ................................. 1995/2002
34 – Luís Inácio Lula da Silva ........................................ 2003/2010
35 - .............................................................................. 2011- . . . .


--- ::: o ::: ---




TROPA GAÚCHA

MANGUEIO – Nesta tropa repontamos em ordem cronológica a História sintetizada do Rio Grande de S. Pedro.
Para um melhor entendimento, a História de nosso Pago está dividida em períodos distintos, que na verdade, marcam a nossa colonização.
Nesta tropa, também vislumbram-se as belas raízes da nossa tradição, sem contaminações da evolução.


01 - O Rio Grande, tchê


A História do RIO GRANDE DO SUL começa
no período da “União das Monarquias Ibéricas”.......... 1580/1640
NOSSAS DENOMINAÇÕES:
01 – São Pedro
02 – Capitania del Rei
03 – Rio Grande
04 – Província do Tape
05 – Porto de São Pedro
06 – Província del Ré
07 – Província del Rey
08 – Rio Grande de São Pedro
09 – Rio de São Pedro
10 – Colônia do Rio de São Pedro
11 – Rio de São Pedro do Sul
12 – Terra dos Tapes
13 – Governo do Rio de Janeiro
14 – Governo do Rio Grande
15 – Continente de Viamão
16 – Continente del Rey
17 – Governo do Rio Grande de São Pedro do Sul
18 – Continente do Rio Grande
19 – Continente do Rio Grande de São Pedro
20 – Continente do Rio Grande de São Pedro do Sul
21 – Continente do Rio Grande do Sul
22 – Província de Buenos Aires
23 – Capitania do Rio Grande
24 – Capitania do Rio Grande de São Pedro
25 – Capitania do Rio Grande de São Pedro do Sul
26 – Capitania de São Pedro
27 – Capitania do Rio Grande do Sul
28 – Capitania de São Pedro do Sul
29 – Capitania de São Pedro do Rio Grande
30 – Capitania de São Pedro do Rio Grande do Sul
31 – Província de São Pedro do Rio Grande
32 – Província del Rei
33 – Província do Rio Grande de São Pedro do Sul
34 – Província de São Pedro do Sul
35 – Província do Rio Grande de São Pedro
36 – Província do Rio Grande
37 – Província de São Pedro do Rio Grande do Sul
38 – Província do Rio Grande do Sul
39 – Estado Rio-Grandense
40 – Rio Grande de São Pedro do Sul
41 – Rio Grande do Sul


02 - Os Dezoito Aldeamentos
(de 1626 até 1634)


Quando o padres Jesuítas chegaram aqui, essa terra já tinha dono; eram os índios Tapes, Botocudos, Caingangues, Charruas, Minuanos, Pampeanos, dentre outros povos.

Jesuitismo inicial ......................................................... 1626 1634

Esses religiosos espanhóis da ordem dos inacianos, fundaram nesse período, os 18 aldeamentos conforme segue.

01 - SAN NICOLAS - 1ª Querência do Rio Grande
Fundador: Roque Gonzáles
Local: À margem direita do rio Piratinim, perto da
sua foz, junto ao rio Uruguai ..................................... 13-01-1626

02 - N. S. de La CANDELÁRIA
Fundadores: Roque Gonzáles e Pedro Romero
Local: Entre o rio Ijuí e o rio Piratinim, na coxílha do
Pirapó ................................................................................ 1627

03 - ASUNCIÓN
Fundador: Roque Gonzáles
Local: Ao norte do rio Ijuí (grande), sobre a fralda da
Serra, defronte ao principal passo ....................................... 1628

04 - SAN JOANES
Fundador: (não se sabe)
Local: À margem esquerda do rio Ijuí, abaixo da foz
do rio Ijuizinho, (em data não encontrada) ...........................  ?

05 - CAARÓ
Fundadores: Roque Gonzáles e Alonzo Rodrigues
Local: Ao sul do rio Ijuí, nas fraldas da coxílha do
Pirapó, entre esse rio e o rio Piratinim ...................... 22-11-1628
Nesse aldeamento os padres Roque Gonzáles e
Alonzo Rodrigues foram mortos pelos índios
Carupé, Aregoati e Maraguá (a mando do
Conde de Monsanto, que queria ser o padrinho
dos índios, para ficar com seus tesouros e mulheres),
aos ........................................................................ 15-11-1628
No dia seguinte o índio Quarabi matou o padre
Juan del Castlho, aos ............................................. 16-11-1628
Tudo começou, quando o índio Potivorá presenciou
um espanhol forçando um nativo a ser batizado.
Foi em homenagem a esses mártires do Caaró,
que o nome desse aldeamento mudou para
MÁRTIRES DEL CAARÓ.

06 - SAN JAVIER
Fundador: Ordoñez
Local: À margem esquerda do rio Icamacuã, próximo
à sua foz com o rio Uruguai (mais ou menos defronte
ao aldeamento argentino de Stº Tome) ...................... 1628/1629

07 - SAN CARLOS DEL CAAPÍ
Fundador: Pedro Molla e Filipe de Viveres
Local: No atual campo de Stº Cristo, ao norte de Stº
Ângelo, nas fraldas da Serra, ao norte do rio Ijuí
(grande) ............................................................................. 1631

08 - SAN MIGUEL
Fundadores: Cristóbal de Mendonza Orellano e
Pablo Benavides
Local: À margem direita do rio Ibiquí, no Rincão de
São Pedro, nas pontas da Serra de São Pedro ................... 1632

09 - SANTA TERESA
Fundador: Francisco Jimenez
Local: Nas pontas da vertente mais ocidental do rio
Jacuí, nas proximidades de Passo Fundo ........................... 1632

10 - SANTO TOME
Fundadores: Luiz Ernot e Manuel Berthod
Local: À margem direita do rio Jacuizinho
(afluente do rio Jaguari) .................................................... 1632

11 - APÓSTOLES DE CAAÇAPA-GUAZÚ
Fundador: Pedro Romero
Local: Entre os rios Ijuí-mirim e Ijuí (grande), nas
pontas da coxílha divisor de águas desses rios .................. 1633

12 – SAN JOSEPH
Fundadores: Inácio Romero e José Cataldino
Local: À margem direita do rio Ibicuí, entre os rios
Toropí e Jaguarí, na encosta da coxílha de São Xavier ..... 1633

13 - SAN JOAQUIM
Fundador: Juan Suarez
Local: Ao ocidente das nascentes do rio Pardo, na
Serra do Botucaraí ......................................................... 1633

14 - SANTANA
Fundador: Inácio Martínez
Local: À margem esquerda do rio Jacuí, muito
acima da foz do rio Vacacaizinho (Araricá),
logo acima do arroio Paredão ......................................... 1633

15 - NATIVIDAD
Fundador: Pedro Alvarez
Local: Nas vertentes do rio Ivaí, nas fraldas da
Serra de São Martinho ........................................ 08-09-1633

16 - JESUS MARIA
Fundador: Pedro Molla
Local: À margem direita do rio Pardo, na atual
Candelária ..................................................................... 1633
Provavelmente foi o padre Pedro Molla o tal Monge
que fugiu das tropas de Antônio Raposo Tavares,
escondendo o lendário “tesouro” no Cerro do
Botucaraí, quando esse bandeirante arrasou
essa missão, aos .................................................. 31-12-1636

17 - SAN CRISTÓBAL
Fundador: Agostinho Contreras
Local: À margem direita do rio Pardo, no lugar
chamado Cruz Alta, atual distrito do Rio Pardo
(hoje, Alto dos Goulart) .................................................. 1634

18 - SAN COSME Y SAN DAMIÁN
Fundador: Adriano Formoso
Local: À margem direita do rio Ibicuí, em suas nascentes,
na Serra de São Martinho ............................................... 1634


03 - A Bandeira de Antônio Raposo Tavares
(de 1634 até 1641)

Esse Bandeirante foi nomeado “Juiz Ordinário” e depois “Ouvidor” – títulos conferidos pelo Conde de Monsanto; Raposo Tavares devia considerações ao Conde, que queria mais índios;
isso foi em ......................................................................... 1633
Arrasou o aldeamento de San Joaquim ............................... 1634
Arrasou o aldeamento de Jesus Maria, aos .............. 31-12-1636
Embora Raposo Tavares não tenha participado do
restante da empreitada, a Bandeira prosseguiu para
o noroeste, arrasando os outros 15 aldeamentos ........ 1636/1641
Enquanto isso, Fernão Dias ataca os aldeamentos das
imediações do rio Ibicuí ...................................................... 1637
Paschoal Leite Paes ataca e é derrotado no aldeamento de
Caaçapa-guazú ................................................................... 1639
Manuel Pires ataca e é derrotado na celebra Batalha do
M’Bororé, aos ......................................................... 25-03-1641
Domingos Barbosa Calheiros ataca e é derrotado na
Batalha dos Pinhais e de Stª Teresa ..................................... 1641
Após consecutivas derrotas, a Bandeira de Antônio
Raposo Tavares retorna para São Paulo, carregada de
despojos e com mais de três mil índios cativos, em ............... 1641


04 - Terra de Ninguém
(de 1641 até 1682)

As conseqüências deixadas pelas escaramuças da Bandeira de Antônio Raposo Tavares foram desastrosas; os índios remanescentes fugiram para a banda ocidental do rio Uruguai (Vice-reino do Prata – Argentina).

O Rio Grande de S. Pedro ficou abandonado por 41 anos, como “Terra de Ninguém”.

Os jesuítas inacianos (juntamente com os índios remanescentes), não retornavam porque temiam aos bandeirantes vicentinos e estes não efetuavam nova bandeira, temendo represálias dos nativos.


05 - Os Sete Povos - (Los Siete Pueblos)
(de 1682 até 1706)


De início, somente o padre Cristóbal de Mendoza Orellano voltou ao Tape e começou a tropear, reculutando o gado já alçado (xucro) desde o arrasamento de Antônio Raposo Tavares.

Cristóbal de Mendonza Orellano é considerado o 1º Tropeiro Gaúcho (pelo lado castelhano).

Até hoje, gado sem marca e sem sinal nas orelhas é chamado de “orelhano”, talvez, por causa desse padre ou pela orelha sem sinal.

O cacique M’Bororé percebendo as tropeadas do padre Orelhano, resolveu retornar ao Tape com sua gente nativa e assim teve início a refundação dos aldeamentos de forma reduzida (de cada dois, um). Daí REDUÇÕES (então, “Sete Povos da Missão do Tape”).

1 - São Francisco de Borja ............................................. 1682
2 - São Nicolau .............................................................. 1687
3 - São Luís Gonzaga ...................................................... 1687
4 - São Miguel (a principal).
Lá foi construída uma monumental CATEDRAL
(projetada por Jean Baptista Prímoli), o mesmo que
projetou as Igrejas de San Carlos e San José de Lules,
na Argentina .................................................................... 1687
5 - São Lourenço ............................................................ 1690
6 - São João Batista (onde foi fundido o primeiro ferro,
na América do Sul ........................................................... 1697
7 - Santo Ângelo Custódio .............................................. 1706


06 - O Tropeirismo
(de 1682 até 1750)

No “Continente de São Pedro” (Rio Grande e Uruguai), houve dois tropeirismos distintos um do outro.

O 1º Tropeirismo, efetuado pelo padre Cristóbal de Mendoza Orelhano, feito das “Vacarias dos Pinhais” para as Missões;

(tropeva do leste para o oeste) .................................. 1682/1706

As Vacarias dos Pinhais situada nos campos de cima da Serra Geral, separadas das Missões pelo Mato Português e pelo Mato Castelhano.

O 2º Tropeirismo, efetuado por Cristóvam Pereira de Abreu, feito das “Vacarias do Mar” para Sorocaba, SP;

(tropeava do sul para o norte) ................................... 1732/1750

As Vacarias do Mar situada entre o rio Negro e o Oceano Atlântico (Uruguai).

Quando Cristóvam Pereira de Abreu chegava ao Canal de Rio Grande com a maré alta, estacionava a tropa e aguardava a maré baixar. Isso inspirou o tropeiro recomendar à Coroa, que se fundasse ali um FORTE (que deu origem à cidade de Rio Grande).

Ao longo do percurso de Rio Grande (RS) à Laguna (SC), o cuidadoso tropeiro deixava gado estropiado, para a tropa seguinte. Nesses locais o gado era estanciado para recuperação e isso motivou Cristóvam Pereira de Abreu sugerir à Coroa que distribuísse SESMO aos que se ocupavam de estanciar o gado estropiado e a reculutar mais o que encontrasse na redondeza.


07 - As Sesmarias
(de 1732 até1801)

A área SESMARIA vem de SESMO (que significa “terras devolutas e inesploradas).

SESMO vem de SESMA - que é a sexta parte de um “tiro de trote” (3 léguas ou 19.800 m) de um bom cavalo.

Naqueles tempos media-se campo a cavalo; cada “tiro de trote” perfazia 3 léguas e contava-se por uma “Três Maria” (a constelação).

A Coroa juntou SESMA + MARIA formando a palavra SESMARIA - advindo daí a área padrão de 3 léguas de frente ao fundo por uma légua de frente (150 quadras de campo), que era o quinhão do DOTE, legado ao SESMEIRO (quem recebia).

Só recebia SESMARIA quem entrava no beneplácito da Coroa.

O recebedor da SESMARIA aguardava o Capitão-mor (o demarcador), já de cavalo bom que troteasse mais de légua por hora.

Convencionavam um “ponto de partida – A” (foz de um arroio ou cume de um cerro, etc.) e pela manhã troteavam sobre a sombra dos cavalos, uma hora (uma légua) no rumo do poente e chegavam ao “ponto – B”.

Deste “ponto – B”, dobravam num ângulo de 90º para o rumo do que seria a gleba e troteavam três horas (3 léguas) e chegavam ao “ponto – C” – quando descansavam e fiambreavam.

Deste “ponto – C” dobravam 90º para o mesmo lado e troteavam uma hora (uma légua) e chegavam ao “ponto – D”.

Deste “ponto – D” dobravam 90º para o me4smo lado e troteavam três horas (3 léguas) e chegavam ao “ponto – A” (então, “ponto de partida – A”).

Após encerrar o tempo de trote de cada lado, o requerente solicitava (ou não), um acréscimo de alguns minutos por motivo de algum atraso, empecilho ou obstáculo que foi transposto. É por esse motivo que as estâncias e fazendas quase sempre possuem área maior do que os documentos.

Estava demarcada a área requerida: um retângulo de uma légua por três léguas (6.600m X 19.800m), perfazendo uma gleba de 150 quadras de campo.

As primeiras SESMARIAS distribuídas pela Coroa, foram:
1ª - TRAMANDAÍ – para
Manuel Gonçalves Ribeiro ................................... 24-10-1731
2ª - SAPUCAIA – para Francisco Pinto Bandeira (pai
do caudilho Rafael Pinto Bandeira) .................................. 1734
3ª - VIAMÃO – para Francisco Vicente da Fontoura ..... 1734
Vendida ao 2º dono Inácio Chaves, aos ............... 04-11-1762
4ª - GRAVATAÍ - para Sebastião Francisco Chaves ...... 1736
5ª - SANTO ANTÔNIO DA PATRULHA – para
Dionísio Rodrigues Mendes ............................................. 1737
6ª - PORTO DOS CASAIS – Jerônimo de Ornelas e
Vasconcelos .................................................................... 1738

Aos açorianos foram distribuídos
QUINTÔES de légua ............................................. 1747/1754

Depois, foram distribuías SESMARIAS aos bravos
gaúchos que lutaram para expulsar os castelhanos .....1776/1801

PADRÕES
Assim formou-se a TRADIÇÃO de Sesmarias, Estâncias, Fazendas, Quintões, Quintas, Quintais, Sítios e Chácaras:

Uma SESMARIA DE CAMPO:  3 léguas de campo sem incluir mato (6.600m X 19.800m)

Uma LÉGUA DE CAMPO:  50 quadras de campo (6.600m X 6.600m), 4.356 Ha

Uma QUADRA DE CAMPO:  60 braças de campo (132m X 6.600m), 87 Ha e 1.200m²

Uma BRAÇA DE CAMPO:  10 palmos de campo (2,2m X 6.600m), 1 Ha e 4.520m²

Um PALMO DE CAMPO:  22cm X 6.600m = 1.452m²

Um QUINTÃO:  1/5 de légua de campo = 871 Ha e 2.000m²

Uma QUINTA:  1/5 de quadra de campo = 17 Ha e 4.240m²

Um QUINTAL:  1/5 de quadra quadrada = 3.484m²

Uma QUADRA QUADRADA:  (132m X 132m) = 17.424m²

ESTÂNCIA:  de uma a três léguas de campo.

FAZENDA:  de 10 a 50 quadras de campo.

SÍTIO:  uma pequena fração de terras e pode servir para pequena criação ou lazer.

CHÁCARA:  uma pequena fração de terras que pode servir para criação ou produção de horti-fruti-granjeiros.

GRANJA:  uma fração de terras que pode servir para criação ou lavoura.


08 - Imigração Açoriana
(de 09-08-1747 até 1754)

O Brigadeiro José da Silva Paes solicitou ao Rei de Portugal a vinda de IMIGRANTES, para povoar o Continente de S. Pedro,
em .................................................................................... 1742

Inicialmente vieram 585 casais, totalizando
2.278 imigrantes, dos Açores e da Ilha da Madeira
e aqui chegaram, aos .............................................. 09-08-1747

Foram divididos em grupos de 60 casais e distribuídos em “arranchamentos” que deram origem às primeiras povoações gaúchas.

Cada casal recebeu um QUINTÃO de terras.

Cada rancheiro recebeu ferramentas e apetrechos; foi quando iniciou-e o plantio de “trigo” no Rio Grande de S. Pedro e nos tornamos o “Celeiro do Brazil”.

Cada mulher (maior de 12 anos e menor de 25 anos), receberia um DOTE de 2:400$000 Réis (a história diz que essa promessa nunca foi cumprida pela Coroa).

Eram pessoas de temperamento tradicional; preservavam a honra pela palavra empenhada e traziam um sotaque de “falar quinhentista” dos tempos de Camões.

Eram saudosistas nos hábitos e costumes - daí, a fidalguia tradicional e a hospitalidade do gaúcho.

Dentre suas danças, tinha uma que era exclusividade da filha do rancheiro dançar – era a rancheira.

Conta-nos a tradição, que havia um moço muito dançador, porém, muito encabulado e que arrastava asa por uma percanta chamada Rita. Quando seus compatriotas insistiam para que ele dançasse, ele dizia: “Só se for com a Rita!” - ao que os demais bradavam: “Chama a Rita” - daí, a dança “Chama a Rita” ou “chamarrita”.


09 - Primeiras Povoações Gaúchas
(de 1732 até 1820)

Pelo lado luso-brasileiro, as primeiras povoações gaúchas foram:

1 - RIO GRANDE
Formação inicial .............................................................. 1732
Freguesia ............................................................. 06-08-1736
Fundação oficial ................................................... 27-09-1736
Forte Jesus-Maria ................................................ 19-02-1737
Capital do Continente de S. Pedro ......................... 1737/1763
Autonomia municipal ....................................................... 1809

2 - PORTO ALEGRE
Formação inicial ............................................................. 1736
Porto dos Casais ............................................................ 1752
Porto Alegre ........................................................ 26-03-1772
Capita de S. Pedro do Rio Grande, desde ............ 25-07-1773
Autonomia municipal ....................................................... 1809

3 - SANTO ANTONIO DA PATRULHA
Autonomia municipal ....................................................... 1809

4 - RIO PARDO
Formação inicial .............................................................. 1732
Freguesia ........................................................................ 1749
Forte “Jesus Maria José” ................................................. 1751
Vila do Príncipe ............................................................... 1804
Autonomia municipal ............................................. 07-10-1809
Cidade ............................................................................. 1846

5 - CACHOEIRA
Guarda do Jacuí - Formação inicial .................................. 1753
Forte “S. Nicolau” ........................................................... 1754
Aldeamento de índios ...................................................... 1756
Arranchamento “Povo Novo” .......................................... 1757
Capela “S. Nicolau” ........................................................ 1760
Freguesia “N. S. da Conceição” ........................... 10-07-1779
Vila Nova de S. João da Cachoeira ...................... 08-02-1819
Autonomia municipal ............................................. 05-08-1820
Cidade ................................................................. 10-01-1860
Capital Nacional do Arroz ..................................... 09-03-1941
Cachoeira do Sul ................................................... 29-12-1944

6 - PELOTAS
Autonomia municipal ........................................................ 1835

7 - VIAMÃO
Capela ............................................................................. 1741
Sediou a Capital do Continente de S. Pedro ............ 1763/1773
Vila .................................................................................. 1767
Cidade ............................................................................. 1938


10 - Guerra Guaranítica
(de 1754 atá 1756)

A Colônia do Sacramento (desde sua fundação em 1680), acendera guerra quase contínua entre Portugal e Espanha, na disputa de territórios.

Para acabar com essa disputa, as coroas firmaram o

Tratado de Madrid ................................................ 13-01-1750

O 1º Marco da Linha Divisória desse Tratado de
Madrid, foi cravado no Monte Castilho Grande
(Uruguai), aos ........................................................ 29-10-1752

O 2 º Marco foi cravado no Monte dos Reis (Uruguai) e os índios se revoltaram dizendo que aquela Terra tinha dono;  eram eles os donos.
Enquanto os exércitos de Portugal e Espanha prosseguiam na demarcação, Sepé Tiarajú preparava-se para a guerra.

Queimou e exterminou quase toda a guarnição do
Forte de S. Nicolau, em Cachoeira, aos .................. 20-01-1754

Depois desse episódio atacou o
Forte Jesus Maria José no Rio Pardo, aos .............. 29-04-1756

Os dois exércitos ibéricos se uniram em Stª Tecla,
em Bagé, para guerrear contra os guaranis de
Sepé Tiarajú, aos ................................................... 16-01-1756

Os aliados atacaram os guaranis no sopé da
Coxílha Stª Tecla, em S. Gabriel, sendo morto o
Sepé Tiarajú, por D. José Joaquim Viana (J. J. Viana),
governador de Montevidéu, aos ............................. 07-02-1756

No dia seguinte à essa batalha, os aliados retornaram
ao local do encontro à procura do tal Sepé, cujo
cadáver foi achado, tendo em seus bolsos “duas cartas”
enviadas pelo maior-domo Valentim Hamiguá.
Numa havia recomendações que nunca deixassem
da devoção à Virgem Maria e na outra recomendava
que nunca fizessem negociações com os brancos,
porque eram falsos até com seus Reis.
Isso foi aos ............................................................ 08-02-1756

Com a morte de Sepé, assumiu o comando do restante
dos índios, o cacique Nicolau Nhenguirú III, que
comandou a batalha final, conhecida como Massacre
(ou chacina) do Caibaté, ocorrida aos .................... 10-02-1756

O último reduto dos guaranis, caiu aos ................... 16-05-1756


11 - Domínio Espanhol
(de 1763 até 1776)

O Marquês de Pombal deu um passo arriscado, decretando a expulsão dos padres Jesuítas vicentinos
(portugueses, da Companhia de Jesus, do Brazil, em .. 1759

A Corte de Lisboa (Portugal) já havia criado o Governo Militar do Rio Grande de S. Pedro,
aos ................................................................. 09-09-1760

Os portugueses, sabedores do plano de D. Pedro de Ceballos (governador de Buenos Aires), seguiram
instruções do Conde de Bobadela ao coronel Thomas Luís Osório, iniciando a construção do Forte de
Stª Teresa (Uruguai), em fins de ................................. 1762

Os Jesuítas inacianos (castelhanos), só foram afastados do
Vice-Reino do Prata, em ........................................... 1767

O governador Inácio Elói Madureira, deixara de preparar a defesa de Rio Grande, mesmo sendo advertido pelos guapos Francisco Pinto Bandeira e Rafael Pinto Bandeira.

O coronel Thomas Luís Osório teve notícia de que Ceballos vinha em marcha reforçada, escrevendo ao Cel
Madureira, em abril de .............................................. 1763

Ceballos toma o Forte de Stª Teresa, aos ....... 19-04-1763

Ceballos invade, saqueia e toma Rio Grande ... 30-04-1763

Ceballos, toma S. José do Norte, aos ............. 12-05-1763

Com tais derrotas, Madureira foge com a capital (documentos),
para Viamão, em ....................................................... 1763

Pela omissão, o coronel Tomas Luís Osório (agiu em acordo com Ceballos), foi enviado para Lisboa (Portugal), onde, após uma Devassa (processo de investigação), foi
enforcado, aos ................................................ 21-04-1768

O coronel José Marcelino de Figueiredo foi designado para substituir o coronel Inácio Elói Madureira,
chegando em Viamão, aos .............................. 23-04-1769

O coronel Madureira perde o cargo, em .................... 1771

O coronel Marcelino reassume o cargo, em ............... 1773

Marcelino transfere a capital de Viamão, para
Porto Alegre, aos ........................................... 25-07-1773

D. Juan José Vértiz y Salcedo avança por terra, pela cabeceira do Rio Negro (Bagé) e reedifica o
Forte Stª Tecla, em ................................................... 1773

As tropas de Salcedo marcham para atacar Rio Pardo e são derrotados por Rafael Pinto Bandeira nos pântanos da Fazenda do Espinilho
(hoje, Pantano Grande - RS) .......................... 14-01-1774

A Coroa portuguesa socorreu-se da Frota Inglesa (sob o comando de Mac Dowall, seguindo os planos do general Böhn), que bloqueia a entrada de
Rio Grande, em ........................................................ 1775

Com o importante auxílio dos ingleses, as nossas tropas (por terra), retomam Rio Grande,
em ............................................................................ 1776


12 - Indústria Primitiva
(de 1777 até 1930)


Percebeu-se que as tropeadas eram onerosas e demoradas, da Colônia do Sacramento (por Laguna, SC) até Sorocaba (SP). Entretanto, nas Vacarias do Mar desenvolvia-se a captura do gado selvagem, por índios-vagos apelidados de Gaudérios, que passaram a ser contratados para courear o gado (já que o couro era a mercadoria que mais interessava aos europeus, no momento), porém, deveria ser “curtido com sal” para não estragar.

O CURTUME foi a 1ª indústria que surgiu na
Cisplatina, em .............................................................. 1750

Tanto na Cisplatina, como no Rio Grande de S. Pedro, a carnificina era enorme. Isso chamou a atenção de ricos empreendedores mineiros e cearenses, que vieram pra cá com o objetivo de aproveitar aquele desperdício de carne, resolvendo implantar aqui um outro tipo de indústria.

Se, na Cisplatina, o SALADEIRO foi a 2ª indústria, no Rio Grande de S. Pedro, a CHARQUEADA foi a 1ª indústria.

No Rio Grande de S. Pedro as CHARQUEADAS foram fundadas:

A 1ª por José Pinto Martins ............................................ 1777
A de Pelotas ................................................................... 1778
A de Jaguarão ................................................................ 1780
A de Bagé (Stª Teresa) ................................................... 1790
A de Cachoeira (Paredão) ................................... 30-09-1878

Foi na época das charqueadas que aqui no Rio Grande de S. Pedro, ocorreu a nomeação de Manuel Xavier Simões, como . . .
1º Professor Primário ...................................................... 1778

As Charqueadas foram substituídas pelos Frigoríficos,
à partir de ....................................................................... 1930


13 - Campos Neutrais
(de 1777 até 1801)


O acerto final das brigas entre Portugal e Espanha, pela posse dos territórios, o último acerto foi o
“Tratado de Stº Ildefonso”, aos .......................... 01-10-1777

A principal inovação foram os CAMPOS NEUTRAIS, que consistia no estabelecimento de uma linha imaginária que começava na foz do Arroio Chuí, subindo por este até à margem ocidental da Lagoa Mirim seguindo por esta até o Rio Piratiní, subindo pela sua principal nascente até a Coxílha de Stª Tecla, seguindo demarcando uma faixa de terras neutras de uma légua (mais ou menos) e por esta até a Boca do Monte (Stª Maria).

Na Boca do Monte (Stª Maria), os Exércitos demarcadores se acamparam por 14 anos,
onde hoje é a Rua do Acampamento .......... 15-04-1787/1801

Os espanhóis fundaram S. Gabriel, em ........................... 1801

Da Boca do Monte, subia a Serra Geral e seguia demarcando a tal faixa de terras neutras (mais ou menos por onde passa a malha ferroviária), seguindo até Cruz Alta, e daí até Stª Bárbara do Sul, despontava as nascentes do Rio Ijuí atingindo a nascente principal do Rio Turvo e por este até sua foz junto ao Rio Uruguai . . .

O Tratado de Stº Ildefonso foi confirmado pelo
“Tratado de Amizade e Garantia”
(ou, De La Granja), aos ...................................... 11-03-1778

Foi nessa época que a Coroa portuguesa enviou ao Rio Grande S. Pedro, o padre Francisco Roiz Prates com a missão de instalar e dirigir (em terras do Rincão de Canguçu) a REAL FEITORIA DO LINHO CÂNHAMO, no Faxinal da Courita (hoje, S. Leopoldo).


14 - A  Conquista dos Sete Povos
(08-09-1801)


No início do século XIX, a população do Rio Grande de S. Pedro já passava dos 30 mil viventes espalhados em Estâncias e povoados, que cresciam e prosperavam, contrastando com a pobreza dos Sete Povos.

Enquanto isso, na Europa, Portugal e Espanha firmavam o
“Tratado de Badajoz, aos ................................... 06-06-1801

A gauchada aqui, ansiava por uma desforra contra os castelhanos que os haviam dominado por longos
13 anos ............................................................... 1763/1776

Por aqui, ninguém sabia da assinatura do tal “Tratado de Badajoz” e o governador Veiga Cabral mobilizava seus escassos recursos, convocando milicianos, anistiando desertores e chamando às fileiras, antigos soldados excluídos dos Dragões.

O desinformado governador Veiga Cabral, julgando-se preparado, proclamou o
ESTADO DE GUERRA, aos ........................... 17-08-1801

Um dos anistiados foi o cabo José Borges do Canto, vaqueano e perfeito conhecedor dos Sete Povos, desertor que vivia tropeando naquelas querências, galanteando filhas de Caciques e conquistando a amizade de Morubixabas.

Diante da oportunidade de ser anistiado, Borges do Canto (nascido no povo de Cachoeira, Rio Pardo), apresentou-se ao Comando dos Dragões.

Borges do Canto recebeu além da anistia, armas, munições, instruções e objetivos da campanha, com plena liberdade para engajar a seu serviço, homens desejosos de colaborar com a Coroa de Portugal.

Campeou e logo conseguiu 40 paisanos, com os quais partiu de Rio Pardo (tendo como seu imediato Gabriel de Almeida Ribeiro).

Em Cachoeira, recebeu a adesão dos irmãos Francisco Carvalho, Felipe Carvalho e Luís Carvalho – saindo daqui já com 70 paisanos.

Ao passar pela Boca do Monte (Stª Maria), a sua tropa já contava com mais de 130 guapos guerreiros, além da companhia de Manuel dos Santos Pedroso (1738-1816), conhecido por Maneco Pedroso.

Em Stº Inácio e S. João Mirim, Borges do Canto conseguiu a adesão de mais 300 índios valentes que engrossaram a sua tropa.

Segundo Aurélio Porto (historiador cachoeirense), Borges do Canto usou de uma astúcia simples: sabedor dos descontentamentos dos guaranis, valeu-se das antigas amizades com os Caciques e Morubixabas (seus sogros), conseguindo suas adesões e não perdendo nenhum combate.

Enquanto prosseguia vencendo todos os redutos castelhanos, as notícias de suas vitórias chegavam ao Rio Pardo.

A última vitória foi contra o reduto de S. Miguel, quando Borges do Canto impôs cerco de três dias e o governador castelhano capitulou, aos ................. 08-09-1801

E assim o nosso Pago aumentou na base da raça desse Taura.


15 - O Caudilhismo Gaúcho
(de 1801 até 1825)


Com a rápida conquista dos Sete Povos das Missões pelos gaúchos, os castelhanos passaram a nutrir mágoas, despertando na banda oriental do Rio Uruguai (Cisplatina), um sentimento de revanche.

Surgiu na Pampa Oriental José Gervásio Artigas (El Protector de Los Pueblos Libres).

Com a incorporação dos Sete Povos das Missões, o Rio Grande
de S. Pedro foi elevado à CAPITANIA, em ................. 1807

D. João - Príncipe Regente( depois, D. João VI ), ordena que se crie os municípios de Porto Alegre, Rio Grande,
Stº Antônio da Patrulha e Rio Pardo, em ...................... 1809

Outra criação de D. João, foi o
Exército Pacificador, em .............................................. 1810

Na Capitania do Rio Grande, passou a revelar-se um espírito forte de CAUDILHISMO.

Nossas tropas invadem a Banda Oriental (sob o comando de D. Diogo de Sousa) e marcham sobre
Montevidéu, em .......................................................... 1811

A mando de D. João (o Príncipe Regente), Carlos Frederico Lecor invade e toma triunfalmente
Montevidéu, aos .............................................. 20-01-1817

Depois, as tropas gaúchas aniquilam as tropas de Latorre (comandante artiguista), na
Batalha de Tacuarembó, em ....................................... 1820

Com as sucessivas vitórias gaúchas, foi criada por D. João a

PROVÍNCIA CISPLATINA, aos .................. 18-07-1821


16 - Imigração Alemã
(a 1ª chegou em PA aos 18-07-1824 e SL aos 25-07-1824)


Diante das constantes lutas no sul do Brazil, o Império Brasileiro resolveu que o Continente de S. Pedro fosse povoado por IMIGRANTES. Como a Imperatriz Dª Leopoldina era de sangue Habsburgo-Lorena (germânica), ela “puxou a brasa para o seu assado” e recomendou ao seu esposo D. Pedro I – que os imigrantes fossem de origem alemã e assim foi.

Inicialmente vieram para habitar o nosso chão gaúcho, 126 pessoas que foram encaminhadas para a “Real Feitoria do Linho Cânhamo” (7 ou 8 léguas acima de Porto Alegre),
aos ............................................... 18-07-1824/25-07-1824

Em homenagem à Imperatriz Dª Leopoldina, os imigrantes passaram a chamar aquele local, de S. Leopoldo.

Depois, novos grupos de imigrantes alemães chegaram e foram distribuídos nos vales dos rios Sinos, Caí, Taquari, Jacuí e Ijuí.

A maioria dos imigrantes eram operários e isso muito contribuiu para o desenvolvimento de S. Leopoldo, Novo Hamburgo, Sapiranga, Nova Petrópolis, S. Sebastião do Caí, Taquari,

Augusto Pestana, Estrela, Lajeado, Venâncio Aires, Stª Cruz do Sul, Candelária, Agudo, Cachoeira do Sul e outras querências do Pago gaúcho.


17 - Guerra Cisplatina
(05-02-1825 / 09-09-1828)

O governo de Buenos Aires dirige uma nota ao Brazil, reclamando a restituição da Cisplatina. Vendo burlado os seus anseios, os castelhanos rompem relações oficiais com o Governo Brasileiro, aos ................................................................. 05-02-1825

Antônio Lavalleja lidera 33 patriotas, invade a Cisplatina, estabelece quartel-general em Florida e proclama a Independência do Uruguai, aos ..................... 25-08-1825

Logo as forças de Fructuoso Rivera, logram vitória no Rincão de las Gallinas e Lavalleja vence o coronel Bento Manuel Ribeiro na Batalha de Sarandy.

Animada por esses resultados, a Argentina anexou a Cisplatina a seus territórios e declara guerra ao Brazil.

As tropas brasileiras não logravam vitórias. Isso determinou a vinda de D. Pedro I ao teatro de operações de guerra, em ............................................................. 1826

O Imperador não entendia o espírito emancipatório que reinava entre os gaúchos, determinando que o
general Felisberto Caldeira Brant (Marquês de Barbacena), assumisse o Comando em Chefe do Exército Brasileiro, aos .................................................. 01-01-1827

Barbacena revelou-se um péssimo estrategista militar, quando comandou a triste Batalha de Ituzaingo (Passo do Rosário), nas margens do Rio Stª Maria (próximo a Rosário do Sul),
aos .................................................................. 20-02-1827

Lavalleja à frente de 7.000 homens invade o Rio Grande, por Jaguarão;  porém, Lecor com 5.000 homens repele-o no Arroio das Canas, aos .................. 15-04-1828

Seguiram-se outras façanhas: a flotilha brasileira travou um combate naval na Lagoa Mirim, aprisionando a canhoneira “Lavalleja” e Rivera invade as Missões, apoderando-se delas.

Iniciaram-se as negociações de Paz, por intermédio de Manuel Garcia, que não foram aceitas pela Argentina.

Entretanto, o Ministro Inglês Mr. Gordon, conseguiu a
Paz definitiva, aos ............................................ 27-08-1828

Brazil reconheceu a
Independência do URUGUAI, aos .................. 09-09-1828

Para uma melhor divisão entre a Capitania do Rio Grande de S. Pedro e o Uruguai, o Dr. José Maria da Silva Paranhos (o Advogado das Fronteiras), sugeriu e os dois países (Brazil e Uruguai) aceitaram o estabelecimento das atuais fronteiras, pelo que, esse ilustre brasileiro recebeu o título nobiliárquico de
Barão do Rio Branco, em ........................................... 1888


18 - Agitação Gaúcha
(de 1828 até 1835)


O soldado gaúcho estava muito descontente com o Império Brasileiro, por confiar o comando da tropa, aos protegidos da Corte – Barbacena e outros . . .

Juan Manoel Rosas (Ditador Argentino), passou a enviar emissários aos gaúchos, na ânsia de ver aqui uma outra Cisplatina. Dentre os enviados, destacamos o Conde Zambecari (secretário de Bento Gonçalves da Silva), Giuseppe Garibaldi, Louigi Rossetti e até uma linda mulher chamada Dª Ana de Monterosso (porque sabia de Bento e Sousa Neto , serem muito mulherengos).

As idéias libertárias tomaram um maior vulto quando o Imperador D. Pedro I abdicou ao trono do Brazil,
aos ................................................................. 07-04-1831

As Regências Brasileiras nomearam para a presidência da Província gaúcha o Dr. José Mariano de Mattos,
aos ................................................................. 24-10-1833

Novo presidente é nomeado para mandar nos gaúchos, o
Dr. Fernandes Braga, aos ............................... 02-05-1834

Os reacionários (pica-paus) guiados por Pedro Chaves, impedem pela força os festejos dos liberais,
aos ................................................................. 24-10-1834

Seguiu-se uma tremenda perseguição aos militares descontentes com o Império Brasileiro, tais como Bento Gonçalves, Bento Manuel, José Mariano, dentre outros.

Pela imprensa, ia cada vez mais acesa a luta entre os partidos; multiplicavam-se as Sociedades Secretas (Maçonaria).

Em Rio Pardo foi assassinado Casimiro Cirne (Juiz de Paz);  Enfim, tudo pressagiava uma tremenda luta que ia ser travada no Rio Grande de S. Pedro.


19 - Movimento Farroupilha
(de 19-09-1835 ate 01-03-1845)

Esse Movimento custou o sacrifício de muitas vidas ao Império Brasileiro e ao Rio Grande de S. Pedro. Foi a luta inter brasileira de maior duração.

INFLUÊNCIAS
Independência dos EUA ................................... 04-07-1776
Inconfidência Mineira ............................... 1789/21-04-1792
Conjuração Baiana ............................................. 1797/1798
Independência do Brazil .................................... 07-09-1822
Independência do Uruguai ................................. 25-08-1825
Os constantes oferecimentos de Juan Manuel Rosas
(Ditador da Argentina), aos gaúchos ............................. 1828

CAUSAS
- Um regime fiscal iníquo do Império Brasileiro para com os gaúchos – com excessivos impostos.
- O desgosto do soldado gaúcho pelos revezes sofridos na Cisplatina, decorridos pelo mau comando de imperiais lá de cima.
- Por aqui o Império Brasileiro não edificava escolas de 1ª grandeza.
- Por aqui o Império Brasileiro não construía estrada e pontes.
- Os imperiais acusavam os estancieiros de possuírem enormes áreas improdutivas.
- O espírito guerreiro do gaúcho aguçava-se cada vez mais. Essa raça de centauros, que sabia manejar com maestria a lança e a espada, percebeu que podia conquistar pelas armas o que não conseguia pela palavra. Era a ânsia da  "Liberdade – Igualdade – Humanidade"

ERUPÇÃO DO MOVIMENTO
Em torno de 400 valentes e hábeis revolucionários reuniram-se em Viamão, formando duas companhias de
200 homens cada, liderados por Vasconcelos Gomes Jardim e Onofre Pires - partiram para o
Ataque a Porto Alegre, aos ............................... 19-09-1835

ENTENDA-SE POR
Movimento Farroupilha ................. 19-09-1835/01-03-1845
Revolução Farroupilha .................. 20-09-1835/10-09-1836
Guerra Farroupilha ........................ 11-09-1836/28-02-1845

PRINCIPAIS VITÓRIAS FARROUPILHAS
Tomada de Porto Alegre .................................. 20-09-1835
Tomada de Pelotas ........................................... 07-04-1836
Batalha do Seival (Bagé) ................................... 10-09-1836
Tomada de Triunfo ........................................... 12-08-1837
Combate do Barro Vermelho e
Tomada de Rio Pardo ...................................... 30-04-1838

PRINCIPAIS DERROTAS FARROUPILHAS
Retomada de Porto Alegre ............................... 15-06-1836
Batalha do Fanfa .............................................. 04-10-1836
Ataque a S. José do Norte ............................... 16-07-1840
Combate do Ponche Verde .............................. 26-05-1843
Combate do Cerro da Palma ............................ 04-12-1843
Combate do Cerro dos Porongos ..................... 14-11-1844
Combate do Batoví .......................................... 26-12-1844

GRANDE FAÇANHAS
Proclamação da Independência da
República Rio-Grandense ................................. 11-09-1836
Eleição presidencial .......................................... 06-11-1836
Criação da Bandeira Republicana ..................... 12-11-1836
Chegada de Bento Gonçalves, fugido da Bahia . 10-09-1837
Bento Gonçalves assume a
Presidência da República .................................. 16-11-1837
Criação do Hino Rio-Grandense ....................... 05-05-1838
Criação do jornal “O POVO”
(órgão oficial da República) .............................. 01-09-1838
Viagem por terra dos lanchões
Seival, Farroupilha e Caçapava ..... 05-07-1839/14-07-1839
Proclamação da
República Catarinense (Julhana) .... 24-07-1839/15-11-1839
Fundação de Uruguaiana .................................. 18-11-1841
Duelo Farroupilha ............................................ 27-02-1844
Regresso da Corte (RJ), de
Antônio Vicente da Fontoura – Embaixador
Plenipotenciário, com as 12 Concessões .......... 25-02-1845

CAPITAIS FARROUPILHAS
1ª - Piratiní .................................. 06-11-1836/07-01-1839
2ª - Caçapava ............................. 09-01-1839/30-05-1840
Itinerante:
Bagé, S. Gabriel e Rosário .......... 31-05-1840/14-07-1842
3ª - Alegrete ............................... 15-07-1842/28-02-1845


20 - Questões com os Países do Prata
(de 1845 até 1865)


Enquanto a Cisplatina esteve incorporada ao Brazil, muitos gaúchos lá se estabeleceram com estâncias e fazendas.


Duas facções entraram em luta, ocasionando desordens na fronteira com o Rio Grande de S. Pedro:
BLANCOS - de Manuel Oribe
COLORADOS - de Fructuoso Rivera

O gaúcho Francisco Pedro de Abreu (Barão do Jacuí) reuniu e armou uma força para invadir o Uruguai (Estado Oriental).

Oribe enviou forças castelhanas para reprimir os
brasileiros, em ............................................................ 1849

Brazil e Uruguai firmam o Tratado de Limites, fixando a
fronteira sob a orientação do “Barão do Rio Branco” .. 1851

O Brazil não reconhecia Oribe como presidente do Uruguai, pois este, era apoiado por Juan Manuel Rosas
(ditador argentino, que continuava alimentando a idéia de anexar o Rio Grande de S. Pedro à Argentina).

O Brazil alia-se com Justo José de Urquiza (governador da província de Entre-Rios - Argentina), que se alçara contra Rosas e alia-se também com Rivera, contra Oribe.

O Brazil nomeia Caxias, General-em-chefe dos Exércitos aliados contra Oribe e o Uruguai foi invadido, sendo que Montevidéu foi cercada por nove anos.

Seguiu-se a guerra contra Rosas, que foi completamente vencida na “Batalha de Monte Caseros” (ou
Batalha de Morón), aos .................................... 03-02-1852

Outra luta que houve no Uruguai, foi a de Athanasio Cruz Aguirre (Blanco), contra Venâncio Flores
(colorado), em ............................................................ 1864

Aguirre dominava Montevidéu, Salto e Paysandu - e Flores Dominava o resto do Uruguai.

Brasílio Muñoz e Aparício Timóteo invadem o Rio Grande de S. Pedro, por Jaguarão. As força brasileiras e uruguaias (coloradas) atacam Montevidéu, entregando a capital e o governo uruguaio ao general Flores,
pondo fim a este Caudilho ............. 27-01-1865 27-01-1865


21 - Invasão Paraguaia ao Rio Grande
(1865)

Brazil, Argentina e Uruguai firmaram o
“Tratado da Tríplice Aliança, em ........................ 01-03-1865

Antônio de La Cruz Estigarribia (Ten-cel paraguaio), invade o Rio Grande de S. Pedro, atacando, tomando
e saqueando S. Borja, aos ................................. 12-07-1865

Estigarribia, invade, toma e saqueia Itaqui, aos ... 17-07-1865

Estigarribia, invade, toma e saqueia Uruguaiana,
aos .................................................................... 05-08-1865

RENDIÇÃO do Ten-cel. Antônio de La Cruz Estigarribia.
Esse audacioso militar paraguaio é rendido em Uruguaiana, na presença de D. Pedro II (Imperador do Brazil) e dos presidentes Bartholomeu Mitre (Argentina) e Venâncio Flores (Uruguai).
Ele entrega a sua espada ao nosso Ministro da Guerra - Ângelo Muniz da Silva (Barão de Uruguaiana),
aos .................................................................... 18-09-1865


22 - Questões Políticas
(1868)

Desde a abdicação de D. Pedro I, em favor de seu filhos, o Príncipe D. Pedro De Alcântara, apareceram “três correntes ideológicas” que teve como conseqüência a fundação de “três partidos políticos”:

Partido RESTAURADOR - que pugnava pela volta de D. Pedro I;

Partido REPUBLICANO - que desejava a abolição da monarquia;

Partido LIBERAL - que pregava a reforma da Constituição, conservando a monarquia. Esse partido subdividiu-se em “Moderados” e “Exaltados”.

Com a aprovação do ATO ADICIONAL, separaram-se definitivamente os partidos que iam disputar o poder durante a existência da monarquia e passaram a desfraldar seus “estandartes” com cores específicas, como segue:

Partido CONSERVADOR (Imperialista), adotou a cor verde (dos Bragança);

Partido LIBERAL (Reformista), adotou a cor vermelha (do Clube da Reforma);

Partido MODERADO (Mediador) adotou a cor amarela (dos Habsburgo-Lorena).

Gaspar Silveira Martins (advogado) e Félix Xavier da Cunha (poeta), resolveram fundar na Província do Rio Grande de S. Pedro, o “Partido Liberal Histórico”, em  1868

O “Partido Liberal Histórico” pugnava pela “Monarquia Federativa”. Seus adeptos fundaram o jornal A Reforma (no Rio Grande de S. Pedro) e com a queda da monarquia, o partido passou a ser chefiado por Gaspar Silveira Martins, que mais tarde liderou os maragatos (do lenço encarnado).


23 - Revolta dos Mucker
(de 1872 até 1874)

Em Sapiranga (RS), situava-se o sítio “Ferrabraz”, onde havia um colono chamado João Jorge Mauer que era analfabeto e que receitava “homeopatia”, para uma numerosa clientela chamada de
MUCKER, desde ..................................................... 1872

Sua mulher chamava-se Jacobina Mauer que auxiliava o marido e certa feita apresentou-se vestida de branco ao pastor Klein (luterano) e este prostrou-se de joelhos, adorando-a,
aos ................................................................. 19-05-1872

A polícia veio prender o casal e os MUCKER (que quer dizer Hipócritas), resistiram fazendo trincheiras na casa do casal.

Diante de desordens que vinham ocorrendo na colônia, atribuídas aos MUCKER, o Dr. João Pedro Carvalho de Moraes (Presidente da Província do Rio Grande de S. Pedro) seguiu para Sapiranga, acompanhado por 100 soldados de infantaria comandados pelo coronel Genuíno Olympio de Sampaio e então começa a “Guerra dos Mucker”,
aos ................................................................. 28-06-1874

A artilharia reforça um novo ataque, quando o casal foge e o coronel Genuíno morre,
aos ................................................................. 19-07-1874

Jacobina foi morta numa ação militar e João Jorge apareceu enforcado.

O golpe final contra os MUCKER só foi dado pelo capitão Santiago Dantas,
aos ................................................................. 02-08-1874


24 - Imigração Italiana
(de 1870 até 1889)

Com a extinção do tráfico negreiro, o Brazil passou a enfrentar o problema da falta de mão-de-obra. A solução foi a vinda de imigrantes italianos, sugerida pela Imperatriz Dª Teresa Cristina (que era italiana, siciliana).

O Presidente da Província do Rio Grande S. Pedro, cria as Colônias “Conde D’Eu” (Garibaldi e Carlos Barbosa) e “Dª Isabel” (Bento Gonçalves),
aos .................................................................. 24-05-1870

A colônia de “Caxias” foi criada em ............................ 1875

As emancipações aconteceram entre .................. 1882/1889


25 - Outras Imigrações
(de 1886 até 1940)

Após a chegada dos peninsulares, vieram diversas imigrações européias e asiáticas, tais como:

Poloneses e Russos ..................................................... 1886

Israelitas ...................................................................... 1904

Japoneses .................................................................... 1908

Sírios, Libaneses e Palestinos ....................................... 1940


26 - A Maçonaria Gaúcha
(1832)

Essa organização filantrópica internacional desenvolveu-se em S. Pedro do Rio Grande, com Gabinetes de Leitura, Bibliotecas, Escolas e Jornais.

A Sociedade Literária Continentina, organizou-se como
Loja Maçônica FILANTROS e LIBERDADE, em ..... 1832

Todas as importantes cidades gaúchas, têm suas lojas, oficinas e seus triângulos, dentre as quais: Rio Grande, Porto Alegre, Stº Antônio, Rio Pardo, Cachoeira, Pelotas, Cruz Alta, Piratiní, Caçapava, Alegrete, etc.

Antes haviam somente as correntes azul e encarnada: agora há também, as correntes verde e amarela.

À corrente azul, pertenciam: Caxias, Canabarro, dentre outros.

À corrente encarnada, pertenciam: Bento Gonçalves, Sousa Neto, dentre outros.

Os traços da maçonaria são visíveis até na bandeira do Rio Grande do Sul. O “barrete frígio” (emblema dos maçons e republicanos franceses), as duas colunas de Salomão, os 4 triângulos, as cores (verde, vermelha e amarela). E a legenda gaúcha “Liberdade, Igualdade, Humanidade” inspirada na legenda maçônica francesa “Liberdade, Igualdade e Fraternidade”.


27 - O Republicanismo Gaúcho
(de 1882 até 1889)

No Rio de Janeiro, estudantes gaúchos fundaram o “Clube 20 de Setembro” (centro de irradiações das idéias republicanas, para todas as províncias.

A 1ª Convenção Republicana foi em
Porto Alegre, aos .............................................. 23-02-1882

O 1º Número do jornal “A Federação” saiu à luz, no
RGS, em ........................................................... 01-01-1884

Manuel Deodoro da Fonseca quando foi
Presidente da Província do Rio Grande de S. Pedro,
já era republicano, em .................................................. 1886

Um fato que fortificou o Republicanismo no RGS, foi a Abolição da Escravatura, que motivou “Vivas” à República e a queda do Partido Conservador,
na nossa Província, aos ..................................... 07-06-1889

O fato acima motivou o embarque de Gaspar Silveira Martins (Conselheiro do Império),
para o Rio de Janeiro, aos ................................ 14-11-1889


28 - A República do RGS
(1889)

Quando o Marechal Manoel Deodoro da Fonseca proclamou a República, no seu governo havia um gaúcho, era Demétrio Ribeiro.

José Gomes Pinheiro Machado fez parte do brilhante pugilo de moços que, com Júlio de Castilhos, Venâncio Aires, Assis Brasil, Ernesto Alves, Álvaro Chaves e outros, confraternizaram num churrasco oferecido na “Fazenda da Reserva” município de Vila Rica (hoje Júlio de Castilhos – RS), quando fundaram o “Partido Republicano Rio-Grandense” - PRR, tornando-se a guarda avançada da propaganda e evangelização da República,
em .............................................................................. 1879

Pinheiro Machado foi apelidado de “Pai da República”.

As Províncias passaram ser chamadas de Estados, após a Proclamação da República dos Estados Unidos da Brasil,
aos ................................................................... 15-11-1889

O 1º Governo Republicano Gaúcho, foi assim constituído:

- Marechal José Antônio Correa da Câmara (Governador Provisório)
- Dr. Ramiro Fortes de Barcellos (Secretário da Fazenda)
- Dr. Júlio Prates de Castilhos (Secretário do Interior)
- Dr. Antão Farias (Secretário das Obras Públicas)
- Dr. Demétrio Ribeiro (Secretário da Agricultura)
- Dr. João de Barros Cassal (Chefe de Polícia)

Em todas as Províncias, surgiram dissenções.

No RGS a “Devassa” (investigação) contra o “Banco Emissor” (depois, Banco Pelotense - e mais tarde, Banco da Província), ocorreu
aos ................................................................. 28-02-1890

Em Porto alegre, houve um grande conflito defronte à União Republicana,
aos ................................................................. 13-05-1890

Com o advento da República, foge para o exílio o Dr. Gaspar Silveira Martins,
em ............................................................................. 1891

Foi nomeada uma comissão para elaborar um ante-projeto da 1ª Constituição Gaúcha que foi promulgada,
aos .................................................................. 14-07-1891

Com o Golpe de Estado ocorrido no Rio de Janeiro, em Viamão (RS), populares depuseram as autoridades locais,
aos .................................................................. 04-11-1891

O Presidente Júlio Prates de Castilhos abandona o cargo,
aos .................................................................. 12-11-1891

João de Barros Cassal assume a Presidência,
aos .................................................................. 03-03-1892


29 - O Castilhismo
(de 1979 até 1903)

A doutrina do “Castilhismo” eram as idéias impostas pelo Dr. Júlio Prates de Castilhos (o famoso coronel Prates), baseadas no Positivismo do francês Isidore Marie Auguste François Xavier Comte.

Seu princípio essencial, era: 
1 - Só podemos conhecer os fenômenos sensíveis e as suas leis;
2 - Só o sensível é real e objeto de conhecimento.

A lei dos três estados:
Teológico – Metafísico – Positivo (ou científico).

Júlio Prates de Castilhos era um estudante quieto, tímido, chorou no seu primeiro dia de aula porque foi chamado de “gaguinho” ou “pato”.

Mais tarde tornou-se polemista brilhante, lutando pela abolição da escravatura e pela queda do Império.

Como político foi duro, implacável e autoritário; acreditava na ação científica do Estado.

Enfrentou, na sua gestão, a Revolta Federalista (Guerra da Degola), o período mais violento da história gaúcha.

Atrás dessa imagem pública, havia o marido de Honorina, capaz de escrever longas cartas apaixonadas, enciumado até dos pensamentos da mulher.

O Lema de Castilhos:  "Os vivos são sempre e cada vez mais, governados pelos mortos."

Dizia Castilhos: Antes de me castigarem, descubram por que errei - se é que errei.

O tabagismo liquidou com a sua vida, deixando-lhe como herança um edema pulmonar. Faltava-lhe o ar, ao que seu médico assistente lhe confortava, dizendo: “Coragem, doutor Júlio” e ele já quase moribundo, respondia: “Não preciso de coragem; é de ar que eu preciso!”

O Dr. Júlio Prates de Castilhos foi o primeiro presidente republicano do Estado do Rio Grande do Sul - Foi cognominado de “Patriarca do Rio Grande”.

Faleceu aos ..................................................... 24-10-1903


30 - Revolução Federalista (Guerra da Degola)
(de 1893 até 1895)


Realizada a eleição presidencial para o RGS, foi eleito o republicano Dr. Júlio Prates de Castilhos (apoiado pelos “caramurus verdes” e pelos “pica-paus amarelos”, contra os federalistas “maragatos encarnados”).

Por todas as querências gaúchas havia bandos armados e já se sentia um cheiro de revolução.


1ª FASE
Gumercindo Saraiva (braço direito de Gaspar Silveira Martins), invade o RGS pela fronteira, Aceguá (Bagé),
aos ................................................................... 05-02-1893

Os maragatos de Gumercindo Saraiva atacam no Salsinho as tropas do coronel Menna Barreto,
aos ................................................................... 11-02-1893

A tomada de D. Pedrito, ocorreu aos ................ 23-02-1893

As forças revolucionárias dispersam-se após o
Combate de Inhanduí, aos ................................. 03-05-1893

O Combate do Upamorotim, aos ..................... 12-05-1893


2ª FASE
O massacre ou Combate do Rio Negro (Bagé), onde os maragatos degolaram
300 pica-paus), aos . ....................................... 28-11-1893

As tropas de Gumercindo Saraiva vencem no Combate do Cerrito, transpõem o Rio Ibicuí e tomam a cidade de Itaqui, seguindo à Serra Geral, passando para Stª Catarina onde travam o
Combate de Itajaí, aos .................................... 10-12-1893

Os federalistas (maragatos) levantam o
cerco de Bagé, aos ......................................... 11-01-1894

Combate da Serra do Oratório, ocorrido em
Stª Catarina, aos ............................................. 03-03-1894

O Combate na passagem do Rio Pelotas
(Barracão), aos .............................................. 31-05-1894


3ª FASE
O massacre ou Combate do Boi Preto (Palmeira das Missões), onde os pica-paus degolaram
250 maragatos, aos ......................................... 05-04-1894

A Batalha do Passo Fundo, ocorreu aos .......... 27-06-1894

O Combate do Caroví, no qual Gumercindo Saraiva perdeu a vida na véspera, ocorreu
aos ................................................................. 10-08-1894


4ª FASE
Começa a internação dos federalistas na
Argentina, aos ................................................ 11-08-1894

No interior gaúcho houve outros combates sem a participação de Gumercindo Saraiva:

Combate do Passo das Traíras, aos ................ 06-11-1894

Combate do Tarumã, aos ............................... 27-02-1895

O Almirante baiano Saldanha da Gama foi morto na costa do
Rio Quaraí, aos .............................................. 24-06-1895

A PACIFICAÇÃO
entabulada em Pelotas, aos ............................. 23-08-1895

A PAZ
referendada em Porto Alegre, aos ................... 21-10-1895


31 - O Borgismo
(de 1898 até 1928)

Essa doutrina BORGISMO eram as idéias e a maneira do Dr. Antônio Augusto Borges de Medeiros governar.

Terminada a “Revolução Federalista” foi instalada a “Assembléia dos Representantes” no RGS.

Júlio Prates de Castilhos era o Presidente do RGS. Político inteligente, já começava a preparar o seu sucessor cuja escolha recaiu sobre Antônio Augusto Borges de Medeiros.

Júlio de Castilhos, antes de indicar Borges de Medeiros à presidência do RGS, nomeou-o “Desembargador” para ver se o cargo “não lhe subia à cabeça”.

Borges de Medeiros assume o governo do RGS
pela 1ª vez, aos ................................................ 25-01-1898

Borges de Medeiros assume o governo do RGS
pela 2ª vez, aos ................................................. 25-01-1903

Joaquim Francisco de Assis Brasil é
misteriosamente derrotado,  aos ........................ 25-11-1907

Borges de Medeiros empossa seu sucessor
Carlos Barbosa Gonçalves, aos ......................... 25-01-1908

Borges de Medeiros assume o governo do RGS
pela 3ª vez, aos ................................................. 25-01-1913

Borges de Medeiros assume o governo do RGS
pela 4ª vez, aos ................................................. 25-01-1918

Joaquim Francisco de Assis Brasil é novamente
derrotado com Fraude eleitoral, aos .................. 25-11-1922

Borges de Medeiros assume o governo do RGS
pela 5ª vez, aos ................................................. 25-01-1923

Como nessa eleição até morto votou, os maragatos de Assis Brasil, resolveram pegar em armas e ocorre a peleia “Maragatos dos lenços encarnados” contra “Chimangos dos lenços brancos”

Dizia o Borges de Medeiros:
- "O senhor pensa que pensa, mas quem pensa sou eu”
- “Inimigo não se poupa, degola-se”
“Caiu preso? Degola!” Era o império da “gravata colorada”

Assim foi, em ............................................................... 1923


32 - Revolução Maragatos contra Chimangos
(de 1923 até 1927)

Quando Borges de Medeiros assumiu seu 5º mandato, o RGS foi inundado de sangue, novamente.

Tudo começou na região serrana, onde ocorreram os seguintes entreveros:
Combate do Capão Bonito ................................ 20-03-1923
Combate de Quatro Irmãos ............................... 25-04-1923

Em outros locais também houve entreveros:
Combate do Passo do Mendonça ..................... 18-04-1923
1º Combate na Estância da Serra ...................... 30-04-1923
2º Combate na Estância da Serra ...................... 01-05-1923
Combate do Cerro da Palma ............................ 06-05-1923
Combate do Passo dos Guedes ........................ 06-05-1923
Combate do Rio Stª Maria Chico ..................... 16-05-1923
Combate na Fazenda Stª Rosa .......................... 01-06-1923
Combate do Campo Osório .............................. 05-06-1923
Combate do Rio Ibirapuitã ................................ 19-06-1923

Em Porto Alegre ocorreu um violento conflito .... 01-11-1923

Houve um “armistício”, aos ................................ 07-11-1923

Firmado o “Pacto de Pedras Altas” ................... 15-12-1923

O fermento da revolução ainda se alastrava.  Em S. Paulo atritaram-se a Guarnição Federal contra a Força Pública e, a pedido do Governo Federal, para lá seguiu um forte contingente da Brigada Militar, do RGS,
aos ................................................................... 05-07-1924

Esse levante repercutiu por aqui. Revoltaram-se os Regimentos de Cavalaria do EB, de Uruguaiana, S. Borja e S. Luís Gonzaga, além do Batalhão Ferroviário de Stº Ângelo,
aos .................................................................. 29 -10-1924

Também revoltou-se o 3º Bat. de Eng. de
Cachoeira ........................................................ 09-11-1924

Ao movimento militar logo aderiram os “maragatos” havendo
Combate de Guassú-boi .................................. 09-11-1924
Combate dos Três Galpões ............................. 11-12-1924

O guapo Honório Lemos (o Leão do Caverá), invade o RGS por Livramento e, Otaviano Fernandes invade o RGS por D. Pedrito,
aos .................................................................. 30-09-1925

Revoltam-se as Guarnições Federal de
S. Gabriel, aos ................................................. 14-11-1926
Stª Maria, aos .................................................. 16-11-1926

O “maragato” Zeca Neto (o Tigre do Cerro Partido), ataca os “chimangos”
Combate de S. Sepé ........................................ 25-12-1926

A calma voltou a RGS, realizam-se eleições e o Dr. Getúlio Dorneles Vargas é eleito, para governar o RGS,
aos .................................................................. 25-11-1927


33 - O Getulismo
(de 1909 até 1954)


O Dr. Getúlio Dorneles Vargas é eleito Deputado Estadual, do
RGS, em .................................................................. 1909

O Dr. Getúlio Dorneles Vargas foi reeleito Deputado Estadual, do
RGS, em .................................................................. 1917

O Dr. Getúlio Dorneles Vargas foi eleito Deputado Federal, pelo
RGS, em .................................................................. 1923

O Dr. Getúlio Dorneles Vargas foi Ministro da Fazenda, do
Brasil, em ................................................................. 1926

O Dr. Getúlio Dorneles Vargas assume o governo do RGS, substituindo o Dr. Antônio Augusto Borges de
Medeiros, aos ................................................ 25-01-1928

Governo do RGS:
Presidente:  Dr. Getúlio Dorneles Vargas (S. Borja)
Vice-Presidente:  Dr. João Neves da Fontoura (Cachoeira)
Sec. da Fazenda:  Dr. Firmino Paim Filho
Sec. do Int. e Ext.:  Dr. Oswaldo E. de Sousa Aranha (Alegrete)
Sec. de Ob. Pub.:  Dr. João Fernandes Moreira
Chefe de Polícia:  Dr. Florêncio de Abreu

No RGS forma-se a “Frente Única” reunindo pela 1ª e única vez “maragatos” e “chimangos”,
aos ............................................................................ 1928

O Dr. Getúlio Dorneles Vargas cria o Banco do Estado do Rio Grande do Sul –
BANRISUL ................................................... 12-09-1928

Júlio Prestes vence as eleições presidenciais ao Governo do Brasil.  São derrotados Getúlio Vargas e seu vice João Pessoa que é assassinado,
aos ................................................................. 03-10-1930

Esse misterioso assassinato gerou a Revolução Liberal, que eclode no Brasil,
aos .............................................. 03-10-1930/24-10-1930

A Revolução Liberal coloca o Dr. Getúlio Dorneles Vargas, pela
1ª vez na Presidência do Brasil, aos .................. 03-11-1930

O Dr. Getúlio Dorneles Vargas regulamentou o
Trabalho Feminino, aos ................................... 17-05-1932

O Dr. Getúlio Dorneles Vargas criou e fez circular a moeda chamada "getuliana",
em ............................................................................. 1932

Políticos do Est. de S. Paulo, descontentes com o Dr. Getúlio Dorneles Vargas, se rebelam e eclode a
Revolução Constitucionalista, aos  09-07-1932/16-07-1934

O Dr. Getúlio Dorneles Vargas decretou o
Direito da Mulher de votar e serem votadas, em .......... 1933

O Dr. Getúlio Dorneles Vargas foi eleito pela
1ª vez Presidente do Brasil, aos ........................ 17-07-1934

Rebelam-se os “comunistas” contra o governo do Dr. Getúlio Dorneles Vargas e ocorre a
Intentona Comunista ......................................... 27-11-1935

O Dr. Getúlio Dorneles Vargas decreta o Estado Novo e como seu 1º Ato Solene, manda incinerar todas as Bandeiras Estaduais, para que prevalecesse
somente o Pavilhão Nacional ............................ 19-11-1937

O tempo do Estado Novo, foi ....... 10-11-1937/29-10-1945

O Dr. Getúlio Dorneles Vargas cria o “Departamento Nacional de Estradas de Rodagem
DNER”, em ........................................................ 1937/2000

Rebelam-se os “integralistas” liderados por Plínio Salgado contra o governo do Dr. Getúlio Dorneles Vargas e ocorre a
Revolução Integralista ....................................... 11-05-1938

No Governo do Dr. Getúlio Dorneles Vargas ocorreu a
II Guerra Mundial .......................... 01-09-1939/02-09-1945

O Dr. Getúlio Dorneles Vargas cria o
Ministério da Aeronáutica, aos ........................... 01-05-1941

O Dr. Getúlio Dorneles Vargas cria a “Consolidação das Leis do Trabalho"
CLT, aos .......................................................... 01-05-1943

O Dr. Getúlio Dorneles Vargas cria a “Força Expedicionária Brasileira"
FEB ................................................................. 09-08-1943

Segue para a Itália o 1º Escalão da FEB,
aos .................................................................. 02-07-1944

Seguem para a Itália o 2º e o 3º Escalões da FEB,
aos .................................................................... 22-09-1944

Segue para a Itália o 4º Escalão da FEB,
aos .................................................................... 23-11-1944

Segue para a Itália o 5º Escalão da FEB,
aos .................................................................... 22-02-1945

Deposição do Presidente Dr. Getúlio Dorneles Vargas,
aos .................................................................... 29-10-1945

Deposto, o Dr. Getúlio Dorneles Vargas se recolhe à sua fazenda “Santos Reis” (S. Borja).

Vem a eleição para a “Assembléia Constituinte do Brasil” e o Dr. Getúlio Dorneles Vargas é eleito SENADOR por SP e RGS – e também DEPUTADO FEDERAL por cinco estados, optando pela representação do RGS (como Senador da República).

O Dr. Getúlio Dorneles Vargas foi novamente eleito
Presidente do Brasil, aos .................................. 03-10-1950

O Dr. Getúlio Dorneles Vargas assume o seu 2º Mandato de Presidente do Brasil e de imediato lançou a campanha
“O petróleo é nosso”, aos ................................ 31-01-1951

O Dr. Getúlio Dorneles Vargas cria a  "Petróleo Brasileiro"
PETROBRAS, aos ......................................... 03-10-1953

O Dr. Getúlio Dorneles Vargas optou por
"Sair da vida para entrar na história", aos ......... 24-08-1954


34 - O Brizolismo
(de 1947 até 2004)

O Eng. Leonel de Moura Brizola é eleito Deputado Estadual do
RGS, em .................................................................... 1947

O Eng. Leonel de Moura Brizola é reeleito Deputado Estadual do
RGS, em .................................................................... 1950

O Eng. Leonel de Moura Brizola é eleito Prefeito de
Porto Alegre, em ........................................................ 1954

O Eng. Leonel de Moura Brizola é eleito Governador do
RGS, em .................................................................... 1958

O Eng. Leonel de Moura Brizola criou a campanha “Nenhuma Criança Fora da Escola” e construiu mais de cinco mil escolas no
RGS, em .................................................................... 1958

O Eng. Leonel de Moura Brizola criou a moeda própria do
RGS - a "brizoleta" ..................................................... 1958

O Eng. Leonel de Moura Brizola cria a "Caixa Econômica Estadual" do
RGS, em .................................................................... 1958

O Eng. Leonel de Moura Brizola criou a “Companhia Estadual de Energia Elétrica"
CEEE, em .................................................................. 1958

O Eng. Leonel de Moura Brizola manda construir a “Estrada da Produção” (Irai / Canoas), designada como “Rodovia Presidente Kennedy” (porque a verba veio do programa “Aliança para o Progresso” criado por esse ilustre presidente norte-americano),
em .............................................................................. 1958

O Eng. Leonel de Moura Brizola criou a “Refinaria Alberto Pasqualini"
REFAP  (Canoas-RS), em .......................................... 1958

O Eng. Leonel de Moura Brizola criou a “Aços Finos Piratiní”
(Charquedas-RS), em ................................................. 1958

O Eng. Leonel de Moura Brizola – então Governador do RGS, cria e comanda a LEGALIDADE (visando a posse de seu cunhado Dr. João Belchior Marques Goulart, na Presidência do Brasil),
o que consegue ............................ 25-08-1961/07-09-1961

O Eng. Leonel de Moura Brizola fez a verdadeira “Reforma Agrária” (1ª no Brasil), no
“Banhado do Colégio” (Camaquã), em ....................... 1962

O Eng. Leonel de Moura Brizola é eleito Deputado Federal, pelo
Estado da Guanabara, em ........................................... 1962

O Eng. Leonel de Moura Brizola foi cassado, quando tentava uma nova LEGALIDADE,
sendo exilado em ........................................................ 1964

O Eng. Leonel de Moura Brizola foi anistiado e é eleito pela 1ª vez
Governador do Rio de Janeiro, em .............................. 1979

O Eng. Leonel de Moura Brizola é eleito pela 2ª vez
Governador do Rio de Janeiro (nesse mandato edifica o Sambódromo do RJ),
em .............................................................................. 1983

O Eng. Leonel de Moura Brizola participou ativamente na
Campanha “Diretas Já”, em ......................................... 1984

O Eng. Leonel de Moura Brizola morreu de mãos limpas,
aos ................................................................... 21-06-2004


35 - A Capatazia do RIO GRANDE DE S. PEDRO
(de 20-01-1535 até hoje)


SITUAÇÃO ADMINISTRATIVA

De 20-01-1535 até 1561 - o Rio Grande de S. Pedro fez parte das terras doadas em Capitania, ao Expedicionário Martim Afonso de Sousa e que por consenso geral, estendiam-se desde São Vicente (SP), até aos confins meridionais das possessões lusitanas, na América.
Parte de terras haviam pertencido à Capitania de Santana (de Pero Lopes de Sousa – irmão de Martim Afonso de Sousa), que nunca tomou posse delas.

De 1561 até 1572 - as terras do Rio Grande de S. Pedro, passaram a fazer parte da Capitania de São Vicente, cuja sede já havia sido transferida, para Piratininga.

De 1572 até 1709 - ainda integrando a Capitania de S. Paulo, ficaram sob a jurisdição da Capitania do Rio de Janeiro.
Durante este período, aos 14 de março de 1658 foram doadas terra do paralelo da futura Porto Alegre (para o norte), a Salvador Corrêa de Sá.
Aos 05 de março de 1676, as terras situadas ao sul das doadas a Salvador Corrêa de Sá, foram por sua vez, doadas a João Correa de Sá e a Martim Correa de Sá (Visconde de Asseca), respectivamente, filho e neto de Salvador Correa de Sá.

De 1709 até 11-08-1738 - ainda integrando a Capitania de S. Paulo (tornada autônoma em 1709), constituíram as terras Rio-Grandense (à partir de 19 de fevereiro de 1737), a Comandância do Presídio do Rio Grande de S. Pedro (fundado pelo Brigadeiro José da Silva Paes.

De 11-08-1738 até 13-08-1760 - constituindo ainda a Comandância do Presídio do Rio Grande de S. Pedro, integra o governo de Stª Catarina (subordinado à Capitania do Rio de Janeiro).

De 13-08-1760 até 19-09-1807 - constitui o governo do Rio Grande de S. Pedro, independente do de Stª Catarina (mas, subordinado ao do Rio de Janeiro).

De 19-09-1807 até março de 1824 - o Rio Grande de S. Pedro, foi a Capitania de S. Pedro (autônoma, pois foi naquela primeira data), desanexada da do Rio de Janeiro.
Ficava a Capitania de S. Pedro, com jurisdição (inclusive), sobre o governo de Stª Catarina.

De março de 1824 até 15-11-1889 - constituiu a Província do Rio Grande de S. Pedro.

De 15-11-1889 até aos dias de HOJE - é o nosso amado Pago, denominado oficialmente de Estado do Rio Grande do Sul.


COMANDANTES - 1737 / 1761
001 - Brg José da Silva Paes ....................................... 1737
002 - Met André Ribeiro Coutinho ..................... 1737/1739
003 - Coronel Diogo Osório Cardoso ................ 1739/1740
004 - Coronel Diogo Osório Cardoso ................ 1740/1752
005 - Ten-cel Pascoal de Azevedo ..................... 1752/1759


GOVERNO VINCULADO - (RJ+MG+SP+PR+SC+RS)
006 - Cap-gal Gomes Freire de Andrade ........... 1759/1761


GOVERNADORES - 1761 / 1823
007 - Cel Inácio Elói de Sena Madureira ........... 1761/1763
008 - Cel Francisco Barreto Pereira Pinto ......... 1763/1764
009 - Ten-cel Luís Manuel da Silva Paes ........... 1764
010 - Cel José Custódio de Sá e Faria .............. 1764/1769
011 - Cel José Marcelino de Figueiredo ............ 1769/1771
012 - Ten-cel Antônio da Veiga de Andrade ..... 1771/1773
013 - Cel José Marcelino de Figueiredo ............ 1773/1780
014 - Brg Sebastião Xavier da Veiga Cabral ..... 1780/1784
015 - Cel Rafael Pinto Bandeira ........................ 1784/1787
016 - Cel Joaquim José Ribeiro da Costa .......... 1787
017 - Ten-cel Patrício Correia da Câmara ......... 1787/1801
018 - Brg Francisco João Róscio ....................... 1801/1803
019 - Chf-de-esq Paulo José da Silva Gama .......1803/1809
020 - Brg D. Diogo de Sousa ............................ 1809/1814
021 - Mal Luís Teles da Silva ............................ 1814/1818
022 - Mal D. José Castelo Branco .................... 1818/1820

JUNTA DE GOVERNO
023 - Ten-gal Manuel Marques de Sousa .......... 1820/1821
024 - Brg João C. de Saldanha Oliveira Daun .... 1821/1822
025 - Mal João de Deus Mena Barreto .............. 1822/1823

JUNTA DE COVERNO
026 - Mal José Inácio da Silva ........................... 1823

PRESIDENTES - 1823 – 1889
027 - Dr. José Feliciano Fernandes Pinheiro ...... 1823/1826
028 - Brg José Egídio Gordilho de Barbuda ....... 1826
029 - Brg Salvador José Maciel ......................... 1826/1829
030 - Vig-ger P. Antônio Vieira da Soledade ..... 1829
031 - Dr. Caetano Maria Lopes da Gama .......... 1829/1830
032 - Dr. Américo Cabral de Melo .................... 1830
033 - Dr. Caetano Maria Lopes da Gama .......... 1830
034 - Dr. Américo Cabral de Melo .................... 1830/1831
035 - Dsb Dr. José Carlos Pereira de Almeida ... 1831
036 - Dr. Américo Cabral de Melo .................... 1831
037 - Dsb Dr. Manuel Antônio Galvão ............... 1831/1833
038 - Dsb Dr. José Mariani ................................ 1833/1834
039 - Dr. Antônio Rodrigues Fernandes Braga .... 1834/1835
040 - Dr. Marciano José Pereira Ribeiro ............. 1835/1836
041 - Dr. José de Araujo Ribeiro ........................ 1836
042 - Dr. Américo Cabral de Melo ..................... 1836
043 - Dr. Marciano José Pereira Ribeiro ............. 1836
044 - Brg Antônio Elzeário de Miranda e Brito .... 1836
045 - Dr. José de Araújo Ribeiro ........................ 1836/1837
046 - Brg Antero José Ferreira de Brito .............. 1837
047 - Dr. Américo Cabral de Melo ..................... 1837
048 - Ten-gal Francisco das Chagas ................... 1837
049 - Sr. Feliciano Nunes Pires ........................... 1837
050 - Mal Antônio Elzeário de Miranda e Brito ... 1837/1839
051 - Dr. João Dias de Castro ............................ 1839
052 - Dr. Saturnino de Sousa e Oliveira Coutinho 1839/1840
053 - Mal e (Barão de Caçapava)
          Francisco J. de Sousa Soares de Andréa .. 1840
054 - Dr. Francisco Álvares Machado ............... 1840/1841
055 - Dr. Saturnino de S. e Oliveira Coutinho .... 1841/1842
056 - Ten-gal e (Barão de Caxias)
          Luís Álves de Lima e Silva ....................... 1842/1846
057 - Maj Patrício Corrêa da Câmara ............... 1846
058 - Cns Sr. Manuel Antônio Galvão ............... 1846/1848
059 - Dr. João Capistrano de Miranda e Castro  1848
060 - Ten-gal Francisco J. de S. S. de Andréa .. 1848/1850
061 - Cns Sr. José Antônio Pimenta Bueno ....... 1850
062 - Chf Pedro Ferreira de Oliveira ................. 1850/1851
063 - Ten-gal e (Barão de Caxias)
          Luís Álves de Lima e Silva ....................... 1851
064 - Maj Patrício Corrêa da Câmara ............... 1851
065 - Dr. Luís Álves de Oliveira Belo ................ 1851/1852
066 - Dr. João Lins Vieira Canção de Sinimbu .. 1852/1855
067 - Dr. Luís Álves Leite de Oliveira Belo ....... 1855
068 - Dr. Manuel Vieira Tosta .......................... 1855/1856
069 - Cns Brg Jerônimo Francisco Coelho ........ 1856/1857
070 - Cmd Maj Patrício Corrêa da Câmara ...... 1857
071 - Cns e (Barão de Uruguaiana)
          Dr. Ângelo Muniz da Silva Ferraz ............ 1857/1859
072 - Cmd Maj Patrício Corrêa da Câmara ...... 1859
073 - Cns Joaquim Antão Fernandes Leão ....... 1859/1861
074 - Cmd Maj Patrício Corrêa da Câmara ...... 1861/1862
075 - Dsb Dr. Francisco de A. Pereira Rocha ... 1862
076 - Cmd Maj Patrício Corrêa da Câmara ...... 1862/1863
077 - Dr. Espiridião Elói de Barros Pimentel ..... 1863/1864
078 - Cmd Maj Patrício Corrêa da Câmara ...... 1864
079 - Dr. João Marcelino de Sousa Gonzaga .... 1864/1865
080 - Brg e (Visconde da Boa Vista)
          Francisco do Rego Barros ...................... 1865/1866
081 - Dr. Antônio Augusto Pereira da Cunha .... 1866/1867
082 - Dr. Francisco I. M. Homem de Melo ...... 1867/1868
083 - Dr. Joaquim Vieira da Cunha .................. 1868
084 - Mal Guilherme Xavier de Sousa .............. 1868
085 - Dr. Israel Rodrigues Barcelos ................. 1868
086 - Dr. Antônio da Costa Pinto e Silva ......... 1868/1869
087 - Dr. Israel Rodrigues Barcelos ................. 1869
088 - Dr. João Sertório ................................... 1869/1870
089 - Dr. João Capistrano de Miranda e Castro 1870
090 - Cns Dr. Francisco Xavier Pinto Lima ...... 1870/1871
091 - Cel João Simões Lopes .......................... 1871
092 - Dr. João Dias de Castro ......................... 1871
093 - Cns Jerônimo M. Figueira de Melo ......... 1871/1872
094 - Dr. José Fernandes da Costa Pereira Jr .. 1872
095 - Dr. João Pedro Carvalho de Morais ....... 1872/1875
096 - Dr. José Antônio de Azevedo Castro ...... 1875/1876
097 - Dsb Cns Dr. Tristão de Alencar Araripe .. 1876/1877
098 - Dr. João Dias de Castro .......................... 1877
099 - Dsb Dr. Francisco de Faria Lemos .......... 1877/1878
100 - Dr. João Chaves Campelo ...................... 1878
101 - Dr. Américo de M. M. de Andrade ........ 1878/1879
102 - Dr. Felisberto Pereira da Silva ................ 1879
103 - Dr. Carlos Thompson Flores .................. 1879/1880
104 - Dr. Antônio Corrêa de Oliveira .............. 1880
105 - Dr. Henrique Francisco d’Ávila .............. 1880/1881
106 - Dr. Joaquim Pedro Soares ..................... 1881/1882
107 - Dr. Francisco de C. Soares Brandão ..... 1881/1882
108 - Dr. Joaquim Pedro Soares ..................... 1882
109 - Dr. José L. de Godói e Vasconcelos ...... 1882
110 - Dr. Leopoldo Antunes Maciel ................ 1882
111 - Cns José Antônio de Sousa Lima ........... 1882/1883
112 - Dr. Menandro Rodrigues Fontes ............ 1883
113 - Cns José Júlio de Albuquerque ............... 1883/1885
114 - Dr. Miguel Rodrigues de Barcelos .......... 1885
115 - Dsd Dr. Henrique Pereira de Lucena ...... 1885/1886
116 - Mal Manuel Deodoro da Fonseca .......... 1886
117 - Dsb Dr. Miguel C. Du Pin e Almeida ...... 1886
118 - Dr. Fausto de Freitas e Castro ............... 1886/1887
119 - Dsb Dr. Bento Luís de Oliveira Lisboa .... 1887
120 - Dr. Rodrigo de Azambuja Vilanova ......... 1887
121 - Dr. Joaquim Jacinto de Mendonça ........... 1887/1888
122 - Dr. Rodrigo de Azambuja Vilanova ......... 1888
123 - Sr. Joaquim da Silva Tavares
         (Barão de Stª Tecla) ................................ 1888
124 - Dr. Joaquim Galdino Pimentel .................. 1888/1889
125 - Sr. Antônio Ferreira Prestes Guimarães ... 1889
126 - Sr. João de Freitas Leitão ....................... 1889
127 - Cns Dr. Gaspar Silveira Martins
         (o Demóstenes dos Pampas)
         (o Espada de Fogo)
         (o Rei do Rio Grande do Sul) .................. 1889
128 - Sr. Justo de Azambuja Rangel ................. 1889

GOVERNADORES POLÍTICOS - 1889 – 1891
129 - Mal e (Visconde de Pelotas)
          José Antônio Corrêa da Câmara ............ 1889/1890
130 - Mal Júlio Anacleto Falcão da Frota ........ 1890
131 - Dr. Francisco da Silva Tavares ............... 1890
132 - Gal Carlos Machado de Bittencourt ........ 1890/1891
133 - Gal Cândido José da Costa .................... 1891
134 - Dr. Fernando Abbot ............................... 1891

PRESIDENTES - 1891 – 1930
135 - Dr. Júlia Prates de Castilhos .................... 1891

136 - JUNTA GOVERNATIVA ..................... 1891
         Dr. Joaquim Francisco de Assis Brasil
         Dr. João de Barros Cassal
         Gal Domingos Álves Barreto Leite
         Gal Manuel Luís da Rocha Osório

GOVERNICHO .............................................. 1891
137 - Dr. Joaquim Francisco de Assis Brasil ..... 1891
138 - Gal Domingos Álves Barreto Leite .......... 1891
139 - Dr. João de Barros Cassal ...................... 1891/1892
140 - Mal e (Visconde de Pelotas)
         José Antônio Corrêa da Câmara ............. 1892

Em PORTO ALEGRE
141 - Dr. Júlio Prates de Castilhos ................... 1892

Em BAGÉ
Gal João Nunes da Silva Tavares...................... 1892

142 - Dr. Júlio Prates de Castilhos ................... 1892
143 - Dr. Vitorino Ribeiro Carneiro Monteiro .. 1892
144 - Dr. Fernando Abbot ............................... 1892/1893
145 - Dr. Júlio Prates de Castilhos ................... 1893/1898
146 - Dr. Antônio A. Borges de Medeiros ....... 1898/1903
147 - Dr. Antônio A. Borges de Medeiros ....... 1903/1908
148 - Dr. Carlos Barbosa Gonçalves ............... 1908/1913
149 - Dr. Antônio A. Borges de Medeiros ....... 1913/1915
150 - Gal Salvador Pinheiro Machado ............. 1915/1916
151 - Dr. Antônio A. Borges de Medeiros ....... 1916/1918
152 - Dr. Protásio Álves .................................. 1918
153 - Dr. Antônio A. Borges de Medeiros ....... 1918/1923
154 - Dr. Antônio A. Borges de Medeiros ....... 1923/1928
155 - Dr. Getúlio Dorneles Vargas ................... 1928/1930
156 - Dr. Oswaldo Euclydes de Sousa Aranha . 1930
157 - Dr. Sinval Saldanha ................................ 1930

INTERVENTOR FEDERAL
158 - Gal Dr. José Antônio Flores da Cunha .... 1930/1935

GOVERNADORES - 1935 – Até hoje
159 - Gal Dr. José Antônio Flores da Cunha .... 1935/1937
160 - Gal Manuel de C. Daltro Filho ................ 1937/1938
161 - Cel Osvaldo Cordeiro de Farias .............. 1938/1943
162 - Ten-cel Ernesto Dorneles ........................ 1943/1945
163 - Dsb Dr. Samuel Figueiredo da Silva ........ 1945/1946
164 - Dr. Pompílio Cilon Rosa .......................... 1946/1947
165 - Dr. Valter Só Jobim ................................ 1947/1951
166 - Gal Ernesto Dorneles .............................. 1951/1955
167 - Eng Ildo Meneghetti ................................ 1955/1958
168 - Eng Leonel de Moura Brizola .................. 1958/1963
169 - Eng Ildo Meneghetti ................................ 1963/1967
170 - Cel Walter Peracchi Barcelos .................. 1967/1971
171 - Cel Euclides Triches ................................ 1971/1975
172 - Dr. Sinval Sebastião Guazzelli .................. 1975/1979
173 - Dr. Amaral de Sousa ............................... 1979/1983
174 - Dr. Jair Soares ........................................ 1983/1987
175 - Dr. Pedro Henrique Simon ...................... 1987/1990
176 - Dr. Sinval Sebastião Guazzelli ..................1990/1991
177 - Dr. Alceu de Deus Colares ......................1991/1994
178 - Dr. Antônio Brito .................................... 1994/1998
179 - Dr. Olívio Dutra ...................................... 1998/2002
180 - Dr. Germano Antônio Rigotto .................. 2003/2006
181 - Drª Yeda Rorato Crusius ......................... 2007/ . . . .
182 - ................................................................
183 - ................................................................
184 - ................................................................
185 - ................................................................



--- ::: o ::: ---




C U L A T R A


Reculutei o que me agradou e apartei a mais “fina-flor” das tropas - que aqui reponto, para beber das mananciais de meus estimados leitores.
Se dei algum tropeço, peço desculpas, pois sempre há tempo para que se faça a respectiva mangueada.

Gracias!

OTÁVIO PEIXOTO DE MELO
O Tropeiro



F U R R I E L

Campeireei por pradarias, com o

DICIONÁRIO BRASILEIRO DE DATAS HISTÓRICAS - 1944
De José Teixeira de Oliveira


Por coxilhas e canhadas, com o

ALMANAQUE DE RIO PARDO - 1946
De Dante de Laytano


Pela pampa venta rasgada, com a

HISTÓRIA DO RIO GRANDE DO SUL - 1970
De Guilhermino Cesar


Por outras plagas brasileiras, com a

HISTÓRIA DO BRASIL - 1972
De Hélio Viana


Por outros rincões brasileiros, com o

DICIONÁRIO DE HISTÓROA DO BRASIL - 1973
De Antônio da Rocha Almeida


Por cafundós brasileiros, com

ENCICLOPÉDIA BRASILEIRA GLOBO - 1975
De Álvaro Magalhães


Pela inverna mais lindas das letras, com a

BÍBLIA SAGRADA
Escrita por piedosos homens de DEUS, inspirados pelo Espírito Santo - (II Timóteo 3:16 e 17; II Pedro 2:20 e 21)


E pela internet, com o

GOGLE
Wikipédia


“Porque, depois que inventaram a máquina de debulhar milho, nada mais se duvida . . . “


OTÁVIO PEIXOTO DE MELO
O Tropeiro



G L O S S Á R I O

ABASTANÇA - Onde se abastece de suprimento.

AQUERENCIADO - Acostumado numa querência.

BAITA - Tropa enorme.

CAFUNDÓ - Lugar ermo e solitário.

CAMPEIREEI - Manejar algo no campo.

CAMPO SANTO - Cemitério.

CANCHEIRO - Acostumado naquela ou nessa cancha.

CANHADA - Vale ou baixada entre coxilhas ou serras.

CAPATAZ - A segunda maior autoridade de um tropa, estância ou fazenda.

CASQUEIRA - De cascos velhos e estragados.

CHARLA - Conversa, fala.

CHASQUE - Carta, bilhete.

CONTA - Uma porção de dez.

COSTADO - Lado, flanco.

COXULHA - Leve ondulação do campo.

CULATRA - Retaguarda.

FAENA - Trabalho.

FINA FLOR - O melhor.

FURRIEL - Despenseiro.

GADO - Semoventes quadrúpedes.

ILHAPA - A parte mais forte do laço; é a parte presa na argola.

INHAPA - O que se dá além do combinado.

INVERNADA - Subdivisão de uma fazenda; departamento.

LOMBA GRANDE - Lugar no distrito de Cordilheira, Piquirí oriental, Cachoeira do Sul.

MACANUDO - Superior e muito bom; especial.

MANACIAL - Abundância de vertentes.

MANGUEDA - Tanger pelos flancos.

MUNAIA - Enorme; desproporcional.

PAGO - Lugar onde se é nascido.

PEÃO - Operário.

PEÇUELOS - Espécie de alforje duplo.

PIQUIRÍ - Nome guarany de um arroio no município de Cachoeira do Sul, que quer dizer:   "Pequeno rio com grandes grãos de areia."

QUERÊNCIA - Lugar que se gosta de viver.

RECULUTANDO - Ajuntar recolhendo.

RECULUTEI - Ajuntei.

RÊS - Animal vacum.

RINCÃO - Porção de campo entre dois cursos d’água.

RONDA - Ação de vigilância.

SINUELO - Alguns animais mansos.

SOTA - Secretário.

TALHA - Porção de 50 unidade.

TARCA - Apetrecho que serve para marcar uma contagem.

TROPEIRO - Condutor de tropa.

TROPEANDO - Conduzindo ou tangendo uma tropa.

VENTA RASGADA - Expressão que dá idéia de vastidão.



--- ::: o ::: ---




I N H A P A 



Governo da  COLÔNIA DO SACRAMENTO  -  ( Hoje URUGUAI )

Primeiro período:  1680-1715

01 - D. Manuel Lobo
02 - Duarte Teixeira
03 - Cristóvão Dorneles
04 - Francisco Naper de Lencastre
05 - Sebastião da Veiga Cabral


Segundo período:  1715-1763

06 - Manuel Gomes Barbosa
07 - Antônio Pedro de Vasconselos
08 - Brig. Luiz Garcia de Bivas
09 - Brig. Vicente da Sylva Fonseca


Terceiro período:  1763-1777

10 - Ten-cel Pedro José Soares de Figueiredo
11 - Cel Francisco José da Rocha



--- ::: o ::: ---




P O R T U G A L




GEOGRAFIA



DISTRITOS (oeste)

MINHO
     Braga 2.730 Km²
     Viana do Castelo 2.108 Km²


DOURO
     Porto 2.282 Km²


BEIRA LITORAL
     Aveiro 2.708 Km²
     Coimbra 3.956 Km²
     Leiria 3.435 Km²


ESTREMADURA
     Lisboa 2.762 Km²
     Setúbal 5.152 Km²


BAIXO ALENTEJO
     Beja 10.240 Km²


ALGARVE
     Faro 5.072 Km²



DISTRITOS (leste)


TRÁS OS MONTES
     Bragança 6.545 Km²
     Vila Real 4.239 Km²


BEIRA ALTA
     Guarda 5.496 Km²
     Viseu 5.019 Km²


BEIRA BAIXA
     Castelo Branco 6.704 Km²


RIBATEJO
     Santarém 6.689 Km²


ALTO ALENTEJO
     Évora 7.393 Km²
     Portalegre 5.889 Km²



TOTAL do CONTINENTE . . . 88.419 Km²




ILHAS ATLÂNTICAS

     ARQUIPÉLAGO da MADEIRA
          Funchal 797 Km²

     ARQUIPÉLAGO dos AÇORES
          Angra do Heroísmo 704 Km²
          Horta 766 Km²
          Ponta Delgada 844 Km²

     ARQUIPÉLAGO de CABO VERDE
          Porto Praia 4.007 Km²




TOTAL das ILHAS ATLÂNTICAS . . . 7.118 Km²




O RIO GRANDE DO SUL possui . . . 282.184 Km²



ÁREA TOTAL de PORTUGAL . . . 95.537 Km²

Corresponde a 33,85 % da área do RGS (ou seja: 1/3)



PROVÍNCIAS ULTRAMARINAS


     ÁFRICA
          Ilhas São Tomé e Príncipes 964 Km²
          Guiné Portuguesa 36.125 Km²
          Angola 1.246.700 Km²(em vias de independência)
          Cabinda 7.270 Km² (enclave em Angola)
          Moçambique 711.400 Km² (em vias de independência)

     ÁSIA
          Macau 16 Km²
          Timor 14.925 Km²


--- ::: o ::: ---



HISTÓRIA

No decorrer do primeiro milênio, os lusitanos (povos originários do nordeste da Ibéria), estabeleceram-se na região compreendida entre o Rio Douro e o Rio Tejo.

Organizaram-se em tribos formadas por pastores e guerreiros e viviam em vilas fortificadas, erguidas em terrenos elevados. Posteriormente fundiram-se com os invasores celtas. Os lusitanos não abandonaram os antigos redutos, de onde resistiram por longos anos, às legiões romanas. Em fins do Século I (a. D.), seus domínios foram afinal, incorporados ao Império Romano, com o nome de PROVÍNCIA LUSITÂNIA.

À partir do Século V, a Ibéria foi invadida pelos “bárbaros” (álanos, vândalos e suevos); este últimos criaram um Estado independente na parte ocidental da península ibérica (hoje, Portugal), que mais tarde foi incorporado ao reino dos visigodos.

Em princípios do Século VIII, os árabes se estabeleceram na Ibéria.

Reunidos nos pequenos territórios de Astúrias e Galícias (no noroeste e que não se haviam submetido à dominação moura), os cristãos constituíram o Reino de Leão. Daí, organizaram a resistência e o ataque aos invasores muçulmanos, repelindo-os pouco a pouco em uma campanha que passou à história como a Reconquista.

Ao oeste do Reino de Leão (ao sul do Rio Minho), havia uma região conhecida como TERRA PORTUCALENSE (cujo nome se origina de Portus Cale - antigo burgo fundado pelos romanos, junto à foz do Rio Douro).

Em fins do Século XI, essas terras foram doadas por D. Afonso VI (rei de Leão e Castela), ao seu genro o Conde D. Henrique de Borgonha, passando a formar o Condado Portucalense, em 1094 a. D.

Durante muitos anos o Condado Portucalense permaneceu como um simples Feudo, sujeito à influência direta do Reino de Leão e Castela, apesar dos esforços do Conde D. Henrique e de sua esposa Dª Teresa, para torná-lo independente em 1114 a. D. Finalmente conseguido em 1139 a. D., por seu filho e herdeiro D. Afonso Henrique (pela Santa Sé, proclamado D. Afonso I - 1º Rei de Portugal (depois de ter vencido os mouros na batalha de Ourique).

Mas, a independência de Portugal só foi confirmada com a Convenção de Zamora, assinada quatro anos depois, pelo soberano português e por Afonso VII (Rei de Leão e Castela). Impossibilitado de estender seus domínios para o norte e para o leste, PORTUGAL voltou-se para a conquista das terras do sul (ainda em poder dos muçulmanos).

Tal empresa foi concluída no Século XIII, com a ocupação do Algarve, pelo rei D. Afonso III (1248-1279), após a tomada da cidade de Faro.

A tomada de FARO (capital do Algarve), foi comandada por D. Mem Soares Guimarães, fundador da “Vila de Mello”.

D. Mem Soares Guimarães era natural de Almada (cidade defronte à Lisboa). Por todos os seus feitos heróicos, tornou-se membro da Casa Real, Cavaleiro e Conselheiro do Rei, 1º Visconde de Almada e 1º Duque de Almada.

Como se sabe, os nomes terminados por “S” ou por “Z”, são de origem espanhola. Os nomes de origem portuguesa são terminados por “A” ou por “O”.

O nome Guimarães é de origem espanhola, portanto, não era simpático aos portugueses. Por esse motivo o Rei D. Afonso III, concedeu a D. Mem Soares Guimarães, por Carta Régia, o direito de alterar seu próprio nome, além de lhe conceder o Brasão de Armas.

D. Mem refletiu sobre a oportunidade recebida e pensou em como substituir o seu próprio nome Guimarães. Qual nome que ele deveria adotar?!

Lembrou-se de que nas madrugadas que antecediam as batalhas que comandou, tinha um fato em comum - um lindo pássaro (cabeça preta, de dorso azul escuro e parte inferior azul claro), chamado MERLO.

Esse pássaro tinha um cantar sonoro e sempre que em tais momentos cantava, ele vencia os combates daquele dia. Então levou ao Rei a sua decisão, de adotar o nome daquele pássaro.

O Rei, porém, achou estranho o fato dizendo que seria melhor suprimir a letra “R” e colocar no seu lugar outro “L” – e assim foi feito, ficando o nome do herói, como D. Mem Soares de MELLO.



G E N E A L O G I A de Otávio Peixoto de MELLO

Tridecaunavô - Pedro Formaris - 1123 - Descendente dos lusitanos (tribo guerreira da Serra da Estrela, Vila Guimarães, Província de Lusitânia, Portugal).

Tridecavô - D. Pedro Formarigues - 1148

Bidecaeneavô - Paio Pires de Guimarães - 1173

Bidecaoctavô - D. Reimondes Paes - 1198

Bidecaheptavô - D. Soeiro Reimondes - 1223

Bidecaexavô - D. Mem Soares de Mello - 1ª geração: 1248

Bidecaquinavô - . . . - 2ª geração: 1273

Bidecaquadravô - . . . 3ª geração: 1298

Bidecatrinavô - . . . 4ª geração: 1323

Bidecaduavô - . . . 5ª geração: 1348

Bidecaunavô - . . . 6ª geração: 1373

Bidecavô - . . . 7ª geração: 1398

Decaeneavô - . . . 8ª geração: 1423

Decaoctavô - . . . 9ª geração: 1448

Decaheptavô - . . . 10ª geração: 1473

Decaexavô - . . . 11ª geração: 1498

Quinadecavô - . . . 12ª geração: 1523

Quadradecavô - João Gomes de Mello I - 13ª = 1540

Trinadecavô - João Gomes de Mello II - 14ª = 1568

Duodecavô - Manuel Gomes de Mello - 15ª = 1590

Undecavô - João Gomes de Mello III - 16ª = 1616

Decavô - Antônio Gomes de Mello - 17ª = 1642

Eneavô - Manuel Gomes de Mello - 18ª = 1668

Octavós - Maria Assunção de Mello - 19ª = 1688, casada com Santos Gomes da Veiga = 1690

Heptavós - João Gomes de Mello IV - 20ª = 1712, irmão de Manuel Mello da Veiga - 20ª = 1727

Exavós - Wenceslau Gomes de Mello - 21ª = 1749 + Maria Assunção - 21ª = 1702

Pentavós - Felizardo Gomes de Mello - 22ª = 1783 + Francisco Martins Laia - 22ª = 1729

Tetravós - Mª Joanna Álves de Mello - 23ª = 1808 + Perpétua Joaquina da Paixão - 23ª = 1765

Trisavós - Pedro Álves de Oliveira - 24ª = 1831+ Ana(cleta) Álves Coelho - 24ª = 1796

Bisavós - Cândida Álves de Oliveira - 25ª = 1860 + José Peixoto da Silveira Mello - 25ª = 1839

Avós - Idália Álves Belém - 26ª = 1889, casada com Octavio Peixoto de Mello - 26ª = 1888

Pai - Alvise Álves de Mello - 27ª = 1914

Otávio Peixoto de Melo - 28ª geração do primeiro MELLO = 1939

Filhos 
Helenita dos Santos Melo - 29ª = 1964
Helinton dos Santos Melo - 29ª = 1966
Daniel dos Santos Melo - 29ª = 1970
Moisés dos Santos Melo - 29ª = 1976
Débora Saraiva de Melo - 29ª = 1979

Netos
Luiza Zancan de Melo - 30ª = 1991
João Pedro Zancan de Melo - 30ª = 1998
Victoria Vellozo Melo - 30ª = 1998
Nicolle Pereira de Melo - 30ª = 1999
Venâncio Vellozo Melo - 30ª = 2003
Felipe de Melo Anversa - 30ª - 2006



PORTUGAL REINO

Dinastia BORGONHA - Estandarte da cor azul

01 - D. Henrique de Borgonha (Conde) ............. 1093/1112
02 - Dª Teresa (Condessa) ................................ 1112/1139
03 - D. Afonso Henriques .................................. 1128/1139
04 - D. Afonso I
       (o mesmo acima, dignificado 1º Rei, pelo Papa)
       ................................................................... 1139/1185
05 - D. Sancho I ............................................... 1185/1211
06 - D. Afonso II .............................................. 1211/1223
07 - D. Sancho II .............................................. 1223/1248
08 - D. Afonso III
        (tomada de Faro, comandada por D. Mello)
        .................................................................. 1248/1279
09 - D. Dinis (o rei trovador) ............................. 1279/1325
10 - D. Afonso IV ............................................. 1325/1357
11 - D. Pedro I ................................................. 1357/1367
12 - D. Fernando I  ........................................... 1367/1383
       Interregno (anarquia) .................................. 1383/1385

Dinastia AVIS - Estandarte da cor encarnada

13 - D. João I (o primeiro da Dinastia de Avis) ... 1385/1433
14 - D. Duarte .................................................... 1433/1438
15 - D. Afonso V ............................................... 1438/1481
16 - D. João II (o Príncipe Perfeito) .................... 1481/1495
17 - D. Manuel I (o Venturoso) .......................... 1495/1521
18 - D. João III .................................................. 1521/1557
19 - D. Sebastião ............................................... 1557/1578
20 - D. Henrique ................................................ 1578/1581
21 - D. Felipe I (na Espanha: D. Felipe II) ........... 1581/1598
22 - D. Felipe II (na Espanha: D. Felipe III) ........ 1598/1621
23 - D. Felipe III (na Espanha: D. Felipe IV) ....... 1621/1640

Dinastia BRAGANÇA - Estandarte da cor verde

24 - D. João IV ................................................... 1640/1656
25 - D. Afonso VI ............................................... 1656/1683
26 - D. Pedro II .................................................. 1683/1706
27 - D. João V .................................................... 1706/1750
28 - D. José I
        (Ministro Sebastião José de Carvalho e Melo
        - Pombal) .................................................... 1750/1777
29 - D. Pedro III ................................................. 1777/1786
30 - Dª Maria I (a Louca) .................................... 1786/1792
        D. João de Bragança (Príncipe Regente) ....... 1792/1816
31 - D. João VI (Brasil - Portugal - Algarve) ........ 1816/1826
        Junta Governativa ......................................... 1820/1821
32 - D. Miguel I (2º filho de D. João VI) .............. 1821/1823
33 - D. João VI (2º Reinado) ............................... 1823/1824
34 - D. Pedro IV (o nosso D. Pedro I) ................. 1824/1826
35 - Dª Maria II (filha do nosso D. Pedro I) ......... 1826/1828
36 - D. Miguel (o mesmo irmão de D. Pedro I) .... 1828/1833
37 - Dª Maria III ................................................. 1833/1834
       Gabinete de Costa Cabral ............................. 1834/1842
       Gabinete de Maria da Fonte .......................... 1842/1846
       Gabinete de Costa Cabral (2ª administração) .1846/1851
       Ato Adicional ............................................... 1851/1852
       Período da REGENERAÇÃO
       (Bragança / Caburgo) ................................... 1852/1853
38 - D. Pedro V ................................................. 1853/1861
39 - D. Luís I (abolição da “Pena de Morte”) ...... 1861/1889
40 - D. Carlos I .................................................. 1889/1908
41 - D. Manuel II (deposto pela República) ......... 19081910



PORTUGAL REPÚBLICA


GOVERNO PROVISÓRIO

Joaquim Teófilo Fernandes Braga ................... 1910/1911


REPÚBLICA VELHA

01 - Manuel José de Arriga Brum da
       Silveira Peyrelongue ................................ 1911/1915
02 - Joaquim Teófilo Fernandes Braga
       (2º mandato) ..........................................  1915
03 - Bernardino Luís Machado Guimarães .....  1915/1917


REPÚBLICA NOVA

04 - Sidônio Bernardino Cardoso da
       Silva Pais ................................................ 1917/1918
05 - João do Canto e
       Castro Silva Antunes Júnior ..................... 1918/1919
06 - Antônio José de Almeida ........................ 1919/1923
07 - Manuel Teixeira Gomes .......................... 1923/1925
08 - Bernardino Luís Machado Guimarães ...... 1925/1926


DITADURA MILITAR

09 - José Mendes Cabeçadas Júnior ................1926
10 - Manuel de Oliveira Gomes da Costa ........ 1926


ESTADO NOVO

11 - Antônio Oscar de Fragoso Carmona ........ 1926/1951
       Interino - Antônio de Oliveira Salazar ........ 1951
12 - Francisco Higino Craveiro Lopes .............. 1951/1958
13 - Américo de Deus Rodrigues Tomás .......... 1958/1974


JUNTA DA SALVAÇÃO NACIONAL

14 - Antônio Sebastião Ribeiro Spindola .......... 1974
15 - Francisco da Costa Comes ....................... 1974/1976
16 - Antônio dos Santos Ramalho Eanes .......... 1976/1986
17 - Mário Alberto Nobre Lopes Soares ......... 1986/1996
18 - Jorge Fernando Branco de Sampaio ......... 1996/2006
19 - Aníbal Cavaco Silva ................................. 2006 – . . . .
20 - .................................................................
21 - .................................................................
22 - .................................................................
23 - .................................................................
24 - .................................................................



--- ::: o ::: ---



Macanudo(a) leitor(a)!


Haveis de entender, que a nossa vontade cabresteia o nosso sentimento, porque há homens que amam o poder e existem homens que tem o poder de amar.

Eu, o Maragato faço parte deste último grupo.




F I M




NOTA:  Se você tem conta no "gmail" - eu gostaria de ter o seu comentário no espaço apropriado logo abaixo.  
                                                                                                                                                    O autor


















4 comentários:

  1. Olá...soube do seu blog pelo jornal do povo e me admirei!
    Muito bom ver um tradicionalista na internet, que para alguns é um bicho de 7 cabeças, hoje não temos como fugir dela, sabendo usá-la, ela é uma das ferramentas mais importantes de divulgação de um trabalho.
    Parabéns pelos trabalhos e sucesso...:)
    Ps: sou paulista casada com um gaúcho, fico impressionada com o tradicionalismo e o amor dos gaúchos pelas suas raízes, coisas que eu nunca vi em SP, é emocionante!
    Conheça nosso trabalho: www.danielaemauricio.com, somos fotógrafos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, DANIELA e MAURÍCIO - Agradeço as generosas palavras . . . Obrigado!

      Excluir
  2. Eu tenho a primeira edição deste livro! O próprio Otávio Peixoto de Melo me presenteou!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faça boa leitura, amigo Álvaro Junior . . .

      Excluir